Carlos de Abreu Viana

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Carlos de Abreu Viana
Nome completo Carlos Saturnino de Abreu Viana
Outras Grafias Carlos Saturnino d' Abreu Vianna
Pai Carlos Saturnino de Abreu Viana
Mãe Minervina Numinanda da Rocha Franco
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento 1 outubro 1858
Luanda, Luanda, Angola
Morte janeiro 1903
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido
Residência
Residência Lisboa, Portugal
Data Início: 1876

Residência Luanda, Luanda, Angola
Data Início: 13 de maio de 1858
Postos
Data Início: 06 de abril de 1876
Fim: 01 de agosto de 1877
Arma Infantaria

Posto Soldado
Data Início: 01 de agosto de 1877
Fim: 02 de dezembro de 1878
Arma Infantaria

Posto 2º Sargento
Data Início: 02 de dezembro de 1878
Arma Infantaria
Cargos
Cargo Condutor auxiliar


Biografia

Dados biográficos

Carlos Saturnino de Abreu Viana, ou Carlos Saturnino d’ Abreu Vianna[1], nasceu na freguesia de Nossa Senhora da Assunção em Luanda, Angola, a 13 de Maio de 1858. Era filho de Carlos Saturnino de Abreu Viana, falecido em Novembro de 1877[2], e de Minervina Numinanda da Rocha Franco[3][4], também conhecida por Minervina Numinanda de Abreu Viana[5]. Tinha 1,60m de altura, cabelo e olhos castanhos, rosto comprido, boca regular e cor natural, segundo a sua matrícula militar[3].

Seu pai, Carlos Saturnino de Abreu Viana, foi guarda-marinha nomeado por portaria de 6 de Abril de 1852[6] para servir nas estações de África[7] - e comandante da escuna Conselho. A 13 de Novembro de 1854, compareceu, "na casa de residência do Governo [do] Districto [de Luanda]", acompanhado de António Acácio de Oliveira Carvalho, capitão do brigue do comércio Aurora, e José Duarte Francisco, piloto do referido navio, para ouvir as justificações do governador Fernando da Costa Leal para a exploração da foz do rio Cunene. Havia que comprovar a fertilidade daquela área, assim como a existência de madeira para construção, de gado bovino e de paquidermes[8]. Faleceu em Benguela por volta do inicio do ano de 1864[9]. Em 1877, a mãe de Carlos Abreu Viana, filho, residia na cidade de Goa, na Índia[2].

Carlos Viana faleceu cerca de Janeiro de 1903 em local não apurado[5].

Carreira

Carlos Viana integrou o regimento de Infantaria nº 17 em 1872, na qualidade de estudante, sem que se conheça a instituição onde realizou os seus estudos[10]. Assentou praça a 6 de Abril de 1876, como voluntário, para a servir por 8 anos; a 1 de Agosto do mesmo ano foi colocado no Batalhão de Engenharia com a matrícula número 1830. Em 1877, foi colocado no contingente a cargo do Bairro Ocidental de Lisboa. A 1 de Agosto desse ano passou a soldado, tendo sido destacado para servir na Companhia de Correcção da Praça de São Julião da Barra[2].

A 21 de Junho de 1878, o Conselho de Guerra sentenciou-o a uma pena de três anos de deportação militar, a cumprir na prisão da Praça de São Julião da Barra, iniciada a 6 de Agosto de 1878. Em causa estava uma deserção de 9 horas em Dezembro de 1877 e o extravio de artigos militares[10].

Passou ao serviço da província de Angola para cumprir três anos de deportação, tendo desembarcado no vapor "China" a 5 de Outubro de 1878[11]. Foi promovido a 2º sargento em Luanda[1] a 2 de Dezembro, e a cabo de esquadra a 11 de Dezembro de 1878 . Passou ao corpo de polícia a 9 de Março de 1879, e foi promovido a furriel a 7 de Julho. A 11 de Novembro do mesmo ano passou ao Batalhão de Caçadores nº 5, tendo sido promovido a 2º sargento a 2 de Dezembro. A 17 de Junho de 1881, foi considerado adido à 2ª divisão do depósito do regimento de Infantaria do Ultramar. Passou ao regimento de Infantaria nº 17 a 28 de Agosto de 1882 e ao regimento de Infantaria nº 10 a 16 de Maio de 1883[11].

A 1 de Outubro de 1881, na reserva, encontrava-se na cidade de Lisboa de onde foi expedido o seu pedido para se tornar apontador das Obras Públicas nos quadros da África Ocidental, ou Oriental[1]. Acabou por ser condutor auxiliar na Direcção das Obras Públicas de Angola. A 12 de Julho de 1889, a Direcção Geral do Ultramar enviou-o à Inspecção de Saúde Naval e do Ultramar, pela qual foi diagnosticado com uma anemia palustre, sendo aconselhado a tirar uma licença de 90 dias para se tratar[12].

Outras informações

Carlos Viana foi condenado a prisão celular, sem que se conheça a data da sentença[13]. Contudo, a 25 de Maio de 1891, o Diário do Governo anunciou que daria lugar, no dia seguinte, uma sessão no Supremo Tribunal de Justiça por recurso de Carlos Saturnino de Abreu Viana[14].

Notas

  1. 1,0 1,1 1,2 Arquivo Histórico Ultramarino. 769/2. 1D. MU. Cx. 1877-1920. Processos Individuais. ANG. "Carlos Saturnino de Abreu Viana - Requerimento de 1 de Outubro de 1881".
  2. 2,0 2,1 2,2 Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Praça de São Julião da Barra, liv. nº 3 - Matrícula das praças de pret em serviço na Companhia de Correcção (1876-1879), fl. 528, nº 524. "Carlos Saturnino de Abreu Viana".
  3. 3,0 3,1 Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Praça de São Julião da Barra. Matrícula das Praças de pret em serviço na Companhia de Correcção (1878-1879). "Carlos Saturnino de Abreu Viana".
  4. Arquivo Histórico Militar. Livros de Mestres. Arma de Infantaria. Regimento de Infantaria nº 17, liv. 26 - Livro de Matrícula do Pessoal do Regimento de Infantaria nº 17, Registo de Praças de Pret, de 1877.
  5. 5,0 5,1 “Comarca do Seixal”, Diário do Governo, no. 55, 11 de Março de 1903, 832.
  6. Portaria de 6 de Abril de 1852, Diário do Governo, no. 118, 20 de Maio de 1852, [529].
  7. Arquivo Histórico da Marinha. Processos Individuais, cx. 786, "Escola Naval e Comp. de GG. MM. 12.4.1855".
  8. Felner, Angola: Apontamentos, 2:230.
  9. Proposta de Lei n.º 114-A de 18 de Maio de 1864, Diário do Governo, no. 114, 23 de Maio de 1864, 1645.
  10. 10,0 10,1 Arquivo Histórico Militar. Livros de Mestres. Arma de Infantaria. Regimento de Infantaria nº 17, liv. 27 - Livro de Matrícula do Pessoal do Regimento de Infantaria nº 17, Registo de Praças de Pret, de 1872, fl. 415, nº 411. "Carlos Saturnino de Abreu Viana".
  11. 11,0 11,1 Arquivo Histórico Militar. Livros de Mestres. Arma de Infantaria. Regimento de Infantaria nº 17, liv. 27 - Livro de Matrícula do Pessoal do Regimento de Infantaria nº 17, Registo de Praças de Pret, de 1872, fl. 459, nº 1455. "Carlos Saturnino de Abreu Viana".
  12. Arquivo Histórico Ultramarino. 769/2. 1D. MU. Cx. 1877-1920. Processos Individuais. ANG. "Carlos Saturnino de Abreu Viana - Mappa da Inspecção feita pela Junta de Saude Naval e do Ultramar".
  13. Arquivo Histórico Ultramarino. 905. 1N. SEMU. DGU. Liv. 1880-1892, Registo de Pessoal das Obras Públicas Ultramarinas, 43v.-44.
  14. "Tribunais. Relação dos objectos que hão de ser decididos na sessão de 26 de maio de 1891", Diário do Governo, no. 115, 25 de Maio de 1891, 1167.

Fontes

Arquivo Distrital de Setúbal. Tribunal Judicial da Comarca do Seixal, Secção Cível, Inventários Orfanológicos 1856-1960. Inventário Obrigatório 1903-1904.

Arquivo Histórico da Marinha. Documentação avulsa, cx. 786.

Arquivo Histórico da Marinha. Processos Individuais, cx. 786, "Escola Naval e Comp. de GG. MM. 12.4.1855".

Arquivo Histórico Ultramarino. 905. 1N. SEMU. DGU. Liv. 1880-1892, Registo de Pessoal das Obras Públicas Ultramarinas, 43v.-44.

Arquivo Histórico Ultramarino. 769/2. 1D. MU. Cx. 1877-1920. Processos Individuais. ANG. "Carlos Saturnino de Abreu Viana - Mappa da Inspecção feita pela Junta de Saude Naval e do Ultramar".

Arquivo Histórico Ultramarino. 769/2. 1D. MU. Cx. 1877-1920. Processos Individuais. ANG. "Carlos Saturnino de Abreu Viana - Requerimento de 1 de Outubro de 1881".

Arquivo Histórico Militar. Livros de Mestres. Arma de Infantaria. Regimento de Infantaria nº 17, liv. 26 - Livro de Matrícula do Pessoal do Regimento de Infantaria nº 17, Registo de Praças de Pret, de 1877.

Arquivo Histórico Militar. Livros de Mestres. Arma de Infantaria. Regimento de Infantaria nº 17, liv. 27 - Livro de Matrícula do Pessoal do Regimento de Infantaria nº 17, Registo de Praças de Pret, de 1872, fl. 415, nº 411. "Carlos Saturnino de Abreu Viana".

Arquivo Histórico Militar. Livros de Mestres. Arma de Infantaria. Regimento de Infantaria nº 17, liv. 27 - Livro de Matrícula do Pessoal do Regimento de Infantaria nº 17, Registo de Praças de Pret, de 1872, fl. 459, nº 1455. "Carlos Saturnino de Abreu Viana".

Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Praça de São Julião da Barra, liv. nº 3 - Matrícula das praças de pret em serviço na Companhia de Correcção (1876-1879), fl. 528, nº 524. "Carlos Saturnino de Abreu Viana".

Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Praça de São Julião da Barra. Matrícula das Praças de pret em serviço na Companhia de Correcção (1878-1879). "Carlos Saturnino de Abreu Viana".

“Comarca do Seixal”, Diário do Governo, no. 55, 11 de Março de 1903, 832.

Portaria de 6 de Abril de 1852, Diário do Governo, no. 118, 20 de Maio de 1852, [529].

Proposta de Lei n.º 114-A de 18 de Maio de 1864, Diário do Governo, no. 114, 23 de Maio de 1864, 1645.

"Tribunais. Relação dos objectos que hão de ser decididos na sessão de 26 de maio de 1891", Diário do Governo, no. 115, 25 de Maio de 1891, 1167.

Bibliografia

Felner, Alfredo Albuquerque. Angola: Apontamentos sôbre a colonização dos planaltos e litoral do sul de Angola. Vol. 2. Lisboa: Divisão de Publicações e Biblioteca Agência Geral das Colónias, 1940.

Autor(es) do artigo

Sandra Osório da Silva

Departamento de História, FCSH, Universidade Nova de Lisboa

https://orcid.org/0000-0001-7529-5008

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

https://doi.org/10.34619/dmoi-5moz

Citar este artigo

Silva, Sandra Osório da. "Carlos de Abreu Viana", in eViterbo. Lisboa: CHAM - Centro de Humanidades, FCSH, Universidade Nova de Lisboa, 2022. (última modificação: 02/07/2024). Consultado a 21 de julho de 2024, em https://eviterbo.fcsh.unl.pt/wiki/Carlos_de_Abreu_Viana. DOI: https://doi.org/10.34619/dmoi-5moz