Domingos Schiopetta

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Domingos Schiopetta
Nome completo Domingos Schiopetta
Outras Grafias valor desconhecido
Pai valor desconhecido
Mãe valor desconhecido
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento valor desconhecido
Morte valor desconhecido
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido


Biografia

Dados biográficos

Carreira

Domingos Schiopetta era pintor, arquitecto, maquinista e cenógrafo do Teatro São Carlos, residente em Lisboa. Em 1814 decorou a fachada da igreja do Loreto durante as festas que se fizeram para celebrar a restituição de Pio VII à Santa Sé.

Por volta de 1825 pintou o bano de boca para o teatro do Conde de Farrobo, na quinta das Laranjeiras.

Foi o responsável pela ornamentação do palácio das Janelas Verdes aquando da celebração do juramento da Carta em 1826[1][2].

Outras informações

Obras

  • 1814 - Pintura alegórica representando a Igreja universal "no símbolo de uma rotunda", eram figuras de "iluminação transparente" para a igreja do Loreto, em Lisboa.
  • c. 1825 - Pintura do pano de boca para o teatro do conde de Farrobo na Quinta das Laranjeiras (actual Teatro Thalia).

Notas

  1. Viterbo, Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal (3ª série), 152.
  2. Viterbo, Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal, Vol III, 26.

Fontes

Bibliografia

Araújo, Augusto. "Algumas ideias de arte do pintor Domingos Schiopetta." In Artistas e artífices e a sua mobilidade no mundo de expressão portuguesa: actas. Porto: CEPES, 2007. 21-29.

Cassino, Carmine. "“Lisboa dos Italianos”: presença italiana e práticas de nacionalidade nos primeiros trinta anos do século XIX." Cadernos do Arquivo Municipal 2ª Série Nº 3 (Janeiro-Junho 2015): 201-227.

Catalogo methodico de parte da livraria do Visconde de Figaniére a qual... se ha de vender em leilão Lisboa: Tip. Viuva Sousa Neves, 1882.

Descripção do Arco Triumfal que os moradores circumvezinhos do Rocio desta Capital fizerão construir junto à rua denominada do Amparo, debaixo da direcção do celebre Pintor e Architecto Domingos Esquiopetta, para receber com a dignidade que se torna compativel com as suas proporções a Illustre Junta Provisoria do Supremo Governo do Reino. [Lisboa]: [s.e.], 1820.

Relação dos festejos que tiverão lugar em Lisboa nos memoraveis dias 31 de julho, 1, 2 etc. de agosto de 1826 por occasião do juramento prestado á Carta Constitucional... por hum cidadão constitucional. Lisboa: Tipografia J. F. M. de Campos, 1826.

Schiopetta, Domingos. Opúsculo sobre o pano de boca que pintou para o Barão Quintela. Lisboa: Tipografia Bulhões, 1825.

Viterbo, Francisco de Sousa. Artes e Artistas em Portugal. Lisboa: Livraria Ferreira, 1892.

Viterbo, Francisco de Sousa. Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1911 (3ª série).

Viterbo, Francisco de Sousa. Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal. Vol III. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1922.

Ligações Externas

Obra digitalizada na BNP.

Iconografia digitalizada na BNP.

Autor(es) do artigo

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

Citar este artigo