Ouro

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search

O mais precioso dos metais. Segundo os químicos o ouro é a mais pura substância do enxofre e do açougue, porém tem mais do açougue que do enxofre. É metal fixo, compacto e o mais temperado dos metais porque é quente e seco no segundo grau. As mais propriedades do ouro são estas: pesa o ouro mais que todos os mais metais, é incombustível porque ainda que o fogo o posso derreter não o pode consumir, não tem cheiro nem sabor e não tinge as mãos que o tocam, não cria ferrugem nem tem partes fleumáticas ou viscosas que com o tempo lhe tirem o lustro, é medicinal, conforta o coração e as faculdades vitais e trazido na boca tira o fedor do bafo. Não há ácido mais activo nem mais corrosivo que o ouro, porque derretido destrói o ferro que lhe metem dentro e se estende ao martelo 159092 vezes mais do que é o corpo que tem e volume que faz quando começam a bater. (...)

Tira-se o ouro e mais metais das suas minas com violência e sem intervenção da arte humana ou com arte. Com violência quando pelas torrentes enxurradas e águas vertentes se abrem as veias ou quando ventos rijos desarreigam as árvores que cresceram sobre minas ou quando se abrem montes ou se abrasam matos, etc. (...)

Moedeiros, prateiros, etc. distinguem nas qualidades do ouro ouro perfeito de ouro imperfeito. Ouro imperfeito é o que tem em si incorporada liga de prata ou cobre que o faz declinar de sua maior fineza. O ouro de 24 quilares tem uma parte de prata e outra de cobre e o de 25 quilates tem uma meia parte, id est uma vigésima parte de cada um dos ditos metais. Ouro perfeito é aquele que não tem em si mácula alguma de outro metal, o que se chama puríssimo de 24 quilates. Raras vezes o produz a natureza com esta perfeição. (...)

Ouro fino por natureza ou por arte. Por arte é o que com fogo violento se purga das fezes dos metais impuros. Em chegando a esta fineza e pureza lhe costumam chamar ouro de 24 quilates, ainda que lhe falte algum grão de quilate. (...)

Ouro acro chamam os ourives ao que por trazer da mina algum latão ou ferro é outra coisa heterogénea não é flexível e se quebra facilmente. Aurum acre. (...)

Ouro de Pintores, Iluminadores, Douradores, etc. Ouro mate é o que não brilha por não ter superfície igual e polida. Aurum impolitum ouro burnido é o que depois de assentado recebe do burnidor o lustre. Vid. Burnido.

(...)

Ouro lavrado. v.g. baixela de ouro, estátuas de ouro. Aurum factum. Senec. Phil. Caelatum aurum. Cic. (...)

Ouro bruto (ao ouro quando sai da mina, antes de o porem em seus quilates, chamam os artífices ouro bruto. Franc. Rod. Lobo, Corte na Aldeia, Dial. 7, pág. 138) Chamam outras a reste ouro ouro virgem.

Ouro virgem é ouro assim como sai da mina, antes de ter visto o fogo (...). Neste estado é este ouro tão mole que com a mão se pode estampar nele um sinete nem dele se podem fiar arrecadas por não ter dureza suficiente para sustentar a figura circular. Misturado com esmeril se faz mais duro e melhora na cor. Do ouro usam os artífices por muitos modos. Há ouro em conchinhas para iluminar, em folhas para dourar, em fio para engrazar, etc. Há ouro fino e falso em rendas, fitas, galões, passamantes, franjas, etc. ouro falso canotilho, ouro falso em lantejoulas e outro falso palheta em carteis

Bula de ouro. Bula ou diploma pontifício com selo pendente de ouro. (...)

Ouro (termo de armaria). É a cor amarela, ou cor de ouro, que se representa no escudo ou na divisa dele (...)[1].

Notas

  1. Bluteau, Vocabulario Portuguez e latino (Tomo VI: O), 150-153.

Bibliografia e Fontes

  • Bluteau, Rafael. Vocabulario portuguez e latino, aulico, anatomico, architectonico, bellico, botanico, brasilico, comico, critico, chimico, dogmatico, dialectico, dendrologico, ecclesiastico, etymologico, economico, florifero, forense, fructifero... autorizado com exemplos dos melhores escritores portugueses, e latinos... Tomo VI: Letra O-P. Coimbra: Collegio das Artes da Companhia de Jesu, 1716.