Máximo Paulino dos Reis

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Máximo Paulino dos Reis
Outras Grafias EQUAL
Nascimento 1781
[[Penafiel]]
Morte 1866 (85 anos)
Sexo masculino

Biografia

Dados biográficos

Nascido em Penafiel em 1781, Máximo Paulino dos Reis veio para Lisboa depois de um incêndio, e aí aprendeu a desenhar na Aula do Castelo com António Fernandes Rodrigues e a pintar miniaturas com José da Cunha Taborda. Por volta de 1802 foi para Roma, protegido por Alexandre de Sousa Holstein, e em 1804 obteve uma pensão do príncipe regente, que recebeu até à invasão dos franceses em Roma. Em 1812 pediu um passaporte e só obteve para Tunes, para onde partiu em 1813[1].

Regressado a Lisboa, por volta de 1814, obteve do rei, por intercessão do Visconde de Santarém, uma pensão de 600 rs. para pintar no Palácio da Ajuda[2].

Carreira

Em 1815 era pintor de História nas obras do Real Paço da Ajuda[3]. Dez anos depois escreveu a pedir um aumento do ordenado[4].

Outras informações

Obras


Referências bibliográficas

  1. Viterbo, Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal, 120-121.
  2. Machado, Collecção de memórias, relativas às vidas dos pintores, e escultores, architetos, e gravadores portuguezes, e dos estrangeiros, que estiverão em Portugal recolhidas...", 154-155.
  3. Viterbo, Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal (3ª série), 82.
  4. Viterbo, Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal (3ª série), 127.

Bibliografia e Fontes

  • Araújo, Agostinho. "Sobre alguns enquadramentos da carreira do pintor Máximo Paulino dos Reis." Anais: série História. XI-XII (2008): 15-46.
  • As artes ao serviço da nação: 40º aniversário da Revolução Nacional. Lisboa: Museu de Arte Popular, 1966.
  • França, José-Augusto. A Arte em Portugal no Século XIX. Lisboa: Bertrand, 1966.
  • Machado, Cirilo Volkmar. Collecção de memórias, relativas às vidas dos pintores, e escultores, architetos, e gravadores portuguezes, e dos estrangeiros, que estiverão em Portugal recolhidas e ordenadas por Cyrillo Volkmar Machado, pintor ao serviço de S. Magestade o senhor D. João VI. Lisboa: Imprensa de Victorino Rodrigues da Silva, 1823.
  • Viterbo, Francisco de Sousa. Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1903.
  • Viterbo, Francisco de Sousa. Notícia de Alguns Pintores Portuguezes e de outros que sendo estrangeiros exerceram a sua arte em Portugal. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1911 (3ª série).

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

DOI

Citar este artigo