António Durand

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Antonio Durand
Outras Grafias EQUAL
Sexo masculino

Biografia

Dados biográficos

Carreira

A 26 de maio de 1770 foi feito mestre da Fábrica de Relógios de Lisboa, dependente da Real Fábrica das Sedas por desentendimentos entre Claude Berthet, seu fundador e primeiro mestre, e Jacinto Manuel de Sousa.

Segundo Viterbo, a oficina dirigida por Durand produziu vários oficiais, alguns dos quais foram trabalhar para o Brasil e colónias, mas apenas fazendo consertos, e a indústria declinou, e deu um prejuízo de 25 contos à Fazenda Real.

Outras informações

Obras

  • Construção de relógio de pendurar para o Convento de Santo Alberto, que esteve exposto na Exposição Ornamental de 1882 (sala G, n~º 152). Tinha "feitio dos de algibeira, tendo despertador, caixa de cobre dourado e arrendado" e estava assinado Antonio Durand. FABRICA REAL. LISBOA Nº 12[1].

Referências bibliográficas

  1. Viterbo, Artes e Artistas em Portugal, 41-42.

Bibliografia e Fontes

  • Neves, José Acúrcio, Noções históricas, económicas e administrativas sobre a produção e manufactura das sedas em Portugal, e particularmente sobre a Real Fábrica das Sedas do subúrbio do Rato e suas anexas. Lisboa: Impressão Régia, 1827.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

DOI

Citar este artigo