Cofre de D. Filipa de Vilhena

From eViterbo
Revision as of 16:07, 18 August 2022 by Alice (talk | contribs) (Substituição de texto - "==Referências Bibliográficas == <references />" por "==Notas== <!-- As notas e a bibliografia que foi, de facto, usada para construir a informação. Atenção: Chicago Manual Style 17th edition (note), notas" ou seja ou sistema "shortened notes-->")
(diff) ← Older revision | Latest revision (diff) | Newer revision → (diff)
Jump to navigation Jump to search
Cofre
Data segunda metade do século XVI
Género Ourivesaria
Técnica Filigrana
Dimensões 10,5 cm  × 90 cm 
Encomendador D. Filipa de Vilhena
Localização Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa

Historial

Ao regressar da Índia, D. Filipa de Vilhena, viúva de D. Matias de Albuquerque, vice-rei da Índia entre 1591 e 1597, doou dois cofres ao Mosteiro da Graça de Lisboa, antes de se ter tornado freira no Mosteiro da Esperança. Um desses cofres está desaparecido e era de tartaruga e prata. Aquele de que falamos nesta página está, actualmente, no Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa e esteve exposto na Exposição Retrospectiva de Arte Ornamental Portuguesa e Espanhola de 1882 (Sala M, nº 173).

Descrição

Notas

Bibliografia e Fontes

  • Catalogo illustrado da exposição retrospectiva de arte ornamental portugueza e hespanhola. Lisboa: Imprensa Nacional, 1882.
  • Viterbo, Francisco de Sousa, Exposição d’Arte Ornamental. Notas ao Catalogo. Lisboa: Imprensa Nacional, 1883.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

DOI

Citar este artigo