Gregório Lopes

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Gregório Lopes
Outras Grafias EQUAL
Filho(s) Cristóvão Lopes, Grimasena Lopes
Nascimento
[[Lisboa]]
Morte c. 1551
[[Lisboa]]
Sexo masculino

Biografia

Dados biográficos

Genro de Jorge Afonso por ter casado com uma sua filha, Isabel Jorge. Vivia numas casas de Jorge Afonso por trás do Mosteiro de S. Domingos de Lisboa. Pai do pintor Cristóvão Lopes. Terá morrido por volta de 1551 pois nesse ano foi sucedido como pintor régio pelo seu filho.

Carreira

A 25 de abril de 1522 recebeu de D. João III a renovação do seu cargo de pintor régio, que já era no tempo de D. Manuel. Entre 1520 e 1525 pintou com Jorge Leal o políptico da Capela do Salvador para o Mosteiro de S. Francisco de Lisboa. Em 1529 diz-se numa carta de pagamento que estava a trabalhar nas lezírias de Vila Franca. Entre 1536 e 1539 pintou para a Charola do Convento de Cristo em Tomar[1].

Outras informações

Obras

  • 1536-1539 - Retábulo para a Charola do Convento de Cristo, representando Santo António, S. Sebastião, S. Bernardo e St. Maria Madalena.
  • Retábulo com o Martírio de S. Quintino para a Igreja de Nossa Senhora do Sobral de Monte Agraço.

Referências bibliográficas

  1. Viterbo, Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal, 104.

Bibliografia e Fontes

  • Branco, Manuel J.C., "A Fundação da Igreja do Bom Jesus de Valverde e o Tríptico de Gregório Lopes." A Cidade de Évora 71-76 (1988-1993): 40-71.
  • Caetano, Joaquim de Oliveira, "Gregório Lopes, pintor régio e cavaleiro de Santiago – algumas reflexões sobre o estatuto social do pintor no séc. XV e inícios do séc. XVI." In As Ordens Militares em Portugal e no Sul da Europa, Actas do II Encontro sobre Ordens Militares Lisboa: Colibri/Câmara Municipal de Palmela, 1977.
  • Caetano, Joaquim de Oliveira, "O Que Janus Via. Rumos e Cenários da Pintura Portuguesa (1535-1570)." Dissertação de Mestrado, Universidade Nova de Lisboa, 1996.
  • Calado, Maria Margarida, "Gregório Lopes. Revisão da obra do pintor régio e sua integração na corrente maneirista." Tese de Licenciatura, Universidade de Lisboa, 1971.
  • Carvalho, José Alberto Seabra, Gregório Lopes. Lisboa: Círculo de Leitores, 1999. 
  • Casanova, Amélia Pinto da Silva, "As pinturas de Gregório Lopes em Tomar sob o mecenato de Frei António de Lisboa". Dissertação de Mestrado, Universidade de Lisboa, 2002.
  • Correia, Vergílio, Pintores Portugueses nos séculos XV e XVI. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1928.
  • Couto, João, O Mestre do Paraíso. Lisboa: [s.n.], 1960.
  • Desterro, Maria Teresa, "A «escola» do Mestre de Romeira e a pintura do maneirismo escalabitano: 1540-1620". Dissertação de Mestrado, Universidade de Coimbra, 1996.
  • Dias, Pedro, "Pregação de São João Baptista", in No Tempo das Feitorias. A Arte Portuguesa na Época dos Descobrimentos. Lisboa: IPM, 1992.
  • Figueiredo, José, "Uma Excursão de Estudo no Interesse da Arte Portuguesa. O Sr. José de Figueiredo Percorre Alguns Museus da Europa." O Século. 18 de dezembro de 1911.
  • Figueiredo, José de, "Introdução a um Ensaio sobre a Pintura Quinhentista em Portugal." Boletim de Arte e Arqueologia I (1921).
  • Figueiredo, José de, "Gregório Lopes e a Infanta D. Maria." Lusitânia, Vol. IV (1927).
  • Gaspar, Vítor, A pintura quinhentista do Convento de Santo António de Ferreirim: parceria dos Mestres Cristóvão de Figueiredo, Garcia Fernandes e Gregório Lopes. Lamego: Direcção Regional de Cultura do Norte, 2015.
  • Markl, Dagoberto e Pereira, Fernando António Baptista, "O Renascimento." In História da Arte em Portugal. Vol. VI. Lisboa: Alfa, 1986.
  • Markl, Dagoberto, "A Pintura no Período Manuelino. Os Ciclos: das oficinas à iconografia." In História da Arte Portuguesa direcção Paulo Pereira. Lisboa: Círculo de Leitores, 1995.
  • Mendonça, Maria José, Catálogo da exposição de Primitivos Portugueses. Lisboa: Museu Nacional de Arte Antiga, 1940.
  • Rita, Dora Iva, "Martírio de S. Sebastião: aproximação à pintura do século XVI.", Dissertação de Mestrado, Universidade Nova de Lisboa, 1986.
  • Santos, Reinaldo dos, Os primitivos portugueses. Lisboa: Academia Nacional de Belas Artes, 1958.
  • Santos, Reinaldo dos. "O Mestre de São Bento é Gregório Lopes." Belas Artes 2, nº 16-17 (1961): 3-6.
  • Serrão, Vítor e Luisa Maria ALVES (coord.). Estudo da pintura portuguesa : oficina de Gregório Lopes: actas. Lisboa: Instituto de José de Figueiredo, 1999.
  • Silva, Alcina Santos, “As Flores da Pintura da «Anunciação» dos Séculos XVI E XVII. A Simbologia Cristã e a Arte Decorativa”. Dissertação de Mestrado, Universidade do Porto, 2011.
  • Vieira, Afonso Lopes, Da reintegração dos primitivos portugueses. Lisboa: Amigos do Museu, 1923.
  • Viterbo, Francisco de Sousa. Notícia de alguns pintores portugueses e de outros que, sendo estrangeiros, exerceram a sua arte em Portugal. Lisboa: Typographia da Academia Real das Sciencias de Lisboa, 1903.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

DOI

Citar este artigo