Guilherme de Eschwege

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Guilherme de Eschwege
Nome completo Wilhelm Ludwig Freiherr von Eschwege
Outras Grafias Wilhelm Ludwig von Eschwege, Guilherme Ludovico de Eschwege, Guilherme Ludovico de Eschssege, Guilherme Ludovico de Eschevge, Guilherme Barão de Eshwege, Guilherme Barão d'Eschivge
Pai valor desconhecido
Mãe valor desconhecido
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) Ernesto de Eschwege, Carlos de Eschwege
Nascimento 10 novembro 1777
Morte 1 fevereiro 1855
Wolsfsanger, Kassel, Alemanha
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido


Biografia

Dados biográficos

Sócio da Academia Real das Ciências de Lisboa, da Academia de S. Petesburgo e de várias outras.

Morre em Wolsfsanger a 01 de fevereiro de 1855[1].

Carreira

"Entrou ao serviço de Portugal em 1802 com outros officiaes da sua nação, chamados pelo ministro D. Rodrigo de Sousa Coutinho, a fim de serem empregados nos trabalhos de mineração, que se tratava de promover no Brazil".

Parte só "sete ou oito annos depois". Regressa a Portugal em 1822 ou 1823.

Nomeado Intendente Geral das Minas e Metais do Reino por D. João IV, tomando posse a 01 de agosto de 1824. Demite-se em 1829 e regressa à Alemanha.

Volta a Portugal em 1835, reintegrado no exercício de Intendente das Minas e demitido no ano seguinte.

Empregado depois por D. Fernando nas obras dos palácios reais.

Em Portugal faz a carreira militar até brigadeiro[2].

Outras informações

Obras

No Arquivo Histórico do Exército, no Rio de Janeiro, constam os seguintes mapas de sua autoria:

Carta petrográfica e orográfica com um perfil das diferentes rochas e alturas sobre o nível do mar fundada em observações geognósticas e medições barométricas feitas na derrota do Arraial do Tejuco do Serro Frio pelo caminho do Sabaré para Vila Rica por Guilherme Barão d’Eschivge, Sargento Mor do Real Corpo de Engenheiros e Diretor do Real gabinete mineralógico do Rio de Janeiro,Sócio da Academia Real das Sciencias de Lisboa e encarregado das indagações mineralógicas e montanísticas na Capitania de Minas Gerais no ano de 1811. (No canto superior direito há uma vista de cidade (Arraial do Tejuco). colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, com nota explicativa, com seta norte, escala em léguas, 89,5cm x 29cm[3].

Carta petrográfica e orográfica com um perfil das diferentes rochas e alturas sobre o nível do mar fundada em observações geognósticas e medições barométricas feitas na derrota de Vila Rica pelo sertão do gentio Botocudo por Guilherme Barão d’Eschivge, Sargento Mor do Real Corpo de Engenheiros e Diretor do Real gabinete mineralógico do Rio de Janeiro, Sócio da Academia Real das Sciencias de Lisboa e encarregado das indagações mineralógicas e montanísticas na Capitania de Minas Gerais no ano de 1811. colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, com legenda, com tabela de nomes e distâncias, com seta norte, escala em léguas, papel canson telado, bom estado, medindo 94cm x 37cm[4].

Mapa Corográfico da Província De Minas Gerais – Autor Cel Barão de Eschevege, 1821. Desenhado por Francisco Assis Athaíde, em 1833, colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, escala em léguas, papel canson, telado, restaurado, 108cm x 125cm[5].

Carta petrográfica e orográfica com um perfil das diferentes rochas e alturas sobre o nível do mar – Autor  Guilherme Barão de Eschevge, 1811. Copiado pelo Cap José Manoel da Silva, em 1831, colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, com nota explicativa, com seta norte, escala em léguas, 117cm x 40,5cm[6].

Carta petrográfica e orográfica com um profilo das diferentes rochas, e alturas sobre o nível do mar, fundada em observações geognósticas, e medições barométricas feitas na derrota do Rio de Janeiro para Vila Rica. Autor: Sargento Mor Guilherme Barão D’Eschwege, 1811. Colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, com legenda, com nota explicativa, com diagrama de orientação, escala em léguas, papel canson telado, 110,5cm x 37,5cm[7].

Notas

  1. Viterbo, Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal, Vol I, 300-301.
  2. Viterbo, Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal, Vol I, 300-301.
  3. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 05.26.1133
  4. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 04.03.1137
  5. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 24.01.3531
  6. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 15.03.3485
  7. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 05.03.1108

Fontes

Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx)

Bibliografia

Viterbo, Francisco de Sousa. Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal. Vol I. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1899.

Pessoa, Cláudia de Cássia. Barão de Eschwege (1777-1855) Os anos da juventude e formação. https://lamparinaufop.files.wordpress.com/2017/06/biografia-eschwege.pdf

Ligações Externas

Wilhelm Ludwig von Eschwege In Wikipédia.

Autor(es) do artigo

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

Citar este artigo