Bambu

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search

Na segunda parte da Relação da Embaixada dos Holandeses ao Império da China impressa em Leiden no ano de 1665, na página 78, acho, refere que os portugueses deram na Índia este nome a umas canas que crescem como árvores, têm o pé ou tronco mais grosso que a perna, são duras como ferro e, ainda que ocas por dentro, capazes de sustentar grandes pesos. Com elas se fazem canos e aquedutos e da casca delas retalhada, esteiras, caixas e outras leves e "aceadas alfayas". Há outras mais pequenas que também têm seu uso. Arundo Indica, quam vulgo Bambu vocant. Enfiam e amarram cordas de bambu. Vergel de Plantas, etc. página 202.

Bambual: bosque de bambus[1].

Notas

  1. Bluteau, Vocabulario Portuguez e latino (Tomo II: B-C), 27.

Bibliografia e Fontes

  • Bluteau, Rafael. Vocabulario portuguez e latino, aulico, anatomico, architectonico, bellico, botanico, brasilico, comico, critico, chimico, dogmatico, dialectico, dendrologico, ecclesiastico, etymologico, economico, florifero, forense, fructifero... autorizado com exemplos dos melhores escritores portugueses, e latinos... Tomo II: B-C. Coimbra: Collegio das Artes da Companhia de Jesu, 1712.