Abóbada

From eViterbo
Revision as of 15:58, 14 August 2022 by Alice (talk | contribs) (Substituição de texto - "==Referências bibliográficas==" por "==Notas== <!-- As notas e a bibliografia que foi, de facto, usada para construir a informação. Atenção: Chicago Manual Style 17th edition (note), notas" ou seja ou sistema "shortened notes--> <references />")
(diff) ← Older revision | Latest revision (diff) | Newer revision → (diff)
Jump to navigation Jump to search

ABOBADA. Tecto, mais ou menos arqueado e côncavo, em que todas as partes que o compõem se sustentam umas à outras, porque todos os seus lineamentos vão parar ao seu centro que é o ponto onde ordinariamente fazem seu repuxo. Fazem-se Abóbadas de três materiais, Abóbadas de gesso tabicado, que chamamos Abobadilhas, Abóbadas de ladrilho em roscas, e Abóbadas de cantaria. Abobada. Camera, ae. Fem. Vitruv. Fornix, icis. Cic. Virg. Querem alguns, que Fornix propriamente seja abóbada curvada ao comprido a modo de meio cilindro. Concameratio, onis. Fem. Parece em Vitrúvio o nome geral de qualquer abobada. Querem outros que Fornix, em Vitrúvio, não seja outra coisa, que Abobada de meia laranja.

O nascimento, ou terços da abóbada. Imum, ou ima pars fornicis é pariete, vel é columna prorumpens.

A volta da Abobada. Concameratio, onis. Fem. Vitruv.

O redondo da abóbada. É a parte superior e convexa superfície da abobada. Camerae convexitas, atis. Fem. Camerae convexum, ou camerae convexa superificies.

O vão da abóbada. Camerae concavum, ou concava superficies camerae.

Os arcos de madeira, sobre os quais se forma a abobada. Vid. Simples.

O fecho, ou chave da abóbada. Os últimos tijolos ou as ultimas pedras no meio do convexo da abóbada, que sendo mais estreitas por baixo, que por cima, apertam e asseguram a abóbada. Camerae, ou testudinis conclusura, ae. Fem. Vitruv. No livro 6, cap. 11, onde diz, Item administrandum est, uti levent ónus parietum sornications cuneorum divisionibus, ad centruum respondentes eorum concujurae.

Fechar a abóbada. Fornicem concludere. No lugar alegado, diz Vitrúvio, dum arcus cuneis erunt conclusi, e logo mais abaixo, cuneorum divisionibus, coagmentis, ad centrum respondentibus, fornices concludentur (com a palavra cuneis entende Vitrúvio nas abóbadas de cantaria as pedras, que têm forma de cunhas, porque têm estas mais corpo por uma extremidade, que por outra). Uma só pedra fechou a abóbada a saber a do meio, que teve mão nas outras, que descem aos lados. Unus lapis fecit fornicem, ille, qui latera inclinata cuneavit, interventu suo vinxit. Sem. Phil. (Fala este Autor nas abóbadas de pedra de cantaria).

Abóbada singela. A que não tem mais corpo, que a grossura do tijolo. Lateru sua dumtaxat crassitudine sibi obstantium fornicatio. Chama Séneca, Filósofo a abóbada de pedraria. Lapium fornicatio.

Abóbada de volta abatida, a que vulgarmente chamam de volta de sarapanel. Camera delumbis, ou elumbis, ou delumbata, ou delumbato fornice, ou elumbi arcu. Depressi fastigis fornix. O adjectivo delumbatus, neste sentido é de Vitrúvio.

Abóbada de volta em berço, que é meio círculo perfeito. Camera semicirculares. Fornix semicirculatus. Vitrúvio lhe chama Hemisphaerium, ii. Neut.

Abóbada de volta por aresta, que é com planta quadrada, fazendo quatro "rincoens" nos cantos pelas diagonais da casa. Decussata camera. Structilibus decussibis testudo, inis. Fem. O P. Deschales no seu Tratado de lapidum sectione, lhe chama Striata testudo.

Abóbada de lunetas. Lunatus fornis. Vid. Luneta.

Há muitos outros modos de abóbada. Abóbada de volta de cordel. Abóbada de Barrete. Abóbada de volta de Escarção. Abóbada de meia laranja, etc. Fazer menção de todas, com suas diferenças, seria processo infinito. Fazer uma câmara de abóbada. Cubiculum fornicare. Cic. Topic. 22. Cubiculum concamerare. Plin. Histo[1].

Notas

  1. Bluteau,. Vocabulario Portuguez e latino (Volume 01: Letra A), 31-32.

Bibliografia e Fontes

  • Bluteau, Rafael. Vocabulario portuguez e latino, aulico, anatomico, architectonico, bellico, botanico, brasilico, comico, critico, chimico, dogmatico, dialectico, dendrologico, ecclesiastico, etymologico, economico, florifero, forense, fructifero... autorizado com exemplos dos melhores escritores portugueses, e latinos... Volume 01: Letra A. Coimbra: Collegio das Artes da Companhia de Jesu, 1712.