Porta-paz (Tesouro da Vidigueira)

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search
Porta-paz
Data c. 1583
Género Ourivesaria
Técnica Prata filigranada, relevada e incisa
Dimensões 20 cm  × 13 cm 
Localização Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa

Historial

Porta-paz indo-português. Faz parte do chamado tesouro da Vidigueira, guardado no Convento do Carmo da Vidigueira, que veio da Índia com o Padre André Coutinho que o ofereceu ao dito convento em 1595.

Figurou na Exposição Retrospectiva de Arte Ornamental Portuguesa e Espanhola de 1882, na Sala N, com o número 312. Era, então, propriedade da Academia de Belas Artes de Lisboa. Encontra-se, actualmente, no Museu Nacional de Arte Antiga.

Descrição

Notas

Bibliografia e Fontes

  • Catalogo illustrado da exposição retrospectiva de arte ornamental portugueza e hespanhola. Lisboa: Imprensa Nacional, 1882.
  • Sant’Anna, Fr. José Pereira, Chronica dos Carmelitas da Antiga, e Regular Observancia nestes Reynos de Portugal, Algarves e seus Dominios. Lisboa: na Officina dos Herdeiros de Antonio Pedrozo Galram, 1745-1751. 
  • Viterbo, Francisco de Sousa, Exposição d’Arte Ornamental. Notas ao Catalogo. Lisboa: Imprensa Nacional, 1883.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

DOI

Citar este artigo