Gaspar Dias

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Gaspar Dias
Outras Grafias EQUAL
Sexo masculino

Biografia

Dados biográficos

Taborda diz que D. Manuel o enviou a estudar em Roma com Miguel Ângelo ou Rafael, mas Viterbo não considera que isto seja possível, dado em 1590 o pintor ainda estar vivo.

Casado com Catarina de Évora, com quem teve quatro filhos, tinha um neto chamado Bastião Dias que Catarina de Évora, já viúva, tentou que herdasse o cargo do seu avô como pintor das casas da Índia e da Mina[1].

Carreira

Em alvará de 17 de fevereiro de 1574 foi nomeado pintor de óleo e têmpera das Casas da Índia e da Mina. Por este documento se fica a saber que Gaspar Dias era, também, moço de câmara do rei D. Sebastião[2].

Em 1590 assinou, juntamente com António da Costa, um contrato com a confraria de Santa Catarina do Monte Sinai para pintarem um retábulo, mas por desentendimentos com os membros da confraria instaurou-se um processo contra ele e António da Costa é que acabou a obra[3].

Outras informações

Obras

  • data desconhecida - Retábulo para o altar da ermida da quinta da Marinha de Manuel Correia de Menezes Baharem[4].
  • 1534 - Pintura da "Vinda do Espírito Santo" para a tribuna da Misericórdia de Lisboa (atribuído por Guarienti em Viterbo)[3].
  • 1590 - Pintura para o altar-mor da igreja de Santa Catarina do Monte Sinai dos livreiros de Lisboa (com António da Costa).

Referências bibliográficas

  1. Viterbo, Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal, 49-50.
  2. Viterbo, Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal (2ª série), 34-35.
  3. 3,0 3,1 Viterbo, Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal, 49.
  4. Viterbo, Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal, 50.

Bibliografia e Fontes

  • Flor, Susana Varela, Flor, Pedro. Pintores de Lisboa: Séculos XVII-XVIII. A Irmandade de S. Lucas. Lisboa: Scribe, 2013.
  • Saraiva, Cardeal (Fr. Francisco de São Luís). Lista de alguns artistas. Lisboa: Imprensa Nacional, 1839.
  • Serrão, Vítor. O Maneirismo e o estatuto social dos pintores. Lisboa: Imprensa Nacional Casa Moeda, 1983.
  • Serrão, Vítor. "A Pintura Maneirista e o Desenho". In História da Arte em Portugal. Vol. 7. Lisboa: Publicações Alfa, 1986.
  • Serrão, Vítor. A pintura maneirista em Portugal. Lisboa: Instituto de Cultura e Língua Portuguesa/Ministério da Educação e das Universidades, 1991 (3ª ed.).
  • Serrão, Vítor. "O Retábulo do Santo Sacramento da Sé de Lisboa (1541-1555)". In A cripto-história de arte. Análise de obras de arte inexistentes. Lisboa: Livros Horizonte, 2001.
  • Serrão, Vítor. "A decoração dos pintores maneiristas Gaspar Dias e Gaspar Cão no antigo Paço de Enxobregas (1572-1579)", In Catálogo da exposição Casa Excelentíssima - 500 Anos do Mosteiro da Madre de Deus. coordenação de Alexandra Curvelo e Alexandre Pais, 107-123- Lisboa: Instituto dos Museus e Conservação, 2010.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

DOI

Citar este artigo