Caetano Maria Batalha

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Caetano Maria Batalha
Nome completo Caetano Maria Batalha
Outras Grafias valor desconhecido
Pai valor desconhecido
Mãe valor desconhecido
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento 1810
Morte 1881
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido
Cargos
Cargo Engenheiro hidrógrafo
Data Início: 1861
Fim: 1862
Actividade
Actividade Desenho cartográfico
Data Início: 1861
Fim: 1862
Local de Actividade Porto, Porto, Portugal


Biografia

Dados biográficos

Caetano Maria Batalha nasceu em 1810 e faleceu em 1881.

Carreira

Em 1861-1862 era engenheiro hidrógrafo na Direcção-Geral de Trabalhos Geodésicos Topográficos, Hidrográficos e Geológicos do Reino, tendo coordenado o levantamento da Barra do Porto[1], sendo director-geral Filipe Folque. Neste mesmo trabalho colaboraram os engenheiros hidrógrafos J. de A. e Albuquerque e Carlos Botelho de Vasconcelos, além dos oficiais do Exército Augusto Teles Ferreira e César Barradas Guerreiro.

Outras informações

Obras

Na Biblioteca Nacional de Portugal, em Lisboa, constam as seguintes obras:

Plano Hydrographico da Barra do Porto levantado em 1861 e 1862, sob a direcção do Conselheiro F. Folque, Director Geral dos Trabalhos Geodesicos do Reino, por C. M. Batalha, Engenheiro Hydrographo, coadjuvado pelos Engenheiros Hydrographos D. C. B de Vasconcellos, J. E. de A. e Albuquerque e Oficiais do Exercito A. G. T. Ferreira, C. A. Guerreiro. Lisboa. 1871[1]

Carta topographica do Pinhal Nacional de Leiria e seus arredores levantada e desenhada sob a direcção do Coronel d'Engenheiros Friderico Luiz Guilherme de Varnhagen pelos Segundos Tenentes d'Armada Francisco Maria Pereira da Silva, e Caetano Maria Batalha. 1841[2].

Plano hydrographico da barra do porto de Lisboa levantado em 1842, 1843, e 1845, por Ordem de Sua Magestade pelos ten.es d'Arm.da F. M. P. da Silva, C. M. Batalha, C. F. B. de Vasconcellos, sob a direcção dos primeiros Officiaes. Desenhado e gravado no Depósito Hydrographico em 1857. Novamente sondado e rectificada a margem Sul em 1879 por Eng.os Hydrog.os da Direcção Geral dos trab.os Geodésicos e outros officiaes da armada[3].

Plano hydrographico do porto de Lisboa levantado de 1845 a 1847 pelos engenheiros e hydrographos F. M. P. da Silva, C. M. Batalha, Dom C. B. de Vasconcellos. Rectificado ampliado e novamente sondado sob a direcção do General F. Folque e Contra-Almirante F. M. P. da Silva, pelos engenheiros hydrographos Dom C. B. de Vasconcellos, A. M. dos Reis, B. M. F. de Andrade, J. M. S. de Andrêa e capitão do Exercito C. A. da Costa. Direcção Geral dos Trabalhos Geodesicos. 1878[4].

Projecto de aterro, dockas e caminho de ferro que devem ser construídos na bahia formada pelas águas do Tejo Barreiro e Cacilhas. Plano hydrografico da localidade. Reducção d'um calque tirado da magnifica planta levantada pelos Officiaes F. P. M. da Silva e C. M. Batalha, e existente na Commissão Geodesica. 1860. Jayme Larcher[5].

Notas

  1. 1,0 1,1 Biblioteca Nacional de Portugal, Cartografia (BNP). Cota: C.C. 557 R. Disponível em Biblioteca Nacional Digital (BND)
  2. Biblioteca Nacional de Portugal, Cartografia (BNP). Cota: C.Par. 54. Disponível em Biblioteca Nacional Digital (BND)
  3. Biblioteca Nacional de Portugal, Cartografia (BNP). Cota: C.C. 996 R. Disponível em Biblioteca Nacional Digital (BND)
  4. Biblioteca Nacional de Portugal, Cartografia (BNP). Cota: C.C. 997 R. Disponível em Biblioteca Nacional Digital (BND)
  5. Biblioteca Nacional de Portugal, Cartografia (BNP). Cota: C.C. 1396 A. Disponível em Biblioteca Nacional Digital (BND)

Fontes

Biblioteca Nacional de Portugal, Cartografia (BNP)

Bibliografia

Ligações Externas

Biblioteca Nacional Digital (BND)

Catálogo da Biblioteca Nacional de Portugal (BNP)


Autor(es) do artigo

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

Citar este artigo