Sacrário do Mosteiro dos Jerónimos

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search
Sacrário
Autor João de Sousa
Data 1675
Género Ourivesaria
Técnica prata rebatida
Encomendador D. Afonso VI/D. Pedro II
Localização Mosteiro de Santa Maria de Belém (Jerónimos), Lisboa

Historial

Trabalho do ourives português João de Sousa, este sacrário (1674-1678), foi oferecido ao Mosteiro de Santa Maria de Belém pelo rei D. Pedro II, cumprindo uma promessa de D. Afonso VI, em acção de graças pela vitória alcançada contra os espanhóis na Batalha de Montes Claros (1665), que pôs fim à Guerra da Restauração[1].

A sua porta esteve exposta na Sala N, com o número 421, na Exposição Retrospectiva de Arte Ornamental Portuguesa e Espanhola[2].

Descrição

Na sua porta está representada a Epifania. Na parte inferior, entre folhagens, encontram-se representadas as armas régias e, abaixo destas, a seguinte inscrição: "O PRINCIPE. D. PEDRO QVE DEOS. GOARDE DEV. ESTE SACRARIO. A ESTE REAL MOSTEIRO. DE BELLEM. NO ANNO DE 1673"[3].

Notas

  1. Guião de visita ao Mosteiro dos Jerónimos: http://www.torrebelem.gov.pt/data/tt34_pt_anexo1.pdf consultado a 8 de setembro de 2017.
  2. Catalogo illustrado da exposição retrospectiva de arte ornamental portugueza e hespanhola. (Lisboa: Imprensa Nacional, 1882), 48-49.
  3. Catalogo illustrado da exposição retrospectiva de arte ornamental portugueza e hespanhola. (Lisboa: Imprensa Nacional, 1882), 49.

Bibliografia e Fontes

  • Catalogo illustrado da exposição retrospectiva de arte ornamental portugueza e hespanhola. Lisboa: Imprensa Nacional, 1882.
  • Viterbo, Francisco de Sousa. Exposição d’Arte Ornamental. Notas ao Catalogo. Lisboa: Imprensa Nacional, 1883.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

DOI

Citar este artigo