Camelão

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search

Definição

Pano grosseiro originário do Oriente, feito inicialmente de pêlo de camelo de onde deriva o seu nome. Foi introduzido na região da Flandres desde a Idade Média ; tecido de que se usava antigamente para confecionar saias ou capotes ; o camelão de seda era uma variedade de tafetá ou chamalote fabricado em Itália. (Cf. Glossário Portas Adentro).

Estofo grosseiro e impermeável, cuja matéria prima passou a ser, mais tarde, pêlo de cabra, lã e seda; tecido de lã em trama[1].

Referências documentais

Outras informações

Notas

  1. Costa, "Glossário", 142.

Fontes

Bibliografia

Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. Vols. 5 & 6. Lisboa-Rio de Janeiro: Editorial Enciclopédia, 1981.

Manuela Pinto da Costa, "Glossário de termos têxteis e afins". Revista da Faculdade de Letras. Ciências e técnicas do património 3, I. ª s. (2004): 137-161.

Ligações Externas

Glossário Portas Adentro, ICS-uMinho

Autor(es) do artigo

  • Andreia Fontenete Louro (bolseira de iniciação à investigação)

Projeto DRESS, 2019;

  • Inês Amaral Canhão (bolseira de iniciação à investigação)

Projeto Verão com Ciência, 2022;

Financiamento

VESTE _ Vestir a corte: traje, género e identidade(s), Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito da Norma Transitória - DL 57/2016/CP1453/CT0069.

DRESS _ Desenhar a moda das fontes quinhentistas, Fundação Calouste Gulbenkian, Projetos de Investigação em Língua e Cultura Portuguesa 2018, Ref.: 227751.

Verão com Ciência FCT, 2022.

DOI

Citar este artigo