Carlos Bernardo de Caula

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Carlos Bernardo de Caula
Nome completo Carlos Francisco Bernardo de Caula
Outras Grafias valor desconhecido
Pai Bernardo de Caula
Mãe valor desconhecido
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento valor desconhecido
Forte de Nossa Senhora da Graça, Elvas,-
Morte valor desconhecido
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido
Postos
Posto Ajudante com exercício de Engenheiro
Data Início: 18 de setembro de 1789

Posto Marechal
Data Início: 20 de março de 1821

Data Início: 28 de dezembro de 1826
Cargos
Data Início: 28 de dezembro de 1826
Actividade
Local de Actividade Rio de Janeiro, Brasil

Data Início: 24 de maio de 1829
Fim: 24 de julho de 1833
Local de Actividade Rio de Janeiro, Brasil


Biografia

Dados biográficos

Carlos Francisco Bernardo de Caula era filho de Bernardo de Caula, capitão do regimento de artilharia 2. Nasceu no Forte Conde de Lippe.

Carreira

Promovido, com Anastácio Joaquim Rodrigues ao posto de ajudante de infantaria com exercício de engenheiro por decreto de 18 de Setembro de 1789 e Marechal de campo a 20 de Março de 1821.

Nomeado comandante do Real Corpo de Engenheiros a 28 de Dezembro de 1826[1].

Preso entre 24 de Março de 1829 e 24 de Julho de 1833, recuperando dois dias depois o comando do regimento[2].

Serve na corte do Rio de Janeiro.

Outras informações

Obras

Notas

  1. Viterbo, Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal, Vol I, 204-205.
  2. Viterbo, Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal, Vol I, 204-205.

Fontes

Bibliografia

Viterbo, Francisco de Sousa. Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal. Vol I. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1899.


Ligações Externas

Autor(es) do artigo

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

Citar este artigo