João Crisóstomo de Sousa

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search

Biografia

Dados biográficos

Carreira

Outras informações

Obras

No Arquivo Histórico do Exército, no Rio de Janeiro, constam os seguintes trabalhos:

Planta e fasada do fortinho de S. Ignácio ou S. Maurício na Villa da Vitória, capital da capitania do Espírito Santo (...) foi reparado de novo a custa do seu capitão com a assistência do capitão Engenheiro José Antônio Caldas, lente da Aula Militar da Bahia, no ano de 1764, o que também tirou esta planta e foi copiada por João Crizostomo de Sousa, do partido da dita aula que acompanhou o dito lente nesta segunda diligencia a que foi mandado a dita capitania pelo Illmo e Exmo Sr. Conde de Azambuja Governador e Capitão General de mar e terra desta capitania. Bahia 10 de Outubro de 1767. monocromático, nanquim, com nota explicativa, com rosa dos ventos, escala em palmos, papel tecido, bom estado, medindo 20,5cm x 34cm. (copia posterior)[1]

Planta e fachada do fortinho de S. Tiago, que está situado dentro da Villa da Vitória, capital da capitania do Espírito Santo (...) Está inteiramente inútil este fortinho: e por isso o não consertou, nem reparou  o capitão Engenheiro José Antônio Caldas, que foi mandado, no ano de 1764, a cuidar dos reparos das fortalezas dadita capitania, ele tirou esta planta e a copiou João Crizostomo de Sousa, praticante do numero da aula régia de fortificações que acompanhou o dito capitão lente nesta diligencia a que foi mandado a dita capitania pelo Illmo e Exmo Sr. Conde de Azambuja Governador e Capitão General desta capitania da Bahia 5 de Outubro de 1767. Colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, com nota explicativa, escala em palmos, papel canson, 21,5cm x 33,5cm[2].

Notas

  1. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 05.27.1164
  2. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 06.01.1165

Fontes

Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx)

Bibliografia

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

Citar este artigo