Inácio de Oliveira Bernardes

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Inácio de Oliveira Bernardes
Nome completo Inácio de Oliveira Bernardes
Outras Grafias EQUAL
Pai António de Oliveira Bernardes
Mãe Francisca Xavier de Araújo
Filho(s) Micaela Arcângela Romaneti em 1713, João Pedro de Oliveira em 1752
Irmão(s) Policarpo de Oliveira Bernardes, Ana Oliveira Bernardes, José de Oliveira Bernardes, Valério de Oliveira Bernardes, Pedro de Oliveira Bernardes, Aurélia Maria Bernardes, Silvério de Oliveira Bernardes, Apolinário de Oliveira Bernardes, Maria de Oliveira Bernardes
Nascimento 1 de fevereiro de 1697
[[Lisboa]]
Morte 19 de janeiro de 1781 (83 anos)
[[Lisboa]]


Biografia

Dados biográficos

Filho de António de Oliveira Bernardes e de Francisca Xavier de Araújo e irmão do pintor de azulejos Policarpo de Oliveira Bernardes, nasceu a 1 de Fevereiro de 1697 na freguesia de Santa Catarina. Casou em 1718 com Anastácia Teresa Romaneti de quem teve dois filhos que lhe seguiram os passos, Micaela Arcângela Romaneti em 1713, João Pedro de Oliveira em 1752... tem outras duas filhas mencionadas por Taborda que ficaram com a sua pensão[1][2].

Carreira

Foi um dos artistas que D. João V enviou a Roma para estudar. Foi membro da Irmandade de S. Lucas e pintor em Mafra. D. João V empregou-o na pintura de quadros para o Palácio de Mafra. D. Pedro II concedeu-lhe uma pensão de 300 mil réis[2].

Outras informações

Obras

Referências bibliográficas

  1. Taborda. Regras da arte da pintura: com breves reflexões criticas sobre os caracteres distinctivos de suas escolas : vidas e quadros dos seus mais célebres professores: escritas na lingua italiana por Micael Angelo Prunetti dedicadas as excellentissimo senhor Marquez e Borba. 230.
  2. 2,0 2,1 Viterbo, Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal, Vol II, 477.

Bibliografia e Fontes

  • "Inácio de Oliveira Bernardes" In Paulo Pereira (coord.) Dicionário da Arte Barroca em Portugal. Lisboa: Ed. Presença. 1989.
  • AA. VV., Joanni V Magnifico: A Pintura em Portugal ao tempo de D. João V, 1706, 1750. Lisboa: IPPAR, D.L. 1994.
  • Couto, João (textos). Desenhos de Fernão Gomes a Domingos António Sequeira: Segunda exposição itinerante do Museu Nacional de Arte Antiga: Catálogo. Setúbal: Museu de Setúbal, 1960.
  • Flor, Susana Varela. "Marcos da Cruz e a pintura portuguesa do século XVII: do seu tempo fazia parelha aos mais...". Dissertação de Mestrado, Universidade de Lisboa, 2002.
  • Flor, Susana Varela, Flor, Pedro. Pintores de Lisboa: Séculos XVII-XVIII. A Irmandade de S. Lucas. Lisboa: Scribe, 2013.
  • Gomes, Joaquim da Conceição. Descripção Minuciosa do Monumento de Mafra. Lisboa: 1871.
  • Ivo, Júlio. O Monumento de Mafra. Guia Illustrado. Lisboa: A Editora, 1906.
  • Mata, Jorge. "Pedro António Avondano e a sua ópera Il Mondo della Luna" In Colóquio. Artes, 110 (Julho-Setembro 1996): 52-61.
  • Pamplona, Fernando de. Dicionário de Pintores e Escultores Portugueses ou que trabalharam em Portugal. Vol. 2. Lisboa: Livraria Civilização, 1987-1988.
  • Santa Anna, Frei João de. Real Edificio Mafrense visto por fora e por dentro: ou Descripçaõ exacta, e circunstanciada do Regio Palacio, e Convento de Mafra externa, e internamente considerados com a explicação das Plantas, que deste magnifico e admiravel Edificio levantou Amancio Joze Henriques, segundo Tenente da Marinha, e Ajudante Architecto da Caza do Risco das Obras Publicas, e Director das do dito Real Edificio. Mafra: MS, 1828.
  • Viterbo, Francisco de Sousa. Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal. Vol II. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1904.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

DOI

Citar este artigo