Cruz Processional de Alcobaça

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search
Cruz processional
Género Ourivesaria
Técnica Prata fundida, repuxada, cinzelada e incisa, parcialmente dourada e esmaltada
Dimensões 125 cm  × 58,5 cm 
Localização Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa

Historial

É possível que esta cruz, que hoje se encontra no Museu Nacional de Arte Antiga, seja a cruz descrita em dois inventários da sacristia do Mosteiro de Alcobaça, feitos em 1510 e 1536. A correspondência da descrição com o objecto que hoje podemos ver não é exacta, mas existem vestígios de que certos pormenores mencionados (como a presença dos dois ladrões, da Virgem e de São João ladeando Cristo) tenham desaparecido, fruto das intempéries. É possível que esta obra tenha sido encomendada por Dom Frei João de Ornelas, abade de Alcobaça e apoiante em Aljubarrota de D. João I[1].

Viterbo transcreve, na obra que dedicou à Exposição Retrospectiva de Arte Ornamental Portuguesa e Espanhola de 1882, o inventário de Alcobaça de 1536. A descrição desta cruz parece ser esta "Item - hua cruz grande com sseu pee em que falleçe um castellete e hua ymagem e duas haas de hua avee e duas aas de hu anjio e dous bordoões e em outro amjio duas aas e huu bordam e em outro anjio hua aa e hu pedaço de bordam e debaixo do sam Jo huua pontinha. Ao pee della huu castellete. Em os braços faleçem tres esmaltes, s. dous sem prata e um passarinho de pellicano faltam tres aas de dous que ficam e em Ds padre falleçe uma cruzeta e de hu dos dous ladroões falleçe a metade de hua cadea dos pees. A quaal cruz vymos e he muyto honrrada e grande e boa e bem pareçe cousa reall. E he obra moçiça[2]".

Figurou na Exposição Retrospectiva de Arte Ornamental Portuguesa e Espanhola (Sala M, nº 241-a)[3].

Descrição

Notas

  1. http://www.matriznet.dgpc.pt/MatrizNet/Objectos/ObjectosConsultar.aspx?IdReg=246461 consultado a 14 de setembro de 2017.
  2. Francisco de Sousa Viterbo, Exposição d’Arte Ornamental. Notas ao Catalogo. (Lisboa: Imprensa Nacional, 1883), 52.
  3. Catalogo illustrado da exposição retrospectiva de arte ornamental portugueza e hespanhola. (Lisboa: Imprensa Nacional, 1882), 30.

Bibliografia e Fontes

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

DOI

Citar este artigo