João Pereira do Carmo

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


João Pereira do Carmo
Nome completo João Roberto Pereira do Carmo
Outras Grafias valor desconhecido
Pai Bento Pereira do Carmo
Mãe Maria José Pereira do Carmo
Cônjuge Júlia Rosa dos Santos
Filho(s) Carolina das Dores Pereira do Carmo, Emília Ferreira Pereira do Carmo, Alfredo Pereira do Carmo, Maria Pereira do Carmo, Alice Pereira do Carmo, Fernando Pereira do Carmo
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento 27 março 1849
Alenquer, Lisboa, Portugal
Morte 7 março 1908
Sexo Masculino
Religião Cristã
Postos
Posto Cabo
Data Início: 25 de outubro de 1869
Fim: 18 de março de 1871
Arma Cavalaria

Posto Furriel
Data Início: 18 de março de 1871
Fim: 26 de agosto de 1872
Arma Cavalaria

Posto Sargento
Data Início: 26 de agosto de 1872
Fim: 03 de janeiro de 1877
Arma Cavalaria
Cargos
Cargo Condutor auxiliar
Data Início: 03 de janeiro de 1877
Fim: 23 de junho de 1880

Cargo valor desconhecido
Data Início: 01 de agosto de 1882
Fim: 05 de dezembro de 1885

Cargo Comissário

Cargo Secretário


Biografia

Dados biográficos

João Roberto Pereira do Carmo nasceu a 27 de Março de 1849 em Triana, Alenquer. Era filho de Bento Pereira do Carmo e de Maria José Pereira do Carmo[1].

Casou com Júlia Rosa dos Santos em 1880[2], com quem teve as filhas Carolina das Dores Pereira do Carmo[3], nascida a 18 de Setembro de 1881, Emília Ferreira Pereira do Carmo, nascida a 24 de Fevereiro de 1883[1], Maria Pereira do Carmo, Alice Pereira do Carmo e os filhos Fernando Pereira do Carmo e Alfredo Pereira do Carmo, nascido em 11 de Novembro de 1886 e falecido em 13 de Maio de 1945[4][5].

Tinha conhecimentos básicos, sabendo ler, escrever e contar[6].

Faleceu em 7 de Março de 1908[7].

Carreira

Iniciou a carreira militar assentando praça voluntariamente no Regimento de Cavalaria n.º 2 em 12 de maio de 1868[1]. Passou ao posto de cabo do mesmo regimento em 25 de outubro de 1869. Alcançou o posto de furriel a 18 de março de 1871. No ano seguinte, a 26 de agosto, foi promovido a 2º Sargento, posto que ocupava quando recebeu uma medalha de cobre de comportamento exemplar em 1873. A 14 de setembro de 1874, foi promovido a 1º Sargento[6].

Em função da sua nomeação para desempenhar uma comissão de serviço na Direcção das Obras Públicas de Angola no lugar de condutor auxiliar foi promovido a alferes em 3 de janeiro de 1877[6]. Desembarcou naquela província em 29 de maio do mesmo ano[1]. No ano seguinte, era referenciado para servir como chefe do depósito e oficinas de obras públicas do distrito de Moçâmedes considerando-se a "prática que já tem do depósito em Luanda", o que sugere a sua colocação anterior no depósito de obras públicas de Luanda[8].

Finda a comissão de serviço regressou ao Reino em 23 de junho de 1880 conservando o posto de alferes na arma de Cavalaria. Apresentou-se ao Ministério da Guerra em 29 de julho do mesmo ano e, em 14 de outubro, foi colocado na Direcção da Administração Militar[1]. No ano seguinte, requereu a sua colocação como condutor auxiliar em Angola[9].

Regressou a Angola em 28 de agosto de 1882 em função da nomeação para ajudante de ordens do Governador Geral ocorrida em 1 de agosto. Manteve-se neste lugar até à sua exoneração em 5 de Dezembro de 1885[10]. Nesta segunda comissão pertenceu a diversas comissões e exerceu diferentes funções, nomeadamente de administrador. A saber, membro da comissão encarregue de inventariar e avaliar o recheio da fazenda anexa ao palácio do governado, nomeado em 2 de setembro de 1882 e pela qual foi louvado[11]; membro da comissão de sindicância ao "depósito geral de degredados", pela qual foi louvado[12]; ajudante do inspector do concelho de Massas entre 21 de dezembro de 1882 e 13 de julho de 1883, pelo que foi louvado em 31 de julho do mesmo ano[13]; membro da comissão encarregue de formular os itinerários para regulamentação dos abonos de etapa para as forças em marcha em 6 de Novembro de 1883, pelo que foi louvado em 29 de Novembro de 1883[14]; ajudante do inspector do Batalhão de Caçadores n.º 2 em 18 de outubro de 1883[15]; secretário do concelho de Massas entre 21 de novembro de 1883 e 6 de Novembro de 1885[16]; ajudante do Batalhão de Voluntários Caçadores da Rainha entre 11 de julho de 1884 e 30 de janeiro de 1885, tendo recebido louvor na mesma data[17]. Ainda no ano de 1883 recebeu a medalha militar de prata da classe de comportamento exemplar em substituição da medalha de cobre que recebera anteriormente[18].

Regressou ao Reino em 15 de dezembro de 1885 e apresentou-se ao Ministério da Guerra em 19 daquele mês. Foi colocado no Regimento de Cavalaria n.º 10, transitando, depois, para o Regimento n.º 1, de lanceiros de Victor Manuel[19]. A partir de 28 de maio de 1887, ficou afecto ao Regimento de Cavalaria n.º 5[20]. No mesmo ano, em 11 de junho, passou a compor a Guarda Municipal de Lisboa[21]. Foi promovido ao posto de tenente em 13 de julho de 1895 e colocado no Regimento de Cavalaria n.º 5[22]. Foi novamente transferido para a Guarda Municipal de Lisboa em 20 de julho daquele ano[23].

Em 27 de setembro de 1901, foi nomeado para desempenhar uma comissão de serviço em Moçambique, em função da qual foi colocado na situação de adido ao quadro da arma de Cavalaria[24]. Desembarcou, possivelmente, em 20 de outubro daquele ano e foi colocado no districto militar de Gaza. Não obstante, passou ao serviço no corpo de polícia e fiscalização de Lourenço Marques logo em 6 de novembro de 1901[1]. Em Janeiro de 1902, requereu a continuação da comissão em Moçambique[25], a qual foi aceite. Em 4 de Abril foi nomeado vogal da comissão encarregue do projecto de regulamentação do recrutamento de praças de pret indígenas. Em 3 de junho, foi promovido ao posto de capitão[26]. Ocupou, interinamente, o lugar de comandante da força policial de Lourenço Marques a partir de 16 de Julho de 1902[27]. Em função do trabalho aí desenvolvido passou a integrar o "quadro de comissão" a partir de 1 de Novembro de 1904. No mesmo ano, em 1 de Julho, foi nomeado cavaleiro da Real Ordem Militar de São Bento de Avis[28].

Retomou ao Reino, em 15 de Março de 1905, uma vez terminada a comissão de serviço. Passou à condição de disponibilidade no Ministério da Guerra em 6 de Maio de 1905[1]. Em 20 de maio de 1905, foi transferido para o 3º esquadrão do Regimento nº 3 de Cavalaria do Rei Eduardo VII de Inglaterra[29]. Em 21 de outubro do mesmo ano, recebeu uma licença de sessenta dias "para fazer uso das águas do Gerês na sua origem e mais tratamento", sendo indicado como estando afecto ao Regimento de Cavalaria nº 10[30].

Não obstante o relatório do Hospital Militar Permanente de Lisboa não atestar melhorias na sua saúde, ainda em Novembro de 1905 requereu integrar um corpo expedicionário com destino ao sul de Angola[31], no entanto, não consta que o pedido tenha sido aceite. Em 30 de Novembro daquele ano, foi transferido para reserva com graduação de major e um soldo de 56$250 réis mensais[32][7].

Notas

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 1,4 1,5 1,6 Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  2. Nós, Portugueses, "João Roberto Pereira do Carmo". Visualizado em 23 Maio, 2024.
  3. Arquivo Distrital de Évora. Paróquia da Sé. Livros de Registos de Casamentos. 1570-1911. Liv. 267, fl. 11v.-12. Registo de casamento de José Eduardo da Calça e Pina da Câmara Manoel e Carolina das Dores Pereira do Carmo. 19 de Junho de 1900.
  4. Ventura, A Maçonaria no Distrito, 285.
  5. Geneall, "João Roberto Pereira do Carmo". Visualizado em 23 Maio, 2024.
  6. 6,0 6,1 6,2 Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. João Roberto Pereira do Carmo. Informação annual referida a 8 de Janeiro de 1877.
  7. 7,0 7,1 Arquivo Histórico Militar. Processos individuais. Cx. 1148. Proc. 9. Processo de João Roberto Pereira do Carmo. Regimento de Cavalaria n.º 10. Nota dos assentos que tem no livro de matricula e no registo disciplinar o official abaixo mencionado. Numero de matricula 14, fl. 3.
  8. Rosa, "Relatório da Segunda Secção", 13.
  9. Arquivo Histórico Militar. Processos individuais. Cx. 1148. Proc. 9. Processo de João Roberto Pereira do Carmo. Ofício n.º 10 da Direcção Geral de Administração Militar à Direcção Geral da Secretaria da Guerra. 4 de Janeiro de 1881.
  10. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  11. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  12. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  13. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  14. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  15. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  16. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  17. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  18. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  19. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  20. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  21. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo
  22. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  23. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo
  24. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  25. Arquivo Histórico Militar. Processos individuais. Cx. 1148. Proc. 9. Processo de João Roberto Pereira do Carmo. Requerimento de João Roberto Pereira do Carmo. Lourenço Marques, 22 de Janeiro de 1902.
  26. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  27. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  28. Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.
  29. Ordem do Exército n.º 8, 2.ª série, 20 de maio de 1905, Diário do Governo, no. 121, 29 de Maio de 1905, 1810.
  30. Ordem do Exército n.º 17, 2.ª série, 18 de Outubro de 1905, Diário do Governo, no. 243, 26 de Outubro de 1905, 3800.
  31. Arquivo Histórico Militar. Processos individuais. Cx. 1148. Proc. 9. Processo de João Roberto Pereira do Carmo. Relatório. Hospital Militar Permanente de Lisboa, 27 de Novembro de 1905; Ofício n.º 1927 do Comandante da 4.ª Divisão Militar ao Director Geral da Secretaria da Guerra. Évora, 10 de Novembro de 1905.
  32. Ordem do Exército n.º 1, 2.ª série, 8 de Janeiro de 1906, Diário do Governo, no. 11, 15 de Janeiro de 1906, 179.

Fontes

Arquivo Distrital de Évora. Paróquia da Sé. Livros de Registos de Casamentos. 1570-1911. Liv. 267, fl. 11v.-12. Registo de casamento de José Eduardo da Calça e Pina da Câmara Manoel e Carolina das Dores Pereira do Carmo. 19 de Junho de 1900.

Arquivo Histórico Militar. Livros Mestres. Estações Superiores do Exército. Registo dos oficiais e indivíduos com a graduação de oficial no Estado-Maior de Cavalaria. Liv. nº 2 - Registos dos oficiais do Estado-Maior de Cavalaria, fl. 89. Matrícula nº 77. João Roberto Pereira do Carmo.

Arquivo Histórico Militar. Processos individuais. Cx. 1148. Proc. 9. Processo de João Roberto Pereira do Carmo. Ofício n.º 10 da Direcção Geral de Administração Militar à Direcção Geral da Secretaria da Guerra. 4 de Janeiro de 1881.

Arquivo Histórico Militar. Processos individuais. Cx. 1148. Proc. 9. Processo de João Roberto Pereira do Carmo. Ofício n.º 1927 do Comandante da 4.ª Divisão Militar ao Director Geral da Secretaria da Guerra. Évora, 10 de Novembro de 1905.

Arquivo Histórico Militar. Processos individuais. Cx. 1148. Proc. 9. Processo de João Roberto Pereira do Carmo. Regimento de Cavalaria n.º 10. Nota dos assentos que tem no livro de matricula e no registo disciplinar o official abaixo mencionado. Numero de matricula 14, fl. 3.

Arquivo Histórico Militar. Processos individuais. Cx. 1148. Proc. 9. Processo de João Roberto Pereira do Carmo. Requerimento de João Roberto Pereira do Carmo. Lourenço Marques, 22 de Janeiro de 1902.

Arquivo Histórico Militar. Processos individuais. Cx. 1148. Proc. 9. Processo de João Roberto Pereira do Carmo. Relatório. Hospital Militar Permanente de Lisboa, 27 de Novembro de 1905.

Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. João Roberto Pereira do Carmo. Informação annual referida a 8 de Janeiro de 1877.

Ordem do Exército n.º 1, 2.ª série, 8 de Janeiro de 1906, Diário do Governo, no. 11, 15 de Janeiro de 1906, 179.

Ordem do Exército n.º 8, 2.ª série, 20 de maio de 1905, Diário do Governo, no. 121, 29 de Maio de 1905, 1810.

Ordem do Exército n.º 17, 2.ª série, 18 de Outubro de 1905, Diário do Governo, no. 243, 26 de Outubro de 1905, 3800.

Rosa, Henrique dos Santos. "Relatório da Segunda Secção da Direcção de Obras Publicas da Provincia de Angola. 1878". Em Relatorios das Direcções das Obras Publicas das Provincias Ultramarinas. Angola. 1877-1880. Lisboa: Imprensa Nacional, 1886.

Bibliografia

Geneall, "João Roberto Pereira do Carmo". Visualizado em 23 Maio, 2024.

Nós, Portugueses, "João Roberto Pereira do Carmo". Visualizado em 23 Maio, 2024.

Ventura, António. A Maçonaria no Distrito de Portalegre. Casal de Cambra: Caledoscópio, 2007.

Autor(es) do artigo

João de Almeida Barata

https://orcid.org/0000-0001-9048-0447


Afonso Azevedo

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

Citar este artigo

Almeida Barata, João de, e Afonso Azevedo. "João Pereira do Carmo", in eViterbo. Lisboa: CHAM - Centro de Humanidades, FCSH, Universidade Nova de Lisboa, 2022. (última modificação: 25/06/2024). Consultado a 25 de julho de 2024, em https://eviterbo.fcsh.unl.pt/wiki/Jo%C3%A3o_Pereira_do_Carmo. DOI: []