Francisco de Santa Cruz

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Francisco de Santa Cruz
Outras Grafias EQUAL
Sexo masculino

Biografia

Dados biográficos

Viterbo supõe que fosse castelhano. Em 1531, estava preso na cadeia de Bragança por haver passado para Castela 28 reais de prata sem registo. Na prisão, foi incumbido de concertar a "gaiola rica" que levava o corpo do Senhor na procissão do Corpo de Deus, por não haver outro oficial capaz na cidade, pelo que todos os dias o pintor se dirigia, acompanhado, à casa da Câmara, para executar o trabalho, já que a gaiola não cabia na sua cela. No entanto, Francisco de Santa Cruz fugiu na véspera da festa, ficando o vereador da câmara, Garcia de Madureira, com as culpas de que foi perdoado em carta régia de 10 de maio de 1533[1].

Carreira

Outras informações

Obras

Referências bibliográficas

  1. Viterbo, Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal, 136.

Bibliografia e Fontes

  • Viterbo, Francisco de Sousa. Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1903.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

DOI

Citar este artigo