Pintura

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search
  1. Arte liberal, imitadora das proporções da natureza e não só muda representação mas escritura ou expressão que fala, e com as cores e o pincel faz falar muitas coisas naturalmente mudas. Tanto assim que o mais antigo e natural modo de escrever foi pintar os objectos, ou matérias em que se queria falar, de onde veio a palavra pingere e a composição dos hieroglíficos, que representados significavam o que se queria dizer (...) pintura a óleo, sobre papel, pano, tábua, parede, pedra, vidro e toda a casta de metais; pintura a fresco, com água, sobre parede guarnecida, em que a cal está fresca e muito lisa; pintura a têmpera, com água de goma ou cola sobre tábua ou papel; pintura de luminação ou iluminação, com água de goma e cores apuradas sobre pergaminho, ou de luminação de lápis, com lápis e chumbo sobre pergaminho; pintura de colorido em seco com uns estilos de várias cores, a modo de lápis; pintura de penejado, imitando com a pena uma estampa; pintura de mosaico, embutidno em parede de cal fresca vários vidros ou pedras de diversas cores; pintura esgrafiada sobre a cal fresca, penejando com um ponteiro de ferro, até descobrir a cal negra que está debaixo e fica como estampa; pintura de cáustico sobre madeira branca, queimando mais ou menos com uns estilos de ferro, etc. Quando em um painel se não unem os extremos das figuras com o seu fundo, chama-se pintura perfilada; quando o painel consiste só em cores claras, que parece que tem por cima pó de farinha, quando é acabada demasiadamente, sendo escudado por distância da vista, chama-se pintura cansada, quando fica o painel com substância de cor e com pouco óleo, chama-se pintura empastada, quando não tem força, e por estar mais unida do necessário, se confunde ao longe, chama-se pintura delambida. Quando o painel consiste só em cores e em sombras, tudo mal composto e que não finge relevo, chama-se pintura deslavada. Pictura, ae. Fem. Plin. Histor. Picturae ars, tis. Fem. Cic.
  2. Uma pintura, um painel ou qualquer obra de pintor. Pictura, ae. Fem. Cic. Um camarim ornado de várias pinturas, quadros, painéis, etc. Pinacotheca, ae. Fem. É palavra grega de que usam Varro e Petrónio[1].
  3. Formação superior na área de Belas Artes.

Notas

  1. Bluteau, Vocabulario Portuguez e latino (Tomo VI: P), 518-519.

Bibliografia e Fontes

  • Bluteau, Rafael. Vocabulario portuguez e latino, aulico, anatomico, architectonico, bellico, botanico, brasilico, comico, critico, chimico, dogmatico, dialectico, dendrologico, ecclesiastico, etymologico, economico, florifero, forense, fructifero... autorizado com exemplos dos melhores escritores portugueses, e latinos... Tomo VI: Letra O-P. Coimbra: Collegio das Artes da Companhia de Jesu, 1716.