Porto

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search

Porto de mar, natural ou artificial. Lugar na costa ou praia do mar, para recolher todo o género de embarcações com boa ancoragem e abrigo dos ventos e tormentas. Portus, us. Masc. Cic. (...) nos rios é o lugar onde se costuma faltar em terra[1].

(...) Portos secos e molhados chamam em Portugal às alfândegas dos lugares onde as mercadorias que entram por água ou por terra, pagam certos direitos a el-rei ou aos que tomaram este contrato. Não tem palavra própria latina.

Portos vedados são em Portugal as alfândegas em que se pagam os direitos das fazendas vedadas que vão e vêm para o reino de Castela que são somente trigo, centeio, cevada, pão cozido, toucinhos, presuntos e chouriços[2].

Notas

  1. Bluteau, Vocabulario Portuguez e latino (Tomo VI: P), 634.
  2. Bluteau, Vocabulario Portuguez e latino (Tomo VI: P), 636.

Bibliografia e Fontes

  • Bluteau, Rafael. Vocabulario portuguez e latino, aulico, anatomico, architectonico, bellico, botanico, brasilico, comico, critico, chimico, dogmatico, dialectico, dendrologico, ecclesiastico, etymologico, economico, florifero, forense, fructifero... autorizado com exemplos dos melhores escritores portugueses, e latinos... Tomo VI: Letra O-P. Coimbra: Collegio das Artes da Companhia de Jesu, 1716.