Escapulário

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search

Definição

Antigamente, o escapulário era a parte do hábito monacal que cobria só os ombros, usado pelos monges quando realizavam algum exercício corporal, porque não embaraçava tanto como o capelo. Atualmente, o escapulário é vestido sobre a túnica, pelos religiosos monacais e é composto por duas tiras de pano que cobrem as costas e o peito. No caso dos religiosos professos chegam até aos pés, e no dos irmãos leigos, até aos joelhos.

Em suma, o escapulário era uma tira de pano comprida e larga, usada sobre a parte da frente do corpo, associada às ordens religiosas[1] e, segundo alguns, o antecessor das dalmáticas[2].

Referências documentais

"(...) diz o padre Fr. João de Madriaga na vida de S. Bruno, que não usavam na religião da Cartuxa de dalmáticas nas missas solenes, porque estes seus mesmos escapulários são verdadeiras dalmáticas de igreja, e o serem abertas ou cerradas não lhes muda a substância (...)" [2].

Outras informações

Deriva da palavra latina Scapulae genit. Scapularum quer dizer ombros[2].

Notas

  1. Fialho, “O traje de corte feminino em Portugal da época de D. Manuel I a D. Pedro II”, 152.
  2. 2,0 2,1 2,2 Bluteau, Vocabulário Português e Latino, letra E: 209.

Fontes

Bibliografia

Bluteau, Rafael. Vocabulário Português e Latino… Vol. 3. Coimbra: Colégio das Artes da Companhia de Jesus, 1712-1728.

Fialho, Maria João. “O traje de corte feminino em Portugal da época de D. Manuel I a D. Pedro II”. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa, 2011.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

  • André Filipe Neto e Maria Teresa Oliveira (bolseiros de iniciação à investigação)

Projeto eViterbo, CHAM - Centro de Humanidades NOVA FCSH, 2017-18;

  • Andreia Fontenete Louro (bolseira de iniciação à investigação)

Projeto DRESS, 2019;

  • Inês Amaral Canhão (bolseira de iniciação à investigação)

Projeto Verão com Ciência, 2022;

Financiamento

VESTE _ Vestir a corte: traje, género e identidade(s), Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito da Norma Transitória - DL 57/2016/CP1453/CT0069.

DRESS _ Desenhar a moda das fontes quinhentistas, Fundação Calouste Gulbenkian, Projetos de Investigação em Língua e Cultura Portuguesa 2018, Ref.: 227751.

Verão com Ciência FCT, 2022.

DOI

Citar este artigo

  • Escapulário (última modificação: 06/09/2022). eViterbo. Visitado em