Bartolomeu da Costa

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Bartolomeu da Costa
Nome completo Bartolomeu da Costa
Outras Grafias valor desconhecido
Pai valor desconhecido
Mãe valor desconhecido
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento valor desconhecido
Morte valor desconhecido
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido


Biografia

Dados biográficos

Carreira

Bartolomeu da Costa trabalha no Arsenal do Exército com o tenente general de artilharia do reino Manuel Gomes de Carvalho e Silva. Ligado ao escultor Joaquim Machado de Castro.

Em 1767 é sargento-mor de infantaria agregado ao regimento de artilharia da guarnição da fortaleza de S. Julião da Barra e é promovido a tenente coronel de infantaria com exercício de engenheiro.

Em 1774 é nomeado intendente geral das fundições de artilharia.

A 09 de maio de 1789 é promovido a marechal de campo.

A 20 de novembro de 1796 é elevado ao posto de tenente general.

Agraciado com o hábito de Cristo (e 150.000 reis de tença, renunciando 138.000 nos seus sobrinhos Ricardo Álvares da Costa, Bartolomeu Álvares da Costa e Inácio Álvares da Costa[1].

Outras informações

Obras

  • Estátua equestre de D. José I do Terreiro do Paço
  • Máquina que "suspendeu e elevou para fora da casa da fundição e a collocou no carro que a transportou".

Notas

  1. Viterbo, Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal, Vol I, 235-238

Fontes

Bibliografia

Buchanan, Brenda (ed.). Gunpowder, Explosives and the State: A Technological History. NY: Ashgate, 2006.

Viterbo, Francisco de Sousa. Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal. Vol I. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1899.

Ligações Externas

Bartolomeu da Costa em Wikipédia.


Autor(es) do artigo

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

Citar este artigo