Joaquim Xavier de Brito

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Joaquim Xavier de Brito
Nome completo Joaquim Norberto Xavier de Brito
Outras Grafias valor desconhecido
Pai valor desconhecido
Mãe valor desconhecido
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento 1774
Lisboa, Lisboa, Portugal
Morte 17 julho 1843
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Sexo Masculino
Religião Cristã
Residência
Residência Lisboa, Lisboa, Portugal
Data Início: 1774
Fim: 1815

Residência Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Data Início: 1815
Fim: 1819

Residência Açores, Portugal
Data Início: 1819
Fim: 1820
Formação
Formação Engenharia Militar

Formação Engenharia Militar
Instituição de Formação Academia Real de Fortificação, Artilharia e Desenho
Local de Formação Lisboa, Portugal
Postos
Posto 2º Tenente
Data Início: 1796
Fim: 1800
Arma Engenharia

Posto Tenente
Data Início: 1800
Fim: 1805
Arma Engenharia

Posto Capitão Engenheiro
Data Início: 1805
Fim: 1807
Arma Engenharia

Posto Major
Data Início: 1807
Fim: 1815
Arma Engenharia

Posto Coronel
Data Início: 1817
Fim: 1822
Arma Engenharia

Data Início: 1820
Fim: 1821
Arma Engenharia
Cargos
Cargo Director
Data Início: 1821
Actividade
Actividade Acompanhamento de obra
Data Fim: 1815
Local de Actividade Lisboa, Lisboa, Portugal

Actividade Desenho de fortificação
Data Fim: 1815
Local de Actividade Lisboa, Lisboa, Portugal

Actividade Campanha militar
Data Início: 1822
Local de Actividade Brasil

Actividade Acompanhamento de obra
Data Início: 1819
Local de Actividade Açores, Portugal

Actividade Desenho de fortificação
Data Início: 1819
Local de Actividade Açores, Portugal


Biografia

Dados biográficos

Joaquim Norberto Xavier De Brito nasceu em Lisboa, em 1774 e faleceu no Rio de Janeiro em 17 de Julho de 1843, sendo sepultado no Convento de Santo Antônio[1].

Carreira

Cursou a Academia Real de Marinha de Lisboa e a de Academia Real de Fortificação, Artilharia e Desenho de Lisboa. Sua carreira militar foi a seguinte: Segundo-Tenente, em 4 de Dezembro de 1796; Primeiro-Tenente em 23 de Setembro de 1800; Capitão, em 26 de Março de 1805; Major,em 3 de Novembro de 1807; Tenente-Coronel, em 22 de Junho de 1815; Coronel, em 25 de Abril de 1817; Brigadeiro Graduado, em 24 de Junho de 1822 e efetivo, em 12 de Outubro de 1824; Marechal de Campo Graduado, em 18 de Outubro de 1829, e efetivo, em 12 de Setembro de 1837.

Serviu, em Portugal, sob as ordens do Duque de Lafões, no Arquivo Militar e na construção das fortificações de Lisboa, no período da invasão francesa.

Veio para o Brasil, já Tenente-Coronel, como integrante da Divisão dos Voluntários Reais, comandada pelo General Carlos Frederico Lecór.

Foi transferido para o Corpo de Engenheiros em 13 de Agosto de 1819, sendo empregado na Ilha dos Açores, como encarregado das obras das Fortalezas.

De regresso ao Brasil, em 1820, foi nomeado Inspetor das Fronteiras do Rio Grande do Sul.

Em 14 de Abril de 1821 foi nomeado Comandante do Corpo de Engenheiros e Diretor do Arquivo Militar.

Declarado o Brasil independente, continuou a servir em nosso país, depois de ter jurado a Constituição do Império.

Em 24 de Outubro de 1832, a Regência o nomeou vogal do Conselho Supremo Militar.

Reformado em 19 de Agosto de 1842[1].

Outras informações

Obras

Notas

  1. 1,0 1,1 Tavares, A Engenharia Militar Portuguesa na Construção do Brasil, 153-154

Fontes

Bibliografia

Tavares, Gen. Aurelio de Lyra. A Engenharia Militar Portuguesa na Construção do Brasil. Rio de Janeiro: Estado-Maior do Exército, 1965.

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

Beatriz Bueno

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

Citar este artigo