José Fortunato de Castro

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


José Fortunato de Castro
Nome completo José Fortunato de Castro
Outras Grafias valor desconhecido
Pai valor desconhecido
Mãe valor desconhecido
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento valor desconhecido
Morte valor desconhecido
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido
Formação
Data Início: 24 de outubro de 1876
Local de Formação Lisboa, Lisboa, Portugal
Postos
Posto Alferes
Data Início: 02 de agosto de 1875
Fim: 05 de março de 1880
Arma Artilharia

Posto Alferes
Data Início: 05 de março de 1880
Fim: 18 de janeiro de 1882
Arma Engenharia

Posto Tenente
Data Início: 18 de janeiro de 1882
Fim: 03 de dezembro de 1884
Arma Engenharia
Cargos
Cargo Director
Data Início: dezembro de 1884
Actividade
Actividade Regulamentação
Data Início: 06 de abril de 1885
Fim: 06 de abril de 1885
Local de Actividade São Tomé e Príncipe

Actividade Inventariação
Data Início: 10 de maio de 1886
Fim: 10 de maio de 1886
Local de Actividade São Tomé e Príncipe

Actividade Acompanhamento de obra
Data Início: 28 de dezembro de 1886
Fim: 28 de dezembro de 1886
Local de Actividade São Tomé, São Tomé e Príncipe

Actividade Regulamentação
Data Início: 06 de maio de 1887
Fim: 06 de maio de 1887
Local de Actividade São Tomé, São Tomé e Príncipe

Actividade Inspecção
Data Início: 15 de novembro de 1890
Fim: 15 de novembro de 1890
Local de Actividade São Tomé, São Tomé e Príncipe

Biografia

Dados biográficos

Desconhece-se a data e o local de nascimento e falecimento de José Fortunato de Castro.

Carreira

Entrou como praça voluntária no Regimento de Artilharia nº 1 em 3 de Agosto de 1873. Foi alferes aluno na arma de Artilharia, por decreto de 2 de Agosto de 1875, tendo sido colocado no Regimento de Artilharia nº 1 pela Ordem do Exército no. 21 de 18 de Agosto de 1875. Matriculou-se na Escola do Exército em 24 de Outubro de 1876.

Foi promovido a alferes por decreto de 7 de Janeiro de 1880 e colocado no Regimento de Infantaria nº 16. Por determinação do Ministério da Guerra de 5 de Março de 1880, foi mandado apresentar-se na Direcção Geral de Engenharia a fim de fazer serviço na respectiva arma nos termos da Carta de Lei de 26 de Maio de 1871. Cumpriu o serviço da arma no Batalhão de Engenharia por ordem no. 1819 de 15 de Março de 1880. Passou a servir na Inspecção de Engenharia da 3ª Divisão Militar por ordem de 5 de Julho de 1881. Recebeu promoção ao posto de tenente na arma de Engenharia por decreto de 18 de Janeiro de 1882. Foi colocado no Regimento de Engenharia por determinação da Ordem do Exército no. 21 de 3 de Novembro de 1884. Por decreto de 3 de Dezembro de 1884, Ordem do Exército no. 24 de 19 de Dezembro desse ano, foi promovido a capitão sem prejuízo dos oficiais mais antigos da sua classe e arma.

Em finais de 1884, ocupou o cargo de director da Direcção das Obras Públicas de São Tomé e Príncipe (Boletim Official do Governo da Província de S. Thomé e Príncipe, no. 51, 20 de Dezembro de 1884). Encontrava-se presente na Direcção das Obras Públicas de São Tomé e Príncipe em 24 de Janeiro de 1885 (Portaria provincial no. 19 (24 de Janeiro de 1885), Boletim Official do Governo da Província de S. Thomé e Príncipe, no. 5, 31 de Janeiro de 1885).

Foi vogal da comissão para elaboração dos regulamento postais, nomeada pela portaria provincial no. 81 de 6 de Abril de 1885 (Boletim Official do Governo da Província de S. Thomé e Príncipe, no. 15, Abril de 1885). Presidiu à comissão para inventariar o depósito geral das Obras Publicas, nomeada pela portaria provincial no. 121 de 10 de Maio de 1886 (Boletim Official do Governo da Província de S. Thomé e Príncipe, no. 20, 15 de Maio de 1886). Pertenceu, na qualidade de vogal, à comissão central de estatística nomeada pela portaria provincial no. 274 de 1 de Outubro de 1886 (Boletim Official do Governo da Província de S. Thomé e Príncipe, no. 40, 2 de Outubro de 1886). Foi vogal da comissão nomeada para proceder aos estudos necessários para o estabelecimento de faróis na Baía de Ana Chaves, constituída pela portaria provincial no. 342 de 28 de Dezembro de 1886 (Boletim Official do Governo da Província de S. Thomé e Príncipe, no. 1, 1 de Janeiro de 1887).

Foi presidente da comissão para a regulamentação do serviço da montagem dos telefones nomeada pela portaria provincial no. 71 de 6 de Maio de 1887 (Boletim Official do Governo da Província de S. Thomé e Príncipe, no. 19, 17 de Maio de 1887). Presidiu à comissão de inspecção do Quartel da Polícia nomeada pela portaria provincial no. 230 de 15 de Novembro de 1888 (Boletim Official do Governo da Província de S. Thomé e Príncipe, no. 45, 17 de Novembro de 1888). Foi vogal da comissão nomeada para a elaboração de um regulamento interno do serviço telefónico nomeada por portaria provincial no. 118 de 15 de Abril de 1890 (Boletim Official do Governo da Província de S. Thomé e Príncipe, no. 16, 19 de Abril de 1890)[1].

Outras informações

Recebeu a medalha militar de prata de comportamento exemplar em 22 de Setembro de 1889 (Ordem do Exército no. 187 (22 de Setembro de 1889), Boletim Official do Governo da Província de S. Thomé e Príncipe, no. 39, 28 de Setembro de 1889).

Notas

  1. Arquivo Histórico de São Tomé e Príncipe. Repertório Simples do Fundo Arquivístico: Câmara Municipal de São Tomé e Príncipe. "Livro de registo de pessoal técnico e de administração (1886-1890)", fl. 1.

Fontes

Arquivo Histórico de São Tomé e Príncipe. Repertório Simples do Fundo Arquivístico: Câmara Municipal de São Tomé e Príncipe. "Livro de registo de pessoal técnico e de administração (1886-1890)", fl. 1.

Arquivo Histórico Ultramarino. N. Ordem 905. 1N. SEMU. DGU. "Livro 1880-1892 Registo de Pessoal das Obras Públicas ULT", 8.

Autor(es) do artigo

Mafalda Pacheco

CHAM - Centro de Humanidades, FCSH, Universidade Nova de Lisboa

https://orcid.org/0000-0002-1091-6325

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

https://doi.org/10.34619/bmpr-862m

Citar este artigo

Pacheco, Mafalda. "José Fortunato de Castro", in eViterbo. Lisboa: CHAM - Centro de Humanidades, FCSH, Universidade Nova de Lisboa, 2022. (última modificação: 11/07/2024). Consultado a 25 de julho de 2024, em https://eviterbo.fcsh.unl.pt/wiki/Jos%C3%A9_Fortunato_de_Castro. DOI: https://doi.org/10.34619/bmpr-862m