Luís Ascêncio Tomasini

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Luís Ascêncio Tomasini
Outras Grafias EQUAL
Pai Luís Máximo Tomasini
Mãe D. Maria Helena Gomes
Filho(s) Rudolfo Luís Tomasini, D. Elvira Tomasini de Noronha
Nascimento 15 de agosto de 1823
[[Lisboa]]
Morte 29 de outubro de 1902 (79 anos)
Sexo masculino

Biografia

Dados biográficos

Nasceu em Lisboa a 15 de agosto de 1823, na freguesia da Conceição Nova. Era capitão de navios e como tal realizou muitas viagens, mas quando deixou a vida marítima, dedicou-se à pintura, aprendendo com o seu grande amigo Tomás da Anunciação, tornando-se pintor de marinhas.

Viterbo, que o conheceu, descreve-o como "baixinho, magro, mas vivo, nervoso"[1].

Na pintura de marinhas, era rival do artista Pedroso.

Carreira

Em 1879 foi comandante do vapor Maria Pia que conduziu ao Rio de Janeiro os produtos da Exposição Portuguesa.

Outras informações

Recebeu as seguintes condecorações e títulos honoríficos: hábito de S. Tiago, comenda de Isabel a Católica, hábito de Carlos III.

Foi Académico de Mérito da Academia Real de Belas Artes de Lisboa, recebeu uma medalha de prata da Sociedade Promotora das Belas Artes em Portugal, e uma Medalha de Cobre da Exposição Portuguesa do Rio de Janeiro

Obras

  • 1880 - Pintura de um carro alegórico em forma de galeão do século XVI para a celebração do 3º centenário da morte de Luís de Camões[2].

Referências bibliográficas

  1. Viterbo, Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal, 146.
  2. Viterbo, Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal, 143-150.

Bibliografia e Fontes

  • As artes ao serviço da nação : 40o aniversário da Revolução Nacional. Lisboa: Museu de Arte Popular, 1966.
  • Pereira, Fernando António Baptista, Coutinho, Maria Isabel Pereira e Figueiredo, Maria Rosa (coord.). A arte e o mar. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1998.
  • Viterbo, Francisco de Sousa. Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1903

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

DOI

Citar este artigo