Cálice de Gueda Mendes

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search
Cálice
Data 1152
Técnica prata e prata dourada relevado, incisa e filigranada
Dimensões 17,3 cm  × 13,1 cm (diâmetro de baixo), 11,6 cm (diâmetro de cima) 
Encomendador D. Gueda Mendes
Localização Museu Nacional de Machado de Castro, Coimbra

Historial

Cálice oferecido por D. Gueda Mendes, rico-homem da nobreza que apoiou D. Afonso Henriques, ao Mosteiro de S. Miguel de Refoios, como consta da legenda que tem na borda do pé: /+G(u)EDA/ MENENDIZ/ ME/ FECIT/ IN/ (h)ONOREM/ S(an)c(t)i/ MICHAELIS/ E(ra)/ M/ C/ LXXXX (Gueda Mendes me fez em honra de São Miguel, era de 1190 = ano do nascimento de Cristo de 1152).

No século XIX, data em que Raczynski, Viterbo e outros autores dão conta da sua existência, encontrava-se no Tesouro da Sé Velha de Coimbra, para onde fora transferido aquando da extinção das ordens religiosas[1]. Figurou na Exposição Retrospectiva de Arte Ornamental de 1882, pensando-se, nessa altura, que Gueda Mendes era o nome do seu autor. Em 1941 aparece registado no Museu Nacional de Machado de Castro de Coimbra[2].

Descrição

Notas

  1. Francisco de Sousa Viterbo, Artes e Artistas em Portugal. (Lisboa: Livraria Ferreira, 1892), 117-118.
  2. http://www.matriznet.dgpc.pt/MatrizNet/Objectos/ObjectosConsultar.aspx?IdReg=161062, consultado a 7 de setembro de 2017

Bibliografia e Fontes

  • Catalogo illustrado da exposição retrospectiva de arte ornamental portugueza e hespanhola. Lisboa: Imprensa Nacional, 1882.
  • Viterbo, Francisco de Sousa, Exposição d’Arte Ornamental. Notas ao Catalogo. Lisboa: Imprensa Nacional, 1883.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

DOI

Citar este artigo