Carlo Amatucci

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Carlo Amatucci
Outras Grafias EQUAL
Filho(s) João Carlos Amatucci, Emídio Carlos Amatucci, Rafaela Amatucci
Nascimento
[[Nápoles]]
Morte 1819
[[Lisboa]]
Sexo masculino

Biografia

Dados biográficos

Escultor italiano, provavelmente de origem napolitana, veio para Lisboa no contexto das obras do Palácio da Ajuda, entre 1802 e 1803[1]. Sabe-se que em 1811 vivia no Largo do Rato, em Lisboa. Morreu em 1819[2].

Com Mariana Vitória foi pai de João Carlos Amatucci, Emídio Carlos Amatucci e Rafaela Amatucci, todos também artistas[2].

Carreira

Começou a trabalhar para as obras do Palácio da Ajuda a 23 de fevereiro de 1803. Em 1804 fazia retratos em cera e em 1807 trabalhava já para a família real, como retratista.

Aparece na Gazeta de Lisboa de 6 de setembro de 1811, citado por Sousa Viterbo, como Escultor da Câmara de Sua Alteza Real, o príncipe-regente D. João, futuro D. João VI. Num requerimento de 1803, também citado por Viterbo, já aparece como Escultor e Retratista do mesmo príncipe[3].

Outras informações

Obras

  • 1807 - Medalha do Príncipe D. João para os órgãos do palácio de Mafra.
  • c. 1811 - Desenho do retrato do Marquês de la Romana.
  • 1818 - Estátua da Liberalidade para o Palácio da Ajuda, Lisboa.

Referências bibliográficas

  1. J. Francisco Ferreira Queiroz, "Os Amatucci - três gerações de uma família de artistas", 221.
  2. 2,0 2,1 J. Francisco Ferreira Queiroz, "Os Amatucci - três gerações de uma família de artistas", 225.
  3. Viterbo, Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal (3ª série), 40-41.

Bibliografia e Fontes

  • Viterbo, Francisco de Sousa. Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1911 (3ª série).

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

DOI

Citar este artigo