António Félix do Amaral

From eViterbo
Revision as of 13:28, 10 January 2023 by Fernandopires2 (talk | contribs) (→‎Biografia)
(diff) ← Older revision | Latest revision (diff) | Newer revision → (diff)
Jump to navigation Jump to search


António Félix do Amaral
Nome completo António Félix do Amaral
Outras Grafias valor desconhecido
Pai valor desconhecido
Mãe valor desconhecido
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento valor desconhecido
Morte valor desconhecido
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido
Residência
Residência Portugal

Residência Cabo Verde
Postos
Posto Ajudante com exercício de Engenheiro
Data Fim: 23 de dezembro de 1769
Arma Infantaria

Posto Sargento-mor
Data Início: 23 de dezembro de 1769
Fim: 1775
Arma Infantaria
Cargos
Cargo Engenheiro
Data Início: 23 de dezembro de 1769
Fim: 1775


Biografia

Dados biográficos

Carreira

Era ajudante de infantaria com exercício de engenheiro. Por decreto de 23 de dezembro de 1769 foi promovido a sargento-mor de infantaria com exercício de engenharia, para servir nas ilhas de Cabo Verde e Bissau. A data da nomeação leva a crer que Amaral foi substituir o tenente coronel Manuel da Maia na direção efetiva das obras da construção da fortaleza de São José de Bissau, na Guiné. [1].

Outras informações

Obras

Notas

  1. Viterbo, Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal, Vol I, 320

Fontes

Andrade, Bernardino. 1990. Planta da Praça de Bissau e Suas Adjacentes. Academia Portuguesa da História. Lisboa: Academia Portuguesa da História.

Arquivo Histórico Ultramarino, Documentos avulsos da Guiné maço 11

Bibliografia

Viterbo, Francisco de Sousa. Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal. Vol I. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1899.

Pires, Fernando. 2007. Da Cidade da Ribeira Grande à Cidade Velha - Estudo Histórico-Formal do Espaço Urbano Séc. XV - Séc. XVIII. Praia: Universidade de Cabo Verde.

———. 2021. Há Vila Além da Costa, urbanidades em Cabo Verde no século XIX. Coimbra/Lisboa: Imprensa da Universidade de Coimbra e Rosa de Porcelana Editora.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

Fernando Pires

Investigador Integrado Doutorado do DINÂMIA’CET

Iscte – Instituto Universitário de Lisboa

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

Citar este artigo