Arrecadas

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search

Definição

Brincos das orelhas, assim chamados do hebraico Arrab que vale o mesmo que "spopondir" . Tem prometido que de ordinário são arrecadas presentes de desposados à suas esposas. O criado de Abraão, que ia buscar esposa para Isaac, topando com Rebeca, a primeira coisa que lhe ofereceu foram arrecadas. Praetulit vir inaures aureas, appendentes siclos duos. Gen. cap. 24. ou se chamaram estes brincos arrecadas, porque são os adornos que as mulheres com mais curiosidade arrecadam, e de que tem maior provisão, tanto assim que só com as arrecadas das mulheres formou Arão o Bezerro de ouro, corpulento emprego de grosseiras idolatrias. Fecitque populus, quae iusserat, deferens inaures ad Aaron, quas cum ille accepisset, formavit opere fusorio, et fecit ex eis vitulum. Exod. Cap. 32.

Davam-lhes os gregos muitos outros nomes, que deixo em silêncio. As razões deste tão comum ornamento das orelhas em todas as nações e quase desde o princípio do mundo, são várias. Uns dizem que na ponta debaixo na orelha, a que os latinos chamam lobus tem a memória o seu assento. Plin. Lib. 10. cap. 45. Dizem outros que nas orelhas se simboliza benevolência e que por esta razão tomavam os rapazes aos pais pelas orelhas quando com eles se abraçavam para os beijar. (...)

Arrecadas de alfinete Vid. Alfinete. Hoje são tão várias as matérias, feitios e nomes de arrecadas que não há dar-lhes alcance. Inauris, is. Fem. plur. Plaut. (...).[1]

Brincos e ornamentos que se usam nas orelhas. Pingente. Segundo Bluteau as arrecadas podiam assumir diferentes formas: circular ; cilíndrica, com o feitio de perinhas ; em forma de gota de água pendente ; em forma de coluna ou constituída por três pérolas em forma de bagas de louro ou oliveira. Antigamente, em Portugal, as mulheres usavam arrecadas a que chamavam pensamentos e outras a que chamavam bichas. (Cf. Glossário Portas Adentro).


- Sinónimo(s): arrancanes.

Referências documentais

Outras informações

Notas

  1. Bluteau, Vocabulário Português e Latino, letra A: 553-554.

Fontes

Bibliografia

Bluteau, Rafael. Vocabulário Português e Latino… Vol. 1. Coimbra: Colégio das Artes da Companhia de Jesus, 1712-1728.

Moraes, António de. Novo Dicionário Compacto de Língua Portuguesa. Vol. 1. Mem Martins: Horizonte, 1980.

Sousa, João de. Vestígios da Língua Arábica em Portugal. Lisboa: Academia Real das Ciências, 1789.

Viterbo, Fr. Joaquim de Santa Rosa de. Elucidário das palavras, termos e frases que em Portugal antigamente se usaram e que hoje regularmente se ignoram, 2.ª ed. Vol. 1. Porto: Civilização, 1983-1984.     

Ligações Externas

Glossário Portas Adentro, ICS-uMinho

Autor(es) do artigo

  • André Filipe Neto e Maria Teresa Oliveira (bolseiros de iniciação à investigação)

Projeto eViterbo, CHAM - Centro de Humanidades NOVA FCSH, 2017-18;

  • Andreia Fontenete Louro (bolseira de iniciação à investigação)

Projeto DRESS, 2019;

  • Inês Amaral Canhão (bolseira de iniciação à investigação)

Projeto Verão com Ciência, 2022;

Financiamento

VESTE _ Vestir a corte: traje, género e identidade(s), Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito da Norma Transitória - DL 57/2016/CP1453/CT0069.

DRESS _ Desenhar a moda das fontes quinhentistas, Fundação Calouste Gulbenkian, Projetos de Investigação em Língua e Cultura Portuguesa 2018, Ref.: 227751.

Verão com Ciência FCT, 2022.

DOI

Citar este artigo