Grevas

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search

Definição

Deriva-se da palavra francesa greves, que antigamente significava uma espécie de botas ou meias de ferro que tomavam dos joelhos até à garganta do pé nos soldados armados de ponto em branco. Certo etimologista moderno deriva greva do latim ocrea, corrompendo-se o vocábulo de ocrea em ocreva e de ocreva em greva. Na sua prosódia, declarando o P. Bento Per. o significado de ocrea, diz bota de soldado, greva feita de pasta de cobre. Com esta interpretação se confirma que grevas eram botas de metal, defensivas das pernas do soldado e por consequência, parte das que chamavam armas brancas. Nem implica dizer o P. B. Per. que as grevas eram feitas de pasta de cobre porque nisto segue a declaração de Calepino, que diz ocrea, militaris calceamenti genus est, ex aere ad obtegendas tibias accommodatum, quo utebantur tantum duarum primarum classium milites; reliqui enim caligis tibias muniebant. Que se as primeiras grevas se fizeram de pasta de cobre, mudado o metal, se fizeram depois de pasta de ferro. Dado pos que ocrea significa o dito calçado militar de cobre ou ferro, parece desnecessário acrescentar-lhe o epíteto aerea ou ferrea. (...)[1].


Espécie de botas ou meias de ferro, que iam desde o joelho até ao pé, usadas antigamente pelos soldados. Cf. Glossário Portas Adentro, ICS-uMinho

Referências Documentais

Outras informações

Obra

Notas

  1. Bluteau, Vocabulario Portuguez e latino (Tomo IV: G), 131.

Fontes

Bibliografia

Bluteau, Rafael, Vocabulário Português e Latino…, 8 vols. e 2 Suplementos. Coimbra: Colégio das Artes da Companhia de Jesus, 1712-1728.

Moraes, António de, Dicionário da Língua Portuguesa, 2.ª ed., 2 vols. Lisboa: Typographia Lacerdina, 1813.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

André Filipe Neto e Maria Teresa Oliveira ; Andreia Fontenete Louro

Financiamento

Fundação Calouste Gulbenkian - Projetos de Investigação em Língua e Cultura Portuguesa 2019, Ref.: 227751.

DOI

Citar este artigo