Domingos Sequeira

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Domingos Sequeira
Nome completo Domingos António de Sequeira
Outras Grafias valor desconhecido
Pai valor desconhecido
Mãe valor desconhecido
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento 10 março 1768
Lisboa, Lisboa, Portugal
Morte 8 março 1837
Roma, Roma, Itália
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido


Biografia

Dados biográficos

Domingos Sequeira nasceu em Belém, em Lisboa, filho de um barqueiro. Foi educado na Casa Pia de Lisboa e frequentou o curso de Desenho e Figura da Aula Régia de Desenho. Em 1788, com pensão de D. Maria I, foi estudar para a Academia Portuguesa de Roma, onde recebeu aulas de Antonio Cavallucci. Aí tornou-se professor na Academia di San Luca.

Regressou a Lisboa em 1795 e de 1798 a 1801 viveu no Convento da Cartuxa de Laveiras, mas saiu de lá em 1802 quando se tornou pintor da corte.

Depois da Vila-Francada (1823) exilou-se em França e acabou por se instalar em Roma, em 1826, local onde morreu em 1837, estando enterrado na Igreja de Santo António dos Portugueses.

Carreira

Em 1802 foi nomeado pintor da corte e, como tal, co-director da empreitada de pintura do Palácio da Ajuda. Em 1803 foi professor de Desenho e Pintura das princesas e em 1806 director da Aula de Desenho e Debuxo do Porto.

Outras informações

Obras

Notas


Fontes

Bibliografia

Canela, Lucinda, "Sequeira: o pintor a quem Portugal nunca chegou". Público, 04/10/2016

Viterbo, Francisco de Sousa, Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1911 (3ª série).

Ligações Externas

Domingos Sequeira In Portugal: Dicionário Histórico

Domingos Sequeira In Universidade do Porto.

Domingos Sequeira In Wikipedia.

Autor(es) do artigo

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

Citar este artigo