José Araújo Feio

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


José Araújo Feio
Nome completo José Cordeiro de Araújo Feio
Outras Grafias Jose de Araujo Cordeiro Feyo
Pai Daniel Cordeiro de Araújo Feio
Mãe Mariana Cordeiro de Araújo Feio
Cônjuge Henriqueta Luísa Nogueira
Filho(s) Leonor Cordeiro Feio
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento valor desconhecido
Santarém, Santarém, Portugal
Morte 5 outubro 1885
Angola
Sexo Masculino
Religião Cristã
Cargos
Cargo Desenhador
Data Início: 20 de março de 1854
Fim: 03 de janeiro de 1877

Cargo Condutor de 2ª classe
Data Início: 1869
Fim: 03 de janeiro de 1877

Cargo Condutor de 1ª classe
Data Início: 03 de janeiro de 1877
Fim: 1880

Cargo Condutor de 1ª classe
Data Início: 02 de julho de 1881
Fim: 05 de outubro de 1885
Actividade
Actividade Desenho hidrográfico
Data Início: 1856
Fim: 1859
Local de Actividade Coimbra, Portugal

Actividade Desenho cartográfico
Data Início: dezembro de 1861
Fim: 1867

Actividade Desenho urbano
Data Início: 1877
Fim: 1879
Local de Actividade Angola


Biografia

Dados biográficos

José Cordeiro de Araújo Feio nasceu entre 1829 e 1830 em São Salvador, Santarém. Era filho de Daniel Cordeiro de Araújo Feio e Mariana Cordeiro de Araújo Feio[1].

Contraiu matrimónio com Henriqueta Luísa Nogueira em 11 de Março de 1854[1] com quem teve uma filha, Leonor Cordeiro Feio[2].

Faleceu em 5 de Outubro de 1885 em serviço na estrada do Dondo a Cazengo em Angola[3].

Carreira

No início da sua carreira desempenhou funções de desenhador junto da Direcção das Obras Públicas da província do Alentejo onde se apresentou em 20 de Março de 1854. Seria colocado inicialmente junto dos trabalhos de construção da estrada de Elvas[4], contudo, e apesar de deter conhecimentos de aritmética, pela falta de domínio no desenho e no uso de escalas foi colocado junto de outro desenhador, António José de Sousa, de forma a adquirir essa prática[5].

Colaborou na Comissão Hidrográfica na Figueira da Foz ficando encarregue do levantamento da carta hidrográfica do porto e da barra daquela localidade[6] sob a direcção de Francisco Pereira da Silva e de Filipe Folque, entre 1856 e 1859, pelo menos[7][8][9][10]. Entre Dezembro de 1861 e 1867[11], esteve como desenhador ao serviço da Comissão Geológica do Reino (CGR), criada em 1857 com a incumbência de elaborar o mapa geológico de Portugal continental e enquadrada como secção na Direcção Geral dos Trabalhos Geodésicos, Corográficos, Hidrográficos e Geológicos[12]. Passou ao corpo auxiliar de condutores de engenharia civil como condutor de 3ª classe em 9 de Fevereiro de 1865[13]. Em 1862, obteve formação em fotografia junto do gabinete fotográfico da CGR "durante alguns meses vindo a revelar-se, segundo a Comissão, um verdadeiro artista nesta área"[14]. Posteriormente, efectuou vários trabalhos de reprodução de linhas de costa e de campo em fotografia e desenho[15], bem como outros trabalhos de desenho e gravação de cartas, algumas delas utilizadas na Exposição Universal de Paris de 1867[16].

Com a constituição da Direcção Geral dos Trabalhos Geodésicos, Topográficos, Hidrográficos e Geológicos do Reino em 1869[17], esteve como desenhador e condutor de 2ª classe da 5ª secção, responsável pelos estudos geológicos, até à sua ida para o Império em 1877[18][19][20]. Ainda em 1869, dada a sua especialização em desenho cartográfico, foi requisitado pelo Depósito Geral da Guerra para realizar cópias de mapas da linha de costa, da carta geológica e do reconhecimento geológico do Reino[21].

Foi nomeado condutor de 1ª classe para integrar a Direcção das Obras Públicas de Angola dirigida por Manuel Rafael Gorjão em 3 de Janeiro de 1877[22]. Durante a sua comissão realizou trabalhos de campo no conselho de Ambriz e levantou as plantas de Luanda, Moçâmedes e Benguela, tendo dirigido os planos de planimetria e nivelamento naquela última cidade e suas cercanias. Esteve responsável por demarcações de terrenos no concelho de Novo Redondo e no concelho do Egipto, no districto de Benguela. Nesta última região assumiu a chefia da circunscripção das obras públicas pelo menos em 1879[23][24].

Finda a comissão no Império, retomou ao Reino e foi colocado como condutor de 1ª classe no Ministério das Obras Públicas, Comércio e Indústria, mas prontamente requereu o seu retorno às obras públicas de Angola em Dezembro de 1880[25]. Tendo o pedido sido aceite, recebeu guia de apresentação no Ministério da Marinha em 2 de Julho de 1881[26].

Após ter sido diagnosticado de reumatismo pela Junta de Saúde deslocou-se com licença de Luanda para Lisboa em 16 de Agosto de 1884[27]. Nesta viagem transportava fósseis recolhidos em Benguela que entregou junto da Sociedade de Geografia de Lisboa. Ainda regressou a Angola com o intuito de remeter outros espécimes semelhantes, mas foi impedido pelo seu falecimento[28].

Obras

Obras realizadas no Império:

Trabalhos de campo no conselho de Ambriz (1877-1879).

Plantas de Luanda, Moçâmedes e Benguela (1877-1879).

Planimetria e nivelamento de Benguela e cercanias (1877-1879).


Obras cartográficas em arquivo na Biblioteca Nacional de Portugal:

Planta provisoria dos campos inundados pelas máximas cheias do Mondego seus afluentes e vallas: desde Coimbra até á sua Foz na villa da Figueira... / Levantada sob a direcção de conselheiro F. Folque; por F. M. P. da Silva; Des. J. C. d'A Feio; Dinne G. Escala 1:50000. Preto e Branco, 57,00x93,00 cm, em folha de 68,00x105,50 cm. [Lisboa]: Direcção Geral dos Trabalhos Geodésicos, Corográficos e Hidrográficos do Reino, 1859.

Planta provisoria dos campos inundados pelas máximas cheias do Mondego seus afluentes e vallas desde Coimbra até à sua foz na villa da Figueira: para servir de base às disposições do 20 arto. 30 da Lei de 12 de Agosto de 1856 / Levantada sob a dir. do conselheiro F. Folque, Brig. Grad. Dir Ger. dos Trab. Geod. Chorog. e Hydrog. do Reino, pelo chefe da secção hydrog. e Cap. Ten. da Armada F. M. P. da Silva e mais oficiaes que o coadjuvaram, 1858; gravada no depósito dos trabalhos geodésicos do Reino sob a direcção do conselheiro de F. Folque; J. C. d' A Feio Dex; Dinne G. Escala 1:50000. Preto e branco, 57,50x93,50 cm, em folha de 69,00x101,00 cm. [Lisboa]: Depósito dos Trabalhos Geodésicos do Reino, 1859.

Perspectiva geológica da costa marítima ao norte e sul da foz do Tejo / Des. Feio; Grav. Michellis. Atlas, 14 f., 13 dos quais com perfil. Litografia, preto e branco, 31x45cm. [Lisboa]: Comissão Geológica de Portugal, [1858-1866].

Carta Geológica de Portugal. Levantada pelos engenheiros chefe e adjunto da 5ª secção da Direcção Geral dos Trabalhos Geodésio, Carlos Ribeiro e Joaquim Fillipe Nery Delgado, encarregados dos estudos geológicos; Grav. Feio e Samora; Estampada no prelo mecânico na secção cartográfica da Direcção-Geral dos Trabalhos Geodésicos, no ano 1877, pelo primeiro estampador João Rudin chefe do serviço litográfico da referida secção e F. J. de S. Pavia segundo estampador. Escala 1:500000. Colorido, 120x80 cm. Lisboa: Direcção Geral dos Trabalhos Geodésicos, 1876.

Notas

  1. 1,0 1,1 Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Paróquia de Santa Isabel. Registos de casamento. Registos de casamento 1853/1859. Liv. C15, fls. 18-19.
  2. Anúncio, 22 de Junho de 1885, Diário do Governo, no. 138, 25 de Junho de 1885, 1713.
  3. Arquivo Histórico Ultramarino. 763,2. 1D. MU. Cx. 1891-1929. Processos Individuais. ANG. José Cordeiro de Araújo Feio. Ofício n.º 154 do Governo Geral da província de Angola ao Ministério da Marinha e Ultramar. Luanda, 13 de Abril de 1885.
  4. Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Ofício n.º 8 do Director das Obras Públicas da província do Alentejo ao Barão da Luz. Estremoz, 12 de Fevereiro de 1854.
  5. Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Ofício n.º 14 do Director das Obras Públicas da província do Alentejo ao Barão da Luz. Montemor-o-Novo, 13 de Abril de 1854.
  6. Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Requerimento. Lisboa, 20 de Outubro de 1856.
  7. Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Ofício do Director Geral dos Trabalhos Geodésicos, Topográficos, Hidrográficos e Geológicos do Reino ao Visconde da Luz. Lisboa, 22 de Outubro de 1856.
  8. Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Requerimento de José Cordeiro Araújo Feio. Figueira, 8 de Fevereiro de 1858.
  9. Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Ofício de Francisco Maria Pereira da Silva ao Visconde da Luz. Porto da Figueira, 24 de Abril de 1856.
  10. Planta provisória dos campos inundados pelas máximas cheias do Mondego seus afluentes e vallas: desde Coimbra até á sua Foz na villa da Figueira... / Levantada sob a direcção de conselheiro F. Folque; por F. M. P. da Silva; Des. J. C. d'A Feio; Dinne G. Escala 1:50000. Preto e Branco, 57,00x93,00 cm, em folha de 68,00x105,50 cm. [Lisboa]: Direcção Geral dos Trabalhos Geodésicos, Corográficos e Hidrográficos do Reino, 1859.
  11. Leitão, "Assentar a primeira pedra", 170.
  12. Leitão, "Assentar a primeira pedra", 82-83; 99; 217 e ss.
  13. Decreto de 9 de Fevereiro de 1865, Diário do Governo, no. 36, 14 de Fevereiro de 1865, 393-394.
  14. Leitão, "Assentar a primeira pedra", 165.
  15. Leitão, "Assentar a primeira pedra", 171-172; 175-176; 180.
  16. Leitão, "Assentar a primeira pedra", 170; 176; 195-196; 208; 211; 213. Para os trabalhos realizados entre 1866 e 1867 vide, Geográfico, Relatorio dos trabalhos executados, 19.
  17. Leitão, "Assentar a primeira pedra", 253.
  18. Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Ofício n.º 383 do Director Geral dos Trabalhos Geodésicos, Topográficos, Hidrográficos e Geológicos ao Ministro e Secretário de Estados dos Negócios das Obras Públicas, Comércio e Indústria. [Lisboa], 8 de Fevereiro de 1877.
  19. Arquivo Histórico Ultramarino. 763,2. 1D. MU. Cx. 1891-1929. Processos Individuais. ANG. José Cordeiro de Araújo Feio. Ofício de Francisco Maria Pereira da Silva, Director Geral dos Trabalhos Geodésicos, Topográficos, Hidrográficos e Geológicos do Reino. [Lisboa], 9 de Janeiro de 1877.
  20. Communicações da Direcção, 4:X.
  21. Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Ofício n.º 33 do Director Geral do Depósito Geral da Guerra ao Director Interino das Obras Públicas e Minas. [Lisboa], 6 de Abril de 1869.
  22. Portaria de 3 de Janeiro de 1877, Diário do Governo, no. 16, 20 de Janeiro de 1877, 124.
  23. "Relação do pessoal technico das obras publicas em 1879", 764.
  24. Arquivo Histórico Ultramarino. 763,2. 1D. MU. Cx. 1891-1929. Processos Individuais. ANG. José Cordeiro de Araújo Feio. Nota dos trabalhos feitos na Provincia d'Angola por Jose Cordeiro d'Araujo Feio, conductor de 1ª classe do Ministerio das O. Publicas.
  25. Arquivo Histórico Ultramarino. 763,2. 1D. MU. Cx. 1891-1929. Processos Individuais. ANG. José Cordeiro de Araújo Feio. Requerimento de José Cordeiro de Araújo Feio. Lisboa, 24 de Dezembro de 1880.
  26. Arquivo Histórico Ultramarino. 763,2. 1D. MU. Cx. 1891-1929. Processos Individuais. ANG. José Cordeiro de Araújo Feio. Ofício n.º 778 do Director Geral das Obras Públicas, Comércio e Indústria ao Director Geral do Ultramar. Lisboa, 2 de Julho de 1881.
  27. Arquivo Histórico Ultramarino. 763,2. 1D. MU. Cx. 1891-1929. Processos Individuais. ANG. José Cordeiro de Araújo Feio. Guia n.º 137. Luanda, 16 de Agosto de 1884.
  28. Choffat, "Dos terrenos sedimnetares da Africa Portugueza", 145.

Fontes

Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Ofício de Francisco Maria Pereira da Silva ao Visconde da Luz. Porto da Figueira, 24 de Abril de 1856.

Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Ofício n.º 8 do Director das Obras Públicas da província do Alentejo ao Barão da Luz. Estremoz, 12 de Fevereiro de 1854.

Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Ofício n.º 14 do Director das Obras Públicas da província do Alentejo ao Barão da Luz. Montemor-o-Novo, 13 de Abril de 1854.

Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Ofício do Director Geral dos Trabalhos Geodésicos, Topográficos, Hidrográficos e Geológicos do Reino ao Visconde da Luz. Lisboa, 22 de Outubro de 1856.

Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Ofício n.º 33 do Director Geral do Depósito Geral da Guerra ao Director Interino das Obras Públicas e Minas. [Lisboa], 6 de Abril de 1869.

Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Ofício n.º 383 do Director Geral dos Trabalhos Geodésicos, Topográficos, Hidrográficos e Geológicos ao Ministro e Secretário de Estados dos Negócios das Obras Públicas, Comércio e Indústria. [Lisboa], 8 de Fevereiro de 1877.

Acervo Infraestruturas, Transportes e Comunicações. Processos Individuais de Funcionários. PI-Cx. 59, proc. 45. Feio, José Cordeiro Araújo. Requerimento de José Cordeiro Araújo Feio. Figueira, 8 de Fevereiro de 1858.

Anúncio, 22 de Junho de 1885, Diário do Governo, no. 138, 25 de Junho de 1885, 1713.

Arquivo Histórico Ultramarino. 763,2. 1D. MU. Cx. 1891-1929. Processos Individuais. ANG. José Cordeiro de Araújo Feio. Guia n.º 137. Luanda, 16 de Agosto de 1884.

Arquivo Histórico Ultramarino. 763,2. 1D. MU. Cx. 1891-1929. Processos Individuais. ANG. José Cordeiro de Araújo Feio. Nota dos trabalhos feitos na Provincia d'Angola por Jose Cordeiro d'Araujo Feio, conductor de 1ª classe do Ministerio das O. Publicas.

Arquivo Histórico Ultramarino. 763,2. 1D. MU. Cx. 1891-1929. Processos Individuais. ANG. José Cordeiro de Araújo Feio. Ofício de Francisco Maria Pereira da Silva, Director Geral dos Trabalhos Geodésicos, Topográficos, Hidrográficos e Geológicos do Reino. [Lisboa], 9 de Janeiro de 1877.

Arquivo Histórico Ultramarino. 763,2. 1D. MU. Cx. 1891-1929. Processos Individuais. ANG. José Cordeiro de Araújo Feio. Ofício n.º 154 do Governo Geral da província de Angola ao Ministério da Marinha e Ultramar. Luanda, 13 de Abril de 1885.

Arquivo Histórico Ultramarino. 763,2. 1D. MU. Cx. 1891-1929. Processos Individuais. ANG. José Cordeiro de Araújo Feio. Ofício n.º 778 do Director Geral das Obras Públicas, Comércio e Indústria ao Director Geral do Ultramar. Lisboa, 2 de Julho de 1881.

Arquivo Histórico Ultramarino. 763,2. 1D. MU. Cx. 1891-1929. Processos Individuais. ANG. José Cordeiro de Araújo Feio. Requerimento de José Cordeiro de Araújo Feio. Lisboa, 24 de Dezembro de 1880.

Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Paróquia de Santa Isabel. Registos de casamento. Registos de casamento 1853/1859. Liv. C15, fls. 18-19.

Biblioteca Nacional de Portugal. Cartografia. C. A. 54 V. Perspectiva geológica da costa marítima ao norte e sul da foz do Tejo / Des. Feio; Grav. Michellis. Atlas, 14 f., 13 dos quais com perfil. Litografia, preto e branco, 31x45cm. [Lisboa]: Comissão Geológica de Portugal, [1858-1866].

Biblioteca Nacional de Portugal. Cartografia. C. C. 1021 R. Planta provisoria dos campos inundados pelas máximas cheias do Mondego seus afluentes e vallas desde Coimbra até à sua foz na villa da Figueira: para servir de base às disposições do 20 arto. 30 da Lei de 12 de Agosto de 1856 / Levantada sob a dir. do conselheiro F. Folque, Brig. Grad. Dir Ger. dos Trab. Geod. Chorog. e Hydrog. do Reino, pelo chefe da secção hydrog. e Cap. Ten. da Armada F. M. P. da Silva e mais oficiaes que o coadjuvaram, 1858; gravada no depósito dos trabalhos geodésicos do Reino sob a direcção do conselheiro de F. Folque; J. C. d' A Feio Dex; Dinne G. Escala 1:50000. Preto e branco, 57,50x93,50 cm, em folha de 69,00x101,00 cm. [Lisboa]: Depósito dos Trabalhos Geodésicos do Reino, 1859.

Biblioteca Nacional de Portugal. Cartografia. C. C. 1063 R. Planta provisoria dos campos inundados pelas máximas cheias do Mondego seus afluentes e vallas: desde Coimbra até á sua Foz na villa da Figueira... / Levantada sob a direcção de conselheiro F. Folque; por F. M. P. da Silva; Des. J. C. d'A Feio; Dinne G. Escala 1:50000. Preto e Branco, 57,00x93,00 cm, em folha de 68,00x105,50 cm. [Lisboa]: Direcção Geral dos Trabalhos Geodésicos, Corográficos e Hidrográficos do Reino, 1859.

Biblioteca Nacional de Portugal. Cartografia. C. Par. 70. Carta Geológica de Portugal. Levantada pelos engenheiros chefe e adjunto da 5ª secção da Direcção Geral dos Trabalhos Geodésio, Carlos Ribeiro e Joaquim Fillipe Nery Delgado, encarregados dos estudos geológicos; Grav. Feio e Samora; Estampada no prelo mecânico na secção cartográfica da Direcção-Geral dos Trabalhos Geodésicos, no ano 1877, pelo primeiro estampador João Rudin chefe do serviço litográfico da referida secção e F. J. de S. Pavia segundo estampador. Escala 1:500000. Colorido, 120x80 cm. Lisboa: Direcção Geral dos Trabalhos Geodésicos, 1876.

Decreto de 9 de Fevereiro de 1865, Diário do Governo, no. 36, 14 de Fevereiro de 1865, 393-394.

Portaria de 3 de Janeiro de 1877, Diário do Governo, no. 16, 20 de Janeiro de 1877, 124.

Bibliografia

Chouffat, Paul. "Dos terrenos sedimentares da Africa Portugueza e considerações sobre a geologia d'este continente". Boletim da Sociedade de Geographia de Lisboa 7, no. 2 (1887): 143-150.

Communicações da Direcção dos Serviços Geologicos de Portugal, Tomo 4. Lisboa: Typographia da Academia Real das Sciencias, 1900-1901.

Geográfico, Instituto. Relatorio dos trabalhos executados no Instituto Geographico durante o anno economico de 1866-1867. Lisboa: Imprensa Nacional, 1868.

Ribeiro, Manuel Ferreira. "Relação do pessoal technico das obras publicas em 1879". Em As Conferencias e o Itinerario do viajante Serpa Pinto atravez das terras da Africa Austral nos limites das provincias de Angola e Moçambique. Junho a Dezembro de 1878. Estudo critico e documentado contendo duas cartas geographicas por Manuel Ferreira Ribeiro, 761-765. Lisboa: Typographia Nova Minerva, 1879.

Leitão, Vanda Maria Viana Soares. "Assentar a primeira pedra: As primeiras Comissões Geológicas portuguesas (1848-1868)". Tese de Doutoramento, Universidade Nova de Lisboa, 2004.

Autor(es) do artigo

João de Almeida Barata

https://orcid.org/0000-0001-9048-0447

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

Citar este artigo

Almeida Barata, João de. "José Araújo Feio", in eViterbo. Lisboa: CHAM - Centro de Humanidades, FCSH, Universidade Nova de Lisboa, 2022. (última modificação: 25/06/2024). Consultado a 23 de julho de 2024, em https://eviterbo.fcsh.unl.pt/wiki/Jos%C3%A9_Ara%C3%BAjo_Feio. DOI: []