António Smith Chaves

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


António Smith Chaves
Nome completo António Maria Smith Chaves
Outras Grafias valor desconhecido
Pai António Manuel Chaves
Mãe Rita Frederico Smith Chaves
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento valor desconhecido
Morte valor desconhecido
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido
Residência
Residência Cabo Verde
Data Início: 1881
Fim: 1883
Formação
Formação Desenho
Postos
Posto 2º Sargento
Data Início: 1874
Arma Infantaria
Cargos
Cargo Desenhador
Data Início: 1881
Fim: 1882


Biografia

Dados biográficos

António Smith Chaves nasceu em Moçambique em 25 de julho de 1849. É filho de António Manuel Chaves e de Rita Frederico Smith Chaves.[1]. Nasceu em 26 de julho de 1849, data confirmada em documento onde consta que tinha uma irmã chamada Augusta Frederica Smith Chaves Alves. O  Mapa de Inspeção foi  feito pela Junta de Saúde Naval e do Ultramar, ano em que tinha 36 anos de idade e confirma que  era casado em 1885. Estudou no Liceu de Coimbra no ano de 1868-1869, morava na rua da Matemática n༠ 16.

Carreira

Assentou praça em 11 de maio de 1868. Serviu até 1874, data em que foi promovido a 2º sargento do regimento de infantaria n.º 5. Em janeiro de 1877 foi destacado para servir em Angola na qualidade de desenhador de 2ª classe, das obras públicas da província.

Em 13 de agosto de 1879, por portaria régia, foi transferido para Cabo Verde. Nessa data não chegou a ser transferido para Cabo Verde. Foi exonerado do cargo de desenhador das obras públicas de Angola por portaria de 13 de agosto de 1880, e nomeado desenhador da direção das obras públicas de Cabo Verde por portaria de 25 de abril de 1881.

Apresentou-se ao serviço a 14 de maio de 1881. Foi destacado para a cidade da Praia. Em setembro de 1881, solicitou licença superior para apresentar publicamente a planta da cidade da Praia e seus arredores por ele desenhada[2]. Foi agraciado com a medalha de bronze por comportamento exemplar[3]

Outras informações

Obras

Desenhou a Planta Topográfica da Cidade da Praia.

Notas

  1. PROCESSO DE REQUERIMENTO DE PASSAPORTE DE ANTÓNIO MARIA SMITH CHAVES. PT/ADLSB/AC/GCL/H-D/006/00005/00132. AHTT. https://digitarq.arquivos.pt/details?id=6100196
  2. Diário do Governo n.º 280 de 11 de dezembro de 1874
  3. Arquivo Histórico Ultramarino. Cabo Verde, Obras Públicas e Agrimensura, Processos Individuais. Cx753_2.

Fontes

Arquivo Histórico Ultramarino. Cabo Verde, Obras Públicas e Agrimensura, Processos Individuais. Cx753_2.

Arquivo Histórico Ultramarino. Cabo Verde, Obras Públicas e Agrimensura, Processos Individuais. Cx753_2.

Arquivo Histórico Nacional de Cabo Verde, Secretaria Geral do Governo, cx. 619, pasta 02, doc. 46

Arquivo Histórico Nacional de Cabo Verde, Secretaria Geral do Governo, cx. 619, pasta 02, doc. 55-56

Arquivo Histórico Nacional de Cabo Verde, Secretaria Geral do Governo, cx. 619, pasta 03, doc. 23

Arquivo Histórico Nacional de Cabo Verde, Secretaria Geral do Governo, cx. 619, pasta 03, doc. 75

Bibliografia

GUINÉ_760_1_a_f     (Processo Individual António Maria Smith Chaves) Declaração dos Estudantes Matriculados no Lyceu de Coimbra, ano letivo de 1868 para 1869, pg. 32.

Diário do Governo n.º 280 de 11 de dezembro de 1874

Pires, Fernando. Há Vila Além da Costa, urbanidades em Cabo Verde no século XIX. Coimbra/Lisboa: Imprensa da Universidade de Coimbra e Rosa de Porcelana Editora. 2021.

Ligações Externas

http://opacplus.bsb-muenchen.de>title>bsb10735865 https://geneall.net>forum>actor-jose-viana

http://digitarq.arquivos.pt

https://digitarq.arquivos.pt/ViewerForm.aspx?id=6100196

Autor(es) do artigo

Fernando Pires

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

Citar este artigo