Jorge da Silva Pereira

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Jorge da Silva Pereira
Nome completo Jorge da Silva Pereira
Outras Grafias valor desconhecido
Pai Manuel Pereira
Mãe Francisca Teodora Pereira
Cônjuge Elvira Augusta Pereira
Filho(s) Hermínia Augusta Pereira
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento 19 dezembro 1854
Lisboa, Lisboa, Portugal
Morte 26 julho 1896
Moçambique
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido
Residência
Residência Lisboa, Lisboa, Portugal
Data Início: 1854

Residência Angola
Data Início: 1877
Fim: 1891

Residência Moçambique
Data Fim: 16 de julho de 1896
Formação
Formação Desenho
Data Fim: 15 de julho de 1872
Local de Formação Lisboa, Portugal
Postos
Posto Soldado
Data Início: 02 de novembro de 1874
Fim: 19 de março de 1875
Arma Infantaria

Posto Cabo de esquadra
Data Início: 20 de março de 1875
Fim: 29 de junho de 1875
Arma Infantaria

Posto Furriel
Data Início: 30 de junho de 1875
Fim: 05 de outubro de 1875
Arma Infantaria
Cargos
Cargo Condutor auxiliar
Data Início: 31 de janeiro de 1877
Fim: 18 de novembro de 1891


Biografia

Dados biográficos

Jorge da Silva Pereira nasceu a 19 de Dezembro de 1854 e foi baptizado a 17 de Julho de 1855 em Santos-o-Velho, Lisboa[1][2]. Era filho de Manuel Pereira[3], natural da Sé de Coimbra, e de Francisca Teodora Pereira, natural da Lapa[1], casados em Santos-o-Velho a 4 de Novembro de 1837[4], neto paterno de João António Pereira e de Maria Benedita Fontes e neto materno de João Rodrigues e de Gertrudes de Jesus Maria. Não tendo seus pais e avós o apelido Silva é muito provável que Jorge o tenha adquirido do seu padrinho Jorge Freire da Silva[4].

Casou em Luanda com Dona Elvira Augusta Pereira[5], de onde esta era natural e baptizada, filha de José Figueiredo Ramalhoso e Emília Rosa[6]. Deste casamento teve pelo menos uma filha, Hermínia Augusta Pereira nascida a 3 de Agosto de 1881, baptizada a 15 de Outubro do mesmo ano na freguesia da Lapa, concelho de Lisboa, que casou a 10 de Julho de 1898[7]. Elvira, residia nessa altura na Rua da Santíssima Trindade, nº 42, do referido concelho.

Sobre a sua formação, sabe-se da realização dos exames de Geometria Descritiva Aplicada à Indústria, Desenho de Modelos e Máquinas, Estereoscopia, Topografia e Levantamento de Plantas em 13 de Julho de 1872, tendo concluído, a 15 do mesmo mês, a disciplina de Desenho de Máquina e a segunda cadeira do ensino técnico no Instituto Industrial de Lisboa[8].

Faleceu em Moçambique a 26 de Julho de 1896, deixando viúva Elvira Augusta Pereira e filhos menores[9].

Carreira

Assentou praça em 2 de Novembro de 1874, a que se seguiu uma rápida progressão na carreira militar: em Março de 1875 era cabo, a 30 de Junho era furriel e a 5 de Outubro havia progredido a 2º sargento, alcançando a 8 de Junho de 1876 o posto de 1º sargento. Caracterizado pelas suas chefias como sendo um homem robusto e saudável, por isso, considerado capaz de executar serviços de grande exigência, apresentava, também, a boa aparência militar e a capacidade de manter um bom convívio com os seus colegas. De boas companhias, cumpriu eficazmente e com dignidade as funções do seu posto, mostrando interesse em aumentar a sua instrução militar. O coronel de infantaria António Barbosa de Sá Guterres, seu superior, acrescentava, ainda, que o considerava honrado, inteligente e exacto no cumprimento dos seus deveres[10].

Em 31 de Janeiro de 1877, foi promovido a alferes[11] e, no mesmo ano, nomeado para exercer as funções de condutor auxiliar da Direcção das Obras Públicas em Angola[12], substituindo, assim, o 1º sargento João Marques, que desistiu de integrar essa missão[13]. Apresentou-se a 31 de Janeiro de 1877[14]. Em Julho de 1878, foi novamente nomeado para o mesmo cargo, tendo recebido o adiantamento do abono de duzentos e vinte e cinco mil reis (225$000)[15]. No ano seguinte, solicitou um aumento de cinco mil reis (5$000) mensais que correspondia à sua graduação[16].

Em Outubro de 1882 encontrava-se ainda no posto de alferes de infantaria, adido à administração militar[17].

Foi nomeado, em 1 de Junho de 1887, para o lugar de residente na circunscrição administrativa de São Salvador do Congo, província do Congo - criada por decreto de 31 de Maio do mesmo ano[18] -, de que foi exonerado a 28 de Novembro de 1891[19].

No ano seguinte, a 9 de Abril, regressado do Ultramar depois de concluir a comissão, estava na condição de disponibilidade[20], tendo-se apresentado na Secretaria de Estado dos Negócios da Guerra com o posto de tenente de infantaria[21]. Em Setembro de 1892, recebeu uma medalha de prata[22].

Notas

  1. 1,0 1,1 Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Lisboa. Santos-o-Velho. Baptismos, 1854-1861, lv. B41, cx. 17, fl. 62.
  2. Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Jorge da Silva Pereira".
  3. Em 1877, era já falecido.
  4. 4,0 4,1 Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Lisboa. Santos-o-Velho. Casamentos, 1835-1841, lv. C24, cx. 46, fl. 177.
  5. Jorge da Silva Pereira, solteiro em 1877, era casado quando a sua filha nasceu em Agosto de 1881. Assim, deduz-se que casou entre 1877 e 1881.
  6. Informação extraída do registo de nascimento da sua filha Hermínia Augusta.
  7. Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Lisboa. Lapa. Casamentos, 1898, lv. C13, cx. 33, fl. 43-43v..
  8. Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Jorge da Silva Pereira".
  9. "Direcção do Monte Pio Official", Diário do Governo, no. 22, 29 de Janeiro de 1897, 237.
  10. Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Jorge da Silva Pereira - Regulamento disciplinar do exército do Regimento de Infantaria nº 5".
  11. Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Jorge da Silva Pereira - Decreto de 31 de Janeiro de 1877"; "Jorge da Silva Pereira - Ordem do Exército nº 3 de 1877"; "Jorge da Silva Pereira - Síntese da sua carreira".
  12. Portaria de 1 de Fevereiro de 1877, Diário do Governo, no. 32, 10 de Fevereiro de 1877, 258.
  13. Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Jorge da Silva Pereira - Ofício de 24 de Janeiro de 1877"; "Jorge da Silva Pereira - Oficio de 26 de Dezembro de 1876".
  14. Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Jorge da Silva Pereira - Guia de 31 de Janeiro de 1877"; "Jorge da Silva Pereira - Oficio nº 90 de 31 de Janeiro de 1877".
  15. "Relação nominal do pessoal nomeado para o quadro das obras publicas da provincia de Angola", Diário do Governo, no. 151, 10 de Julho de 1878, 1644; "Notas das importâncias abonadas por adiantamento aos empregados das obras publicas da provincia de Angola", Diário do Governo, no. 151, 10 de Julho de 1878, 1645.
  16. Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. “Jorge da Silva Pereira - Requisição de 22 de Maio de 1878, com base na Lei de 3 de Maio de 1878, publicada pelo exército na ordem nº 10 de 13 de Maio de 1878".
  17. "Direcção do Montepio Official. Relação nominal dos socios admittidos no 1.º trimestre do corrente anno economico", Diário do Governo, no. 230, 11 de Outubro de 1882, 2549.
  18. Decreto de 1 de Junho de 1887, Diário do Governo, no. 123, 3 de Junho de 1887, 1218.
  19. Decreto de 3 de Dezembro de 1891, Diário do Governo, no. 277, 7 de Dezembro de 1891, 2953.
  20. Decreto de 17 de Outubro de 1895, Diário do Governo, no. 146, 30 de Outubro de 1895, 2917.
  21. "Secretaria d'estado dos negocios da guerra", Diário do Governo, no. 96, 30 de Abril de 1892, 909.
  22. "Classe de comportamento exemplar", Diário do Governo, no. 219, 28 de Setembro de 1892, 2255.

Fontes

Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Lisboa. Lapa. Casamentos, 1898, lv. C13, cx. 33, fl. 43-43v..

Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Lisboa. Santos-o-Velho. Baptismos, 1854-1861, lv. B41, cx. 17, fl. 62.

Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Lisboa. Santos-o-Velho. Casamentos, 1835-1841, lv. C24, cx. 46, fl. 177.

Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Jorge da Silva Pereira - Decreto de 31 de Janeiro de 1877".

Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Jorge da Silva Pereira - Guia de 31 de Janeiro de 1877".

Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Jorge da Silva Pereira - Ofício de 24 de Janeiro de 1877".

Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Jorge da Silva Pereira - Oficio de 26 de Dezembro de 1876".

Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Jorge da Silva Pereira - Oficio nº 90 de 31 de Janeiro de 1877".

Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Jorge da Silva Pereira - Ordem do Exército nº 3 de 1877".

Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Jorge da Silva Pereira - Regulamento disciplinar do exército do Regimento de Infantaria nº 5".

Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. “Jorge da Silva Pereira - Requisição de 22 de Maio de 1878, com base na Lei de 3 de Maio de 1878, publicada pelo exército na ordem nº 10 de 13 de Maio de 1878".

Arquivo Histórico Ultramarino. 768/1. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Jorge da Silva Pereira - Síntese da sua carreira".

Arquivo Histórico Ultramarino, Angola, Obras Públicas, Processos Individuais, cx. 768/2, J. "Jorge da Silva Pereira"."Classe de comportamento exemplar", Diário do Governo, no. 219, 28 de Setembro de 1892, 2255.

Decreto de 17 de Outubro de 1895, Diário do Governo, no. 146, 30 de Outubro de 1895, 2917.

Decreto de 1 de Junho de 1887, Diário do Governo, no. 123, 3 de Junho de 1887, 1218.

Decreto de 3 de Dezembro de 1891, Diário do Governo, no. 277, 7 de Dezembro de 1891, 2953.

"Direcção do Monte Pio Official", Diário do Governo, no. 22, 29 de Janeiro de 1897, 237.

"Direcção do Montepio Official. Relação nominal dos socios admittidos no 1.º trimestre do corrente anno economico", Diário do Governo, no. 230, 11 de Outubro de 1882, 2549.

"Notas das importâncias abonadas por adiantamento aos empregados das obras publicas da provincia de Angola", Diário do Governo, no. 151, 10 de Julho de 1878, 1645.

Portaria de 1 de Fevereiro de 1877, Diário do Governo, no. 32, 10 de Fevereiro de 1877, 258.

"Relação nominal do pessoal nomeado para o quadro das obras publicas da provincia de Angola", Diário do Governo, no. 151, 10 de Julho de 1878, 1644.

"Secretaria d'estado dos negocios da guerra", Diário do Governo, no. 96, 30 de Abril de 1892, 909.

Autor(es) do artigo

Sandra Osório da Silva

Departamento de História, FCSH, Universidade Nova de Lisboa.

https://orcid.org/0000-0001-7529-5008

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

https://doi.org/10.34619/dsac-f3tk

Citar este artigo

Silva, Sandra Osório da. "Jorge da Silva Pereira", in eViterbo. Lisboa: CHAM - Centro de Humanidades, FCSH, Universidade Nova de Lisboa, 2022. (última modificação: 11/07/2024). Consultado a 18 de julho de 2024, em https://eviterbo.fcsh.unl.pt/wiki/Jorge_da_Silva_Pereira. DOI: https://doi.org/10.34619/dsac-f3tk