Mitra de D Vasco Martins

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search
Mitra
Data século XIV
Género Paramentos
Encomendador D. Vasco Martins

Historial

Mitra do bispo do Porto D. Vasco Martins (1328-1342). É descrita profusamente no seu testamento de 1331[1].

Ainda no mesmo testamento, se aprende que D. Vasco Martins fez várias doações de alfaias, paramentos e códices, à sua catedral. Viterbo destaca, entre elas, dois frontais de altar ingleses forrados a tela verde e paramentos bordados a ouro e cheios de figuras, provenientes de Roma e Florença[2].

Descrição

De acordo com a descrição do testamento de D. Vasco Martins, era uma mitra toda coberta de pérolas e pedras precisas, Tinha na parte inferior "em roda laminas doiradas, nas quaes laminas ha quatorze pedras grandes, tendo em roda pedras pequeninas e perolas grandes encastoadas nas sobreditas laminas, e as sobreditas laminas dez pedras grandes, cada uma das quaes encastoada com dois aljofres ou perolas grandes e em roda de cada encastoamento pedras menores encastoadas, e por cima, no corpo da mitra, dezoito encastoamentos, tendo cada um quatro pedras e uma margarida ou perola grande, e em volta do corpo da mitra quatro laminas doiradas estreitas cheias de pedras e esmaltes e sustentando a tres tres os encastoados do corpo da dita mitra, e tendo tambem no seu vertice e em volta das pontas (cornum) laminas doiradas estreitas com trinta e seis flores doiradas e no extremo de cada ponta uma saphira grande, tendo duas bandas pendentes sobre os hombros do bispo, cheias de margaridas e tendo cada uma cinco encastoados, e subsequentemente cada um dos encastoados contêm sua pedra grande com muitas pedrinhas em roda e com uma margarida ou perola grande e no fim de uma banda uma lamina com cinco pedrinhas encastoadas e com uma margarida grossa na parte superior, e no fim da outra banda outra lamina com uma pedra grande encastoada tendo em roda pedrinhas e de uma e de outra cabeça da lamina predita e no fim da dita banda cinco tintinabulos doirados, pendentes cada qual da sua cadeia doirada[3]".

Notas

Bibliografia e Fontes

  • Viterbo, Francisco de Sousa, Exposição d’Arte Ornamental. Notas ao Catalogo. Lisboa: Imprensa Nacional, 1883.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

DOI

Citar este artigo

  1. Francisco de Sousa Viterbo, Exposição d’Arte Ornamental. Notas ao Catalogo. (Lisboa: Imprensa Nacional, 1883), 19.
  2. Francisco de Sousa Viterbo, Exposição d’Arte Ornamental. Notas ao Catalogo. (Lisboa: Imprensa Nacional, 1883), 16.
  3. citação em Francisco de Sousa Viterbo, Exposição d’Arte Ornamental. Notas ao Catalogo. (Lisboa: Imprensa Nacional, 1883), 19.