Francisco de Faro Noronha

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Francisco de Faro Noronha
Nome completo Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha
Outras Grafias Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro e Noronha, D. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha
Pai Francisco Eugénio de Noronha e Faro de Meneses Lucena e Almeida
Mãe valor desconhecido
Cônjuge Carolina Augusta da Ascensão e Sousa
Filho(s) Carolina Maria Sebastiana Faro Lucena Noronha e Menezes, José de Faro e Lucena Noronha e Meneses
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento 31 janeiro 1855
Ponte da Barca, Viana do Castelo, Portugal
Morte 10 junho 1930
Ponte da Barca, Viana do Castelo, Portugal
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido
Cargos
Cargo Amanuense
Data Início: 1874
Fim: 1880

Cargo Amanuense
Data Início: 1891
Fim: 1894

Cargo Apontador
Data Início: 14 de fevereiro de 1902
Fim: 22 de outubro de 1902

Data Início: 22 de outubro de 1902
Fim: 03 de fevereiro de 1904

Data Início: abril de 1904
Fim: 11 de março de 1905

Cargo Apontador
Data Início: 11 de março de 1905
Fim: 1925
Actividade
Actividade Projeto de Infraestrutura
Data Início: 1874
Fim: 1880
Local de Actividade Viana do Castelo, Portugal

Actividade Execução de obra
Data Início: 1874
Fim: 1880
Local de Actividade Viana do Castelo, Portugal


Biografia

Dados biográficos

Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha nasceu em 31 de Janeiro de 1855. Era natural da vila de Ponte da Barca, distrito de Viana do Castelo[1], e filho bastardo de Francisco Eugénio de Noronha e Faro de Meneses Lucena e Almeida e mãe incógnita[2].

Contraiu matrimónio com Carolina Augusta da Ascensão e Sousa, encontrando-se viúvo em 1907[3]. Foi pai de José de Faro e Lucena Noronha e Meneses[2] e Carolina Maria Sebastiana Faro Lucena Noronha e Menezes, menor em 1925[4], pelo que se coloca a hipótese de ter contraído novamente matrimónio. Em 1901, era referido como sendo proprietário na vila de Ponte da Barca e casado[5].

Faleceu, no lugar da sua naturalidade, em 10 de Junho de 1930[6].

Carreira

Serviu como amanuense interino de obras públicas da Direcção de Obras Públicas do districto de Viana do Castelo entre 1877 e 1880[3]. Sendo certo que ocupou o lugar referido, poderá ter iniciado funções já em 1874 de acordo com informação datada de 1910[7]. Durante o período referido, colaborou nos estudos de construção da estrada entre Viana do Castelo e Castelo de Lindoso e na construção da ponte sobre o rio Vade, "por nomeação do Engenheiro Director, o Ex.mo. Snr. Capitão João Tomás da Costa"[7].

Em 1880, foi nomeado, por despacho régio, fiscal do imposto do real de água no concelho de Ponte da Barca[8]. Ocupou o mesmo lugar nos concelhos de Faro[9] em 1882, e de Vila Verde em 1884[10]. No ano seguinte, foi transferido do lugar de empregado do corpo de fiscalização externa das alfandegas e colocado no lugar de chefe de posto de 3.ª classe a pé[11]. O seu processo descreve estas funções como tendo substituído o chefe de secção da Guarda Fiscal de Barcelos[7]. Foi exonerado do lugar em 1890 após realização de Junta Médica[3][7]. No ano seguinte, e até 1894, ocupou novamente o lugar de amanuense[3] e de escriturário[7] da Câmara Municipal de Ponte da Barca, bem como o lugar de chefe da fiscalização dos impostos indirectos, servindo também como secretário interino[3]. A sua exoneração do lugar ocorreu a seu pedido "para o substituir um filho"[7].

Alcançou o lugar de apontador de 2.ª classe para o qual foi nomeado por portaria de 29 de Novembro de 1901, tendo tomado posse do lugar em 14 de Fevereiro de 1902[3]. Nessa condição, requereu, logo em 1901, a sua colocação no quadro das obras públicas numa das províncias da África Ocidental do Império Português[12]. O requerimento foi aceite sendo nomeado apontador de 2.ª classe da Direcção das Obras Públicas de Angola[7].

Durante o período de permanência em Angola chefiou os concelhos de Porto Alexandre, tendo sido nomeado em 22 de Outubro de 1902[13], e do Casengo[7]. A portaria que o nomeia indica-o como apontador de 1.ª classe das obras públicas, possivelmente por erro ou por promoção de que não temos notícia[13]. Retomou o serviço de apontador em 3 de Fevereiro de 1904, sem permanecer no lugar. Foi nomeado chefe do concelho do Congo em data desconhecida, mas certamente anterior a 2 de Abril de 1904, data em que se apresentou ao Governo Geral para esse efeito[3]. Segundo informação de 1907, foi exonerado do lugar em 11 de Março de 1905, "ficando em coadjuvando o serviço (...) na secção de contabilidade"[3] como apontador[7].

A apreciação do serviço prestado em 1907 não era abonatória, constando do relato do director que "com muita dificuldade poderá vir a dar um bom empregado de obras públicas, por ser já tardio o esforço que para esse fim empregue"[14]. Novamente, em 1910, a apreciação dos seus superiores era pouco abonatória, "deixando muito a desejar" da sua prestação. Constava ainda a informação prestada pelo seu chefe de que "nunca se dedicou ao serviço de obras públicas, faz o que lhe mandam porque não pode deixar de ser"[7]. A pouca aplicação do apontador era explicada, pelo secretário geral do Governo Geral de Angola, por se encontrar "com a ideia fixa noutra colocação como a que já anteriormente conseguira obter estando alguns anos fora do serviço, não prestava a este a necessária atenção", ou seja, o cargo de chefe de concelho[15]. A experiência de serviço demonstrada até então interferiu negativamente na sua promoção a apontador de 1.ª classe, sendo objecto de averiguação entre o Governador Geral de Angola e o Ministério das Colónias em 1912[14]. Apesar do seu desempenho ter melhorado como consta de informação referente a 1911[16], e essa circunstância ser referida pelo secretário geral do Governo Geral de Angola como suficiente para o confirmar no lugar, não obtivemos notícia da efectiva promoção[15].

Em 1925, recebeu guia de passagem ao Reino, na condição de chefe de conservação de 2.ª classe[4]. Em 1928, tendo completado mais de 30 anos a serviço do Estado, iniciou-se o processo da sua aposentação[17].

Obras

Estudo da construção da estrada entre Viana do Castelo e Castelo de Lindoso (1874-1880).

Construção da ponte sobre o rio Vade (1874-1880).

Notas

  1. Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Requerimento de Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves. 30 de Outubro de 1893.
  2. 2,0 2,1 Falcão, Os Lucenas, 1:31.
  3. 3,0 3,1 3,2 3,3 3,4 3,5 3,6 3,7 Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Informação referida ao anno de 190[7].
  4. 4,0 4,1 Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Guia n.º 49. 29 de Junho de 1925.
  5. Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Requerimento de Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves. 30 de Março de 1901.
  6. Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Ofício. 14 de Julho de 1930.
  7. 7,0 7,1 7,2 7,3 7,4 7,5 7,6 7,7 7,8 7,9 Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Informação referida ao anno de 1910.
  8. Despacho de 14 de Dezembro de 1880, Diário do Governo, no. 2, 4 de Janeiro de 1881, 10.
  9. Despacho de 31 de Março de 1882, Diário do Governo, no. 75, 3 de Abril de 1882, 813.
  10. Despacho de 26 de Outubro de 1883, Diário do Governo, no. 10, 12 de Janeiro de 1884, 100.
  11. Despacho de 15 de Outubro de 1885, Diário do Governo, no. 234, 17 de Outubro de 1885, 2924-2925.
  12. Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Requerimento de Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves. 7 de Dezembro de 1901.
  13. 13,0 13,1 Portaria n.º 455, 22 de Outubro de 1902, Boletim Official do Governo Geral da Provincia de Angola, no. 43, 25 de Outubro de 1902, 578.
  14. 14,0 14,1 Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Ofício do Governo Geral de Angola interino ao Ministro das Colónias. 25 de Março de 1912.
  15. 15,0 15,1 Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Ofício do Secretário Geral do Governo Geral de Angola ao Ministro das Colónias. 23 de Julho de 1912.
  16. Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Informação referida ao anno de 1911.
  17. Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Ofício. 30 de Abril de 1928.

Fontes

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Guia n.º 49. 29 de Junho de 1925.

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Informação referida ao anno de 190[7].

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Informação referida ao anno de 1910.

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Informação referida ao anno de 1911.

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Ofício. 14 de Julho de 1930.

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Ofício. 30 de Abril de 1928.

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Ofício do Governo Geral de Angola interino ao Ministro das Colónias. 25 de Março de 1912.

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Ofício do Secretário Geral do Governo Geral de Angola ao Ministro das Colónias. 23 de Julho de 1912.

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Requerimento de Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves. 7 de Dezembro de 1901.

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Requerimento de Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves. 30 de Março de 1901.

Arquivo Histórico Ultramarino. 771/1. 1D. MU. Cx. 1879-1929. Processos Individuais. ANG. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro Noronha. Requerimento de Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves. 30 de Outubro de 1893.

Despacho de 14 de Dezembro de 1880, Diário do Governo, no. 2, 4 de Janeiro de 1881, 10.

Despacho de 15 de Outubro de 1885, Diário do Governo, no. 234, 17 de Outubro de 1885, 2924-2925.

Despacho de 26 de Outubro de 1883, Diário do Governo, no. 10, 12 de Janeiro de 1884, 100.

Despacho de 31 de Março de 1882, Diário do Governo, no. 75, 3 de Abril de 1882, 813.

Portaria n.º 455, 22 de Outubro de 1902, Boletim Official do Governo Geral da Provincia de Angola, no. 43, 25 de Outubro de 1902, 578.

Bibliografia

Falcão, Armando de Sacadura. Os Lucenas. Vol. 1. Braga: Edição de Carvalhos de Basto, 1993.

Ligações Externas

Geneall, "D. Francisco Augusto Pequeno Teixeira Chaves de Faro e Noronha".

Autor(es) do artigo

João de Almeida Barata

https://orcid.org/0000-0001-9048-0447

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

Bolsa de investigação no CHAM - Centro de Humanidades da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a referência UIDB/04666/2020, financiado por fundos nacionais através da FCT/MCTES (PIDDAC), para desenvolvimento de trabalhos de investigação na plataforma eViterbo

DOI

Citar este artigo

Almeida Barata, João de. "Francisco de Faro Noronha", in eViterbo. Lisboa: CHAM - Centro de Humanidades, FCSH, Universidade Nova de Lisboa, 2022. (última modificação: 25/06/2024). Consultado a 25 de julho de 2024, em https://eviterbo.fcsh.unl.pt/wiki/Francisco_de_Faro_Noronha. DOI: []