Espinela

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search

Definição

É uma espécie de rubi, porém pouco cintilante, porque deita todo o seu resplendor à superfície. Serve de acompanhar rubis em qualquer jóia. A vileza da sua cor diminui muito o seu preço, porque é de cor de vinagre ou de tom de cebola. João de Laet na sua história Gemmarum et Lapidum, é de parecer que a espinela é a pedra a que Plínio chama fêmea do Rubi. Traz o dito autor muitas castas de espinelas e entre outras uma quase tão perfeita como rubi. os lapidários lhe chamam Rubinus spinellus. A esmeralda e spinella valem contra a gota coral. Barreto. Prática entre Heracl. e Democ. pág. 21[1].

Referências Documentais

Outras informações

Obra

Notas

  1. Bluteau, Vocabulario Portuguez e latino (Tomo III: E), 278.

Fontes

Bibliografia

Bluteau, Rafael, Vocabulário Português e Latino…, 8 vols. e 2 Suplementos. Coimbra: Colégio das Artes da Companhia de Jesus, 1712-1728.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

André Filipe Neto e Maria Teresa Oliveira ; Andreia Fontenete Louro

Financiamento

Fundação Calouste Gulbenkian - Projetos de Investigação em Língua e Cultura Portuguesa 2019, Ref.: 227751.

DOI

Citar este artigo

  • Espinela (última modificação: 26/08/2022). eViterbo. Visitado em