Francisco Carlos Lagrange

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Francisco Carlos Lagrange
Nome completo Francisco Carlos Lagrange
Outras Grafias valor desconhecido
Pai Cláudio José Lagrange
Mãe Maria Carlota
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) Cláudio Lagrange, Sara Carlota Lagrange, Cecília Lagrange
Nascimento 30 outubro 1858
Barreiro, Setúbal, Portugal
Morte valor desconhecido
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido
Residência
Residência Barreiro, Setúbal, Portugal
Data Início: 30 de agosto de 1858

Residência Lisboa, Lisboa, Portugal
Data Início: 1885

Residência Angola
Data Início: 31 de agosto de 1899
Fim: 26 de junho de 1900
Cargos
Cargo Amanuense
Data Início: 1885

Cargo Apontador
Data Início: dezembro de 1892
Fim: 31 de agosto de 1899

Cargo Amanuense
Data Início: 31 de agosto de 1899
Fim: 26 de junho de 1900

Cargo Amanuense
Data Início: agosto de 1900
Fim: 23 de dezembro de 1914

Cargo Amanuense
Data Início: 23 de dezembro de 1914

Biografia

Dados biográficos

Francisco Carlos Lagrange nasceu a 30 de Outubro de 1858 e foi baptizado a 8 de Fevereiro de 1859 na freguesia e concelho do Barreiro, distrito de Setúbal[1]. Era filho legítimo de Cláudio José Lagrange[2] e de Maria Carlota, ambos naturais de Setúbal e residentes na freguesia do Barreiro[1]. Teve por avós paternos Manuel Lourenço e de Genoveva Inácia, e por avós maternos João Ferreira e de Maria da Conceição[1]. Desconhece-se a data e o local da sua morte, contudo, em Junho de 1937 participou num evento da Federação das Sociedades de Recreio[3].

Francisco Carlos Lagrange teve pelo menos três irmãos: Sara Carlota Lagrange, nascida a 2 de Agosto e baptizada a 28 de Dezembro de 1853 na freguesia de Nossa Senhora da Anunciada, concelho de Setúbal[4]; Cecília Lagrange, nascida a 4 de Fevereiro de 1855, e Cláudio Lagrange, nascido a 4 de Maio de 1857, ambos baptizados a 16 de Dezembro de 1858 na freguesia de São Julião do referido concelho[5][6]. Nesse mesmo dia, e freguesia, casaram-se os pais, legitimando, dessa forma, os seus quatro filhos[7].

Os pais de Francisco Lagrange não tinham domicílio certo porque seu pai era empregado nos Caminhos-de-Ferro e a sua mãe acompanhou-o sempre. Sabe-se, no entanto, que em Dezembro de 1858 residiam na freguesia de São Julião, em Setúbal[7].

Carreira

Em Janeiro de 1885, foi-lhe solicitado que apresentasse o atestado de bom comportamento para poder ocupar o lugar de amanuense da secretaria da cadeia geral penitenciária de Lisboa[8].

Em Dezembro de 1892, era apontador de 1ª classe de obras públicas e pertencia ao quadro auxiliar de apontadores de obras públicas[9]. Em Janeiro de 1893, era apontador de 3ª classe na disponibilidade[10]. No entanto, em 5 de Abril de 1899, enquanto apontador de 1ª classe das Obras Públicas em serviço na 1ª Repartição da Direcção Geral das Obras Públicas e Minas, solicitou transferência para a 3.ª Repartição da Direcção das Obras Públicas de Angola com o intento de desempenhar funções idênticas[11]. Anteriormente, havia enviado um outro requerimento, datado de 7 de Janeiro de 1898, em que solicitou a emissão de um atestado que mencionasse os serviços por si prestados[12].

Considerado um amanuense assíduo, inteligente, expedito e de comportamento exemplar[12], viu o seu pedido ser aceite a 21 de Julho de 1899 pela Secretaria de Estado dos Negócios da Marinha e Ultramar com uma proposta remuneratória de quinhentos e quarenta mil reis (540$000) anuais ou, em alternativa, de quarenta e cinco mil reis (45$000) mensais[13]. A 31 de Agosto de 1899[14], apresentou-se ao serviço em Angola, onde permaneceu até 26 de Junho de 1900[14]. Durante os sete meses prestou serviço em Luanda, Benguela e Catumba, tendo estado doente duas vezes[2]. Numa dessas circunstâncias, obteve uma licença de 10 dias da Junta Militar de Saúde[15], a qual, em 26 de Janeiro de 1900, emitiu um parecer relativamente ao seu estado saúde frágil. Essa parecer foi corroborado pelo chefe do serviço de saúde José de Brito Freire de Vasconcelos, assim como por Francisco da Silva Garcia e José Duarte Monteiro Laranjo, facultativos de 1ª classe, indicando que sofria de anemia palustre e que, considerando a sua “avançada idade”, deveria regressar à metrópole na primeira oportunidade pelo facto de correr perigo iminente de vida[2].

Francisco Lagrange partiu de Angola a 26 de Fevereiro de 1900 a bordo do "Vapor África"[16], e chegou ao porto fluvial de Lisboa a 20 de Março[2], com indicação para se apresentar na 4ª Repartição[15]. Assim, aos 41 anos de idade, com 13 anos de serviço ao Estado Português, regressou à metrópole com um diagnóstico de paludismo crónico resultante da sua primeira estada no Ultramar[2].

No início do mês de Agosto de 1900, era "escriturário(s) de obras públicas" de 2ª classe em actividade[17]. Em 30 de Novembro de 1902, completou 12 anos completos de serviço como funcionário na Secretaria de Estado dos Negócios das Obras Públicas, Comércio e Indústria[18]. A 20 de Maio de 1904, passou a pertencer ao quadro das Obras Públicas, em substituição de Manuel Bento Pereira de Azevedo, que passou à inactividade por doença[19]. A 31 de Dezembro de 1909, contava 4 anos e 25 dias de serviço de amanuense - em departamento não apurado[20].

Face ao trabalho extraordinário que desenvolveu para o Ministério das Obras Públicas, Comércio e Indústria, recebu um valor extra de dezanove mil reis 19$000[21] em Outubro de 1909, e em Maio de 1910 um outro trabalho extraordinário de cópia de diversos documentos e diplomas, executado para a mesma instituição, resultou num valor extra de trinta e dois mil reis (32$000)[22].

A 20 de Junho de 1910, foi anunciada a aprovação das antiguidades dos amanuenses, ficando Lagrange na 35ª posição do quadro[23]. Em Agosto do mesmo ano foi apresentada, no Diário do Governo, uma proposta de aumentos remuneratórios aos funcionários amanuenses, sendo-lhe atribuído o valor de dezoito mil reis (18$000)[24].

A 22 de Dezembro de 1911, o chefe da Repartição de Obras Públicas da Direcção Geral de Obras Públicas e Minas, onde Francisco Lagrange exercia funções de amanuense, solicitava uma "remuneração especial", visto os funcionários fazerem trabalho extraordinário, por conta de colegas falecidos e não substituídos[25].

Foi requisitado para desempenhar funções de amanuense na Secretaria da Junta Administrativa da Caixa de Reformas a 23 de Dezembro de 1914[26].

Outras informações

Poderão ser obtidas outras informações em:

- Arquivo Histórico do Ministério das Obras Públicas, Francisco Carlos Lagrange (1904-1914).

Notas

  1. 1,0 1,1 1,2 Arquivo Distrital de Setúbal. Barreiro. Paróquia do Barreiro. Registos de Baptismos, 17/03/1850-29/12/1860, fl. 123, nº 11.
  2. 2,0 2,1 2,2 2,3 2,4 Arquivo Histórico Ultramarino. 771/2. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. "Francisco Carlos Lagrange - Mapa de inspecção feita pela Junta Militar de Saude, 26 de Fevereiro de 1900".
  3. Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Empresa Pública Jornal O Século. Álbuns Gerais, nº 44, letra L, 3.ª parte, doc. 1086L. "Festa na Federação das Sociedades de Recreio". 6 de Junho de 1937.
  4. Arquivo Distrital de Setúbal. Setúbal. Paróquia de Nossa Senhora da Anunciada. Registos de Baptismos, 17/03/1850-29/12/1860, fl. 182.
  5. Os seus pais moravam na Rua de Coina em Setúbal.
  6. Arquivo Distrital de Setúbal. Setúbal. Paróquia de São Julião. Registos de Baptismos, 09/02/1850-12/08/1860, fl. 82.
  7. 7,0 7,1 Arquivo Distrital de Setúbal. Setúbal. Paróquia da Anunciada. Registos de Casamentos, 10/10/1844-12/03/1859, fl. 82.
  8. "Ministério dos negócios Ecclesiasticos e de Justiça", Diário do Governo, no. 5, 8 de Janeiro de 1885, 52.
  9. "Lista por ordem de antiguidade dos apontadores propriamente ditos que fazem parte do quadro auxiliar de apontadores de obras publicas, nos termos dos artigos 20.º e 58.º do decreto n.º 9, de 1 de dezembro de 1892", Diário do Governo, no. 1, 2 de Janeiro de 1893, 27.
  10. "Relação dos apontadores propriamente ditos que azem parte do quadro auxiliar de apontadores de obras publicas e que formam o quadro da effectividade, com designação da categoria, nos termos do decreto n.º 9, de 1 de dezembro de 1892", Diário do Governo, no. 1, 2 de Janeiro de 1893, 30.
  11. Arquivo Histórico Ultramarino. 771/2. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. "Francisco Carlos Lagrange - Requisição de transferência".
  12. 12,0 12,1 Arquivo Histórico Ultramarino. 771/2. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. “Francisco Carlos Lagrange - Atestado de funções".
  13. Arquivo Histórico Ultramarino. 771/2. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. “Francisco Carlos Lagrange - Ofício nº 388, série 1899, 26 de Maio de 1899".
  14. 14,0 14,1 Arquivo Histórico Ultramarino. 771/2. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. “Francisco Carlos Lagrange - Ofício informativo".
  15. 15,0 15,1 Arquivo Histórico Ultramarino. 771/2. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. “Francisco Carlos Lagrange - Comunicado nº 144, Série 1900, 26 de Fevereiro de 1900".
  16. Arquivo Histórico Ultramarino. 771/2. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. “Francisco Carlos Lagrange".
  17. "Ministério das Obras Publicas, Commercio e Industria. Direcção geral das obras publicas e minas (...) Escripturarios de obras publicas", Diário do Governo, no. 177, 9 de Agosto de 1900, 2223.
  18. "Relação referida a 30 de novembro de 1902 dos funccionarios em serviço na Secretaria de Estado dos Negocios das Obras Publicas, Commercio e Industria (...)", Diário do Governo no. 165, 29 de Julho de 1903, 2578.
  19. "Direcção Geral das Obras Publicas e Minas. Repartição do Pessoal", Diário do Governo, no. 113, 23 de Maio de 1904, 1838.
  20. "Relação nominal dos primeiros e segundos officiaes, e amanuenses do quadro privativo d'esta Secretaria de Estado, com indicação de antiguidades na respectiva classe, referida a 31 de dezembro de 1909", Diário do Governo, no. 70, 1 de Abril de 1910, 1104.
  21. "Secretaria de Estado os Negocios das Obras Publicas Commercio e Industria - Direcção Geral de Obras Pu­blicas e Minas - Repartição de Obras Publicas", Diário do Governo, no. 228, 8 de Outubro de 1909, 3352.
  22. "Ministerio das Obras Publicas, Commercio e Industria. Secretaria Geral", Diário do Governo, no. 96, 3 de Maio de 1910, 1493.
  23. "Ministerio das Obras Publicas, Commercio e Industria. Secretaria Geral", Diário do Governo, no. 133, 20 de Junho de 1910, 2116.
  24. "Ministerio das Obras Publicas, Commercio e Industria. Direcção Geral das Obras Publicas e Minas. Repartição de Obras Publicas", Diário do Governo, no. 189, 27 de Agosto de 1910, 2969.
  25. "Direcção Geral das Obras Públicas e Minas. Repartição de Obras Publicas", Diário do Governo, no. 2, 3 de Janeiro de 1912, 23.
  26. Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 85, proc. 34. "Francisco Carlos Lagrange - ofício nº 568, 23 de Dezembro de 1914".

Fontes

Arquivo Distrital de Setúbal. Barreiro. Paróquia do Barreiro. Registos de Baptismos, 17/03/1850-29/12/1860, fl. 123, nº 11.

Arquivo Distrital de Setúbal. Setúbal. Paróquia da Anunciada. Registos de Casamentos, 10/10/1844-12/03/1859, fl. 82.

Arquivo Distrital de Setúbal. Setúbal. Paróquia de Nossa Senhora da Anunciada. Registos de Baptismos, 17/03/1850-29/12/1860, fl. 182.

Arquivo Distrital de Setúbal. Setúbal. Paróquia de São Julião. Registos de Baptismos, 09/02/1850-12/08/1860, fl. 82.

Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 85, proc. 34. "Francisco Carlos Lagrange - ofício nº 568, 23 de Dezembro de 1914".

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/2. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. “Francisco Carlos Lagrange - Atestado de funções".

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/2. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. “Francisco Carlos Lagrange - Comunicado nº 144, Série 1900, 26 de Fevereiro de 1900".

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/2. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. “Francisco Carlos Lagrange".

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/2. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. "Francisco Carlos Lagrange - Mapa de inspecção feita pela Junta Militar de Saude, 26 de Fevereiro de 1900".

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/2. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. “Francisco Carlos Lagrange - Ofício informativo".

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/2. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. “Francisco Carlos Lagrange - Ofício nº 388, série 1899, 26 de Maio de 1899".

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/2. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. "Francisco Carlos Lagrange - Requisição de transferência".

Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Empresa Pública Jornal O Século. Álbuns Gerais, nº 44, letra L, 3.ª parte, doc. 1086L. "Festa na Federação das Sociedades de Recreio". 6 de Junho de 1937.

"Direcção Geral das Obras Públicas e Minas. Repartição de Obras Publicas", Diário do Governo, no. 2, 3 de Janeiro de 1912, 23.

"Direcção Geral das Obras Publicas e Minas. Repartição do Pessoal", Diário do Governo, no. 113, 23 de Maio de 1904, 1838.

"Lista por ordem de antiguidade dos apontadores propriamente ditos que fazem parte do quadro auxiliar de apontadores de obras publicas, nos termos dos artigos 20.º e 58.º do decreto n.º 9, de 1 de dezembro de 1892", Diário do Governo, no. 1, 2 de Janeiro de 1893, 27.

"Ministério das Obras Publicas, Commercio e Industria. Direcção geral das obras publicas e minas (...) Escripturarios de obras publicas", Diário do Governo, no. 177, 9 de Agosto de 1900, 2223.

"Ministerio das Obras Publicas, Commercio e Industria. Direcção Geral das Obras Publicas e Minas. Repartição de Obras Publicas", Diário do Governo, no. 189, 27 de Agosto de 1910, 2969.

"Ministerio da Obras Publicas, Commercio e Industria. Secretaria Geral", Diário do Governo, no. 96, 3 de Maio de 1910, 1493.

"Ministerio das Obras Publicas, Commercio e Industria. Secretaria Geral", Diário do Governo, no. 133, 20 de Junho de 1910, 2116.

"Ministério dos negócios Ecclesiasticos e de Justiça", Diário do Governo, no. 5, 8 de Janeiro de 1885, 52.

"Relação dos apontadores propriamente ditos que azem parte do quadro auxiliar de apontadores de obras publicas e que formam o quadro da effectividade, com designação da categoria, nos termos do decreto n.º 9, de 1 de dezembro de 1892", Diário do Governo, no. 1, 2 de Janeiro de 1893, 30.

"Relação nominal dos primeiros e segundos officiaes, e amanuenses do quadro privativo d'esta Secretaria de Estado, com indicação de antiguidades na respectiva classe, referida a 31 de dezembro de 1909", Diário do Governo, no. 70, 1 de Abril de 1910, 1104.

"Relação referida a 30 de novembro de 1902 dos funccionarios em serviço na Secretaria de Estado dos Negocios das Obras Publicas, Commercio e Industria (...)", Diário do Governo no. 165, 29 de Julho de 1903, 2578.

"Secretaria de Estado os Negocios das Obras Publicas Commercio e Industria - Direcção Geral de Obras Pu­blicas e Minas - Repartição de Obras Publicas", Diário do Governo, no. 228, 8 de Outubro de 1909, 3352.

Autor(es) do artigo

Sandra Osório da Silva

Departamento de História, FCSH, Universidade Nova de Lisboa.

https://orcid.org/0000-0001-7529-5008

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

https://doi.org/10.34619/jgmv-9xls

Citar este artigo

Silva, Sandra Osório da. "Francisco Carlos Lagrange", in eViterbo. Lisboa: CHAM - Centro de Humanidades, FCSH, Universidade Nova de Lisboa, 2022. (última modificação: 11/07/2024). Consultado a 23 de julho de 2024, em https://eviterbo.fcsh.unl.pt/wiki/Francisco_Carlos_Lagrange. DOI: https://doi.org/10.34619/jgmv-9xls