Artur de Sousa Bual

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Artur de Sousa Bual
Nome completo Artur Henriques de Sousa Bual
Outras Grafias Arthur de Castro de Souza Bual, Henrique de Castro de Souza Bual, Arthur Henrique de Souza Bual
Pai João Vieira Bual
Mãe Amélia Augusta de Sousa Duque Bual
Cônjuge Gertrudes Alice Vidal da Silveira
Filho(s) Maria Amélia de Sousa Bual, Vasco Manuel da Silveira de Sousa Bual, Maria Luísa da Silveira de Sousa Bual, Maria Helena da Silveira de Sousa Bual, António de Sousa Bual
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento 28 maio 1872
Torres Novas, Santarém, Portugal
Morte 13 março 1921
Lisboa, Portugal
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido
Residência
Residência Luanda, Luanda, Angola
Data Início: 1898
Fim: 1902

Residência Torres Novas, Santarém, Portugal
Data Início: 28 de maio de 1872

Residência Lisboa, Portugal
Data Fim: 13 de março de 1921
Formação
Formação Desenho
Data Início: 1884
Fim: 1885
Local de Formação Torres Novas, Santarém, Portugal

Formação Engenharia civil
Data Início: 11 de outubro de 1895
Fim: 11 de outubro de 1898
Local de Formação Lisboa, Lisboa, Portugal
Postos
Posto Sargento
Data Início: 1895
Fim: 1898
Arma Infantaria

Posto Alferes
Data Início: 28 de agosto de 1907
Arma Engenharia
Cargos
Cargo Engenheiro auxiliar
Data Início: novembro de 1898
Fim: fevereiro de 1900

Cargo Engenheiro auxiliar
Data Início: 28 de dezembro de 1899
Fim: 27 de novembro de 1902

Cargo Engenheiro auxiliar
Data Início: 27 de novembro de 1902
Fim: dezembro de 1902

Cargo Engenheiro auxiliar
Data Início: dezembro de 1902
Fim: dezembro de 1903

Cargo Engenheiro de 2ª Classe
Data Início: 11 de fevereiro de 1905

Cargo Sub-director
Data Início: 1907
Actividade
Actividade Projeto de Infraestrutura
Data Início: dezembro de 1902
Fim: dezembro de 1903
Local de Actividade Minho, Portugal

Actividade Projeto de Infraestrutura
Data Início: setembro de 1912
Local de Actividade Lisboa, Lisboa, Portugal


Biografia

Dados biográficos

Artur Henrique de Sousa Bual, também conhecido por Henrique de Castro de Souza Bual, nasceu a 28 de Maio de 1872 na freguesia São Pedro de Torres Novas, distrito de Santarém. Era filho legítimo de João Vieira Bual[1], amanuense - escrivão e tabelião em Torres Novas[2] -, natural da freguesia da Barquinha, e de Dona Amélia Augusta Sousa Duque Bual, natural do lugar de Carvalhal da Aroeira da freguesia de Torres Novas. Era neto paterno de Bernardino Vieira Bual e de Maria Helena, e materno de Roberto Ferreira de Sousa e de Brígida Germana da Luz Duque[3].

A 17 de Janeiro de 1903, casou na freguesia de Santa Isabel, Lisboa, com Gertrudes Alice Vidal da Silveira de 21 anos, solteira, residente nessa freguesia, natural e baptizada na freguesia de Santa Iria da cidade de Santarém. Era filha legítima de António Lourenço da Silveira, natural de Alpiarça, e de Dona Guilhermina Vidal da Silveira, natural de Santa Iria. À altura do seu casamento, Artur Bual era, então, engenheiro, solteiro de 30 anos, residente em Santa Maria de Torres Novas[4].

Teve pelo menos 5 filhos: Maria Amélia de Sousa Bual; António de Sousa Bual; Vasco Manuel da Silveira de Sousa Bual, que casou com Clarisse Perdigão Garcia da Costa; Maria Luísa da Silveira de Sousa Bual; e Maria Helena da Silveira de Sousa Bual[5][2].

Artur Bual faleceu a 13 de Março de 1921 em Lisboa, sendo substituído no cargo que ocupava (desconhecido) pelo engenheiro José Ribeiro de Almeida.

Carreira

No ano lectivo de 1884 a 1885, frequentou o curso de Desenho Industrial, Geométrico e de Ornato na Escola de Desenho Industrial Victorino Damásio em Torres Novas[6]. A 11 de Outubro de 1895, matriculou-se, pela primeira vez, na Escola do Exército tendo concluído o curso de Engenharia Civil e Minas a 11 de Outubro de 1898, com 15 valores[7]. Neste, obteve prémios honoríficos: no 2º ano, no posto de primeiro sargento graduado cadete, recebeu o segundo prémio honorífico[8] e no 3º ano o terceiro prémio honorífico[9][10].

Em Novembro de 1898, foi nomeado condutor de 1º classe das Obras Públicas de Angola, cargo que não aceitou por preferir outras atividades relacionadas com engenharia. Esse lugar foi ocupado por Manuel Ferreira Carmo. No mesmo mês, foi nomeado engenheiro auxiliar do quadro das Obras Públicas de Angola[1]. Seguiu para Luanda a 6 de Janeiro de 1899, tendo regressado à metrópole a 5 de Maio do mesmo ano[11]. Neste período, ainda em Luanda, requereu 3 meses de licença de paternidade sem vencimento. Foi exonerado em Fevereiro de 1900[1]. Após esta data, continuou a trabalhar em Portugal como engenheiro[12].

A 28 de Dezembro de 1899, foi nomeado "ajudante, aspirante ou auxiliar ", em serviço destacado, de estudo e construção dos Caminhos-de-Ferro do Estado[13], mais propriamente na Direcção dos Caminhos-de-Ferro do Sul e Sueste[14]. Em decreto de 27 de Novembro de 1902 foi nomeado engenheiro (civil) ajudante da Secção de Obras Públicas do Corpo de Engenharia Civil[13][15][16], e, em Dezembro desse ano, foi destacado para exercer o lugar de chefe do movimento nos Caminhos-de-Ferro do Minho e Douro[17]. Passou à situação de disponibilidade em Dezembro de 1903[18] e, em 31 de Dezembro de 1903, à situação de serviço de destacado[19]. A 11 de Fevereiro de 1905, foi promovido a engenheiro subalterno de 2ª classe[20], em serviço destacado, da Direcção dos Caminhos-de-Ferro do Sul e Sueste, no serviço de estudo e construção, que exerceu até pelo menos 1910[21]. Neste período, foi nomeado alferes de engenharia de reserva, por decreto de 28 de Agosto de 1907 (Ordem do Exército nº 17 - 2ª série), tendo sido contratado engenheiro adjunto do director da exploração do Porto de Lisboa (nos termos do nº 3 - 3ª série da carta de lei de 11 de Março de 1907)[22].

Em Julho de 1912, era adjunto da Direcção da Exploração do Porto de Lisboa[23][24] e em Setembro do mesmo ano foi incumbido de participar no estudo do local e execução do projecto de construção de um porto franco em Lisboa[25]. A 15 de Agosto de 1915, tomou posse como engenheiro subalterno de 1ª classe, para cujo cargo foi nomeado por decreto de 7 de Agosto de 1915[26], publicado no Diário do Governo, número 23, de 26 de Setembro de 1915[27].

Outras informações

Artur Henriques de Sousa Bual foi publicista e poeta[2], e praticante de esgrima[28].

Notas

  1. 1,0 1,1 1,2 Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 24. "Artur de Sousa Bual - Processo individual".
  2. 2,0 2,1 2,2 Vasconcelos, Costados Alentejanos, 1:Arv. nº 52.
  3. Arquivo Distrital de Santarém. Torres Novas. Paróquia de Torres Novas. Baptismos 01-05-1867/23-12-1873, fl. 137v.-138, nº 24.
  4. Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Lisboa, Paróquia de Santa Isabel, Casamentos 1903, fl. 12v.-13, nº 12.
  5. Geneall, "Artur Henriques de Sousa Bual". Visualizado em 29 Dezembro, 2022.
  6. "Alumnos premiados no anno de 1884 a 1885 - Escola de desenho industrial «Victorino Damasio» em Torres Novas", Diário do Governo, no. 137, 19 de Junho de 1886, 1628.
  7. Arquivo Histórico Militar. Lista de Alunos das Escolas Militares - Academia de Fortificação, Escola Do Exército, Escola de Guerra, Escola Militar (1790-1940), proc. 4618, mç. 90, L 24, fl. 113, nº 4909.
  8. "Relação dos alumnos da escola do exercito (...) - Curso de engenharia civil e de minas", Diário do Governo, no. 181, 16 de Agosto de 1897, 2242.
  9. "Curso de engenharia civil e de minas, 3º anno", Diário do Governo, no. 194, 2 de Setembro de 1898, 2360.
  10. Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 56. "Francisco Mendes Esculca - Pública Forma. 22 de Setembro de 1899".
  11. Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 24. "Artur Henriques de Sousa Bual - Certidão de 6 de Outubro de 1899".
  12. Arquivo dos Portos de Lisboa. Setúbal e Sesimbra. Porto de Lisboa. Atas do Conselho de Administração do Porto de Lisboa. Livro n.º 12, Ata n.º 701 de 26 de Maio de 1921, alínea h).
  13. 13,0 13,1 "Relação do pessoal do corpo de Engenharia Civil e seus auxiliares (...). Engenheiros subalternos de 2ª classe", Diário do Governo, no. 17, 23 de Janeiro de 1906, 278.
  14. "Relação do pessoal do corpo de Engenharia Civil e seus auxiliares (...). Engenheiros subalternos de 2ª classe", Diário do Governo, no. 18, 23 de Janeiro de 1907, 238.
  15. Decreto de 27 de Novembro de 1902, Diário do Governo, no. 278, 9 de Dezembro de 1902, 4016.
  16. Decreto de 27 de Novembro de 1902, Diário do Governo, no. 1, 2 de Janeiro de 1903, 8.
  17. Despacho de 3 de Dezembro de 1902, Diário do Governo, no. 279, 10 de Dezembro de 1902, 4026.
  18. Despacho de 17 de Dezembro de 1903, Diário do Governo, no. 288, 22 de Dezembro de 1903, 4278.
  19. Despacho de 31 de Dezembro de 1903, Diário do Governo, no. 77, 9 de Abril de 1904, 1290.
  20. Decreto de 11 de Fevereiro de 1905, Diário do Governo, no. 49, 1 de Março de 1905, 741.
  21. "Relação do pessoal do corpo de Engenharia Civil e seus auxiliares (...). Engenheiros subalternos de 2ª classe", Diário do Governo, no. 20, 27 de Janeiro de 1910, 302.
  22. Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 24. "Artur Henriques de Sousa Bual - Notas biográficas".
  23. "Relação do pessoal do corpo de Engenharia Civil e seus auxiliares (...) Engenheiros subalternos de 2ª classe", Diário do Governo, no. 176, 29 de Julho de 1912, 2690.
  24. "Relação do pessoal técnico do corpo de engenharia civil e seus auxiliares (...) Engenheiros subalternos de 2ª classe", Diário do Governo, no. 37, 15 de Fevereiro de 1913, 584.
  25. Lei de 12 de Junho de 1913, artigo 1.º, Diário do Governo, no. 225, 25 de Setembro de 1913, 3619.
  26. Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 24. "Artur Henriques de Sousa Bual - Exploração Porto de Lisboa. 17 de Agosto de 1916".
  27. Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 24. "Artur Henriques de Sousa Bual - Ministério do Fomento. C.4".
  28. "Pró-esgrima. Em favor da nobre arte das armas", [1].

Fontes

"Alumnos premiados no anno de 1884 a 1885 - Escola de desenho industrial «Victorino Damasio» em Torres Novas", Diário do Governo, no. 137, 19 de Junho de 1886, 1628.

Arquivo Distrital de Santarém. Torres Novas. Paróquia de Torres Novas. Baptismos 01-05-1867/23-12-1873, fl. 137v.-138, nº 24.

Arquivo dos Portos de Lisboa. Setúbal e Sesimbra. Porto de Lisboa. Atas do Conselho de Administração do Porto de Lisboa. Livro n.º 12, Ata n.º 701 de 26 de Maio de 1921, alínea h).

Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 24. "Artur Henriques de Sousa Bual - Certidão de 6 de Outubro de 1899".

Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 24. "Artur Henriques de Sousa Bual - Exploração Porto de Lisboa. 17 de Agosto de 1916".

Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 24. "Artur Henriques de Sousa Bual - Ministério do Fomento. C.4".

Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 24. "Artur Henriques de Sousa Bual - Notas biográficas".

Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 56. "Francisco Mendes Esculca - Pública Forma. 22 de Setembro de 1899".

Arquivo Histórico Ultramarino. 769/1. 1D. MU. Cx. 1877-1920. Processos Individuais. ANG. "Artur de Sousa Bual - Processo individual".

Arquivo Histórico Ultramarino. 428. 1N. SEMU-DGU. 1893-1919, ‘Obras Públicas - Pessoal‘.

Arquivo Histórico Militar. Lista de Alunos das Escolas Militares - Academia de Fortificação, Escola Do Exército, Escola de Guerra, Escola Militar (1790-1940), proc. 4618, mç. 90, L 24, fl. 113, nº 4909.

Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Lisboa. Paróquia de Santa Isabel. Casamentos 1903, fl. 12v.-13, nº 12.

"Curso de engenharia civil e de minas, 3º anno", Diário do Governo, no. 194, 2 de Setembro de 1898, 2360.

Decreto de 11 de Fevereiro de 1905, Diário do Governo, no. 49, 1 de Março de 1905, 741.

Decreto de 27 de Novembro de 1902, Diário do Governo, no. 1, 2 de Janeiro de 1903, 8.

Decreto de 27 de Novembro de 1902, Diário do Governo, no. 278, 9 de Dezembro de 1902, 4016.

Despacho de 3 de Dezembro de 1902, Diário do Governo, no. 279, 10 de Dezembro de 1902, 4026.

Despacho de 17 de Dezembro de 1903, Diário do Governo, no. 288, 22 de Dezembro de 1903, 4278.

Despacho de 31 de Dezembro de 1903, Diário do Governo, no. 77, 9 de Abril de 1904, 1290.

Lei de 12 de Junho de 1913, artigo 1.º, Diário do Governo, no. 225, 25 de Setembro de 1913, 3619.

"Pró-esgrima. Em favor da nobre arte das armas", Os Sports Ilustrados, 35 (11 Fevereiro 1911): [1].

"Relação do pessoal do corpo de Engenharia Civil e seus auxiliares (...). Engenheiros subalternos de 2ª classe", Diário do Governo, no. 17, 23 de Janeiro de 1906, 278.

"Relação do pessoal do corpo de Engenharia Civil e seus auxiliares (...). Engenheiros subalternos de 2ª classe", Diário do Governo, no. 18, 23 de Janeiro de 1907, 238.

"Relação do pessoal do corpo de Engenharia Civil e seus auxiliares (...). Engenheiros subalternos de 2ª classe", Diário do Governo, no. 20, 27 de Janeiro de 1910, 302.

"Relação do pessoal do corpo de Engenharia Civil e seus auxiliares (...) Engenheiros subalternos de 2ª classe", Diário do Governo, no. 176, 29 de Julho de 1912, 2690.

"Relação do pessoal técnico do corpo de engenharia civil e seus auxiliares (...) Engenheiros subalternos de 2ª classe", Diário do Governo, no. 37, 15 de Fevereiro de 1913, 584.

"Relação dos alumnos da escola do exercito (...) - Curso de engenharia civil e de minas", Diário do Governo, no. 181, 16 de Agosto de 1897, 2242.

Bibliografia

Geneall, "Artur Henriques de Sousa Bual". Visualizado em 29 Dezembro, 2022.

Vasconcelos, António L.T.C. Pestana de. Costados Alentejanos. Vol. 1. Évora: Edição do Autor, 1999.

Autor(es) do artigo

Mariana Nicolau

https://orcid.org/0000-0002-1454-1794


Sandra Osório da Silva

Departamento de História, FSCH, Universidade Nova de Lisboa.

https://orcid.org/0000-0001-7529-5008

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

https://doi.org/10.34619/6yhc-z7nq

Citar este artigo

Nicolau, Mariana e Sandra Osório da Silva. "Artur de Sousa Bual", in eViterbo. Lisboa: CHAM - Centro de Humanidades, FCSH, Universidade Nova de Lisboa, 2022. (última modificação: 02/07/2024). Consultado a 23 de julho de 2024, em https://eviterbo.fcsh.unl.pt/wiki/Artur_de_Sousa_Bual. DOI: https://doi.org/10.34619/6yhc-z7nq