Poio

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search

Espécie de poial (Os poios de que os príncipes se põem a cavalo quando saem do paço e das mais partes onde vão, os fazem de madeira cobertos de seda, guarnecidos de vários passamanes de ouro e prata, cravados com ferragem que diz com a tal obra aos quais os cavalos temem às vezes chegar, etc.).

(...) No Real mosteiro de Alcobaça é uma grande casa abobadada entre o claustro grande e o das laranjeiras onde se juntam os religiosos a dizer o De profundis antes de entrarem no refeitório.

Poio. Nas valas levadas ou rios é a areia ou lodo que a água junta e lhe embaraça o curso[1].

Notas

  1. Bluteau, Vocabulario Portuguez e latino (Tomo VI: P), 665.

Bibliografia e Fontes

  • Bluteau, Rafael. Vocabulario portuguez e latino, aulico, anatomico, architectonico, bellico, botanico, brasilico, comico, critico, chimico, dogmatico, dialectico, dendrologico, ecclesiastico, etymologico, economico, florifero, forense, fructifero... autorizado com exemplos dos melhores escritores portugueses, e latinos... Tomo VI: Letra O-P. Coimbra: Collegio das Artes da Companhia de Jesu, 1716.