Manuel Vieira Leão

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Manuel Vieira Leão
Nome completo Manuel Vieira Leão
Outras Grafias Manoel Vieyra Leão
Pai valor desconhecido
Mãe valor desconhecido
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento valor desconhecido
Morte valor desconhecido
Religião valor desconhecido


Biografia

Dados biográficos

Carreira

Outras informações

Obras

No Arquivo Histórico do Exército, no Rio de Janeiro, constam as seguintes obras de sua autoria:

Planta da Praça Nova da Colônia do Santíssimo Sacramento elevada por Jozé Custódio de Sá, Coronel de Infantaria e Manoel Vieyra Leão, Capitão do Regimento de Artilharia, em o ano de 1753. Colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, com nota  explicativa, com rosa dos ventos, escala em braças, papel canson, telado, 37,5cm x 26,5cm[1].

Planta do Rio da Prata tirada por Jozé Custódio de Sá e Faria, Coronel de Infantaria e Manoel Vieyra Leão, Capitão do Regimento da Artilharia da Guarnição do Rio de Janeiro, que a desenhou em o ano de 1764. Colorida, nanquim, aquarela, tinta colorida, com rosa dos ventos, escala em léguas, papel canson, telado, 36,5 cm x 26,5 cm[2].

Planta da Fortaleza da Barra do Sul na Ilha de Santa Catharina Tira (sic) por Jozé Custódio de Sá. Coronel de Infantaria da Guarnição do Rio de Janeiro e desenhada pelo Manoel Vieyra Leão, capitão da artilharia da mesma guarnição em 1764. Colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, com nota explicativa, com rosa dos ventos, escala em palmos, papel canson telado, 39cm x 28cm[3].

Planta da ilha de Santa Catharina e a costa da terra firme que compreende a mesma ilha tirada por Jozé Custódio de Sá e Faria, Coronel de Infantaria da Guarnição do Rio de Janeiro e desenhada por Manoel Vieyra Leão, Capitão do regimento da Artilharia da mesma guarnição em Janeiro de 1764 Sua Latitude na Vila de N. Sra do Desterro é de 27º.26’.30’’ a variação da agulha é de 10º.45’. Colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, com nota explicativa, com rosa dos ventos, escala em léguas, papel canson telado, 37cm x 26cm[4].

Plantas das Fortalezas da Ponta do Estreito e da Praia de Fora feitas por José Custódio de Sá, Coronel de Infantaria da Guarnição do Rio de Janeiro e desenhadas por Manoel Vieira Leão, Capitão da Artilharia e da mesma guarnição em o não de 1764, colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, com legenda, com rosa dos ventos, escala em palmos, papel canson, 35cm x 24,5cm[5].

Plantas das Fortalezas da Ponta Grossa e da Ilha dos Ratones na Ilha de Santa Catharina tiradas por José Custódio de Sá Coronel de Infantaria da Guarnição do Rio de Janeiro e desenhadas por Manoel Vieira Leão, Capitão da artilharia e da mesma guarnição em 1764. (copia) colorido, nanquim, aquarela, com legenda, escala em palmos, com rosa dos ventos, papel vegetal, 35cm x 24cm[6].

Carta Topográfica da Capitania do Rio de Janeiro. Autor: Sargento Mor Manoel Vieyra Leão, 1767. Cópia impressa, monocromático, com nota explicativa, com legenda, escala em léguas, papel comum, 36cm x 28cm[7].

Plano da Costa desde o Estreito da Ilha de Santa Catharina até a Villa de Guaratuba. Autor: Sargento Mor Manoel Vieira Leão, 1778. Copiado pelo Cap Antonio Vilella de Castro Tavares em 1873, colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, com nota explicativa, com rosa dos ventos, escala em léguas, papel canson telado, bom estado, medindo 100,5cm x 45cm[8].

Plano da Cidade do Rio de Janeiro situado na latitude de 22º e 54’ e na longitude de 334º53’ contados do meridiano da Ilha do ferro, elevado por Manoel Vieira Leão, Sargento Mor Engenheiro e Governador da Fortaleza do Castelo da mesma cidade. Copiado por Ignacio Antônio dos Reis, partidista do numero da Academia Militar feito no Rio de Janeiro em o mês de Fevereiro de 1807. Colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, com observações, com rosa dos ventos, escala em braças e léguas, papel canson telado, bom estado, restaurado por  Elisabeth do Valle Souto Soares, em novembro de 2001, 100cm x 80cm[9].

Carta Topohidrográfica da Anciada e suas vizinhanças do Rio de Janeiro planta levantada pelo Sargento Mor Vieira Leão, em 1807. (cópia), colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, com rosa dos ventos, escala em braças, papel canson telado, 104cm x 98cm[10].

Carta do Rio de Janeiro. Autor:  Sargento Mor Manoel Vieira Leão, s/d. Monocromático, nanquim, aquarela, com notas explicativas, com rosa dos ventos, escala em léguas, papel canson telado, 170,5cm x 101,5cm[11].

Planta de huã parte do rio Tabiquary, e do lugar do seu passo que precisa fortificar-se, com o terreno próximo donde se delineou a Villa de S. Jozé por Manoel Vieira Leão, s/d. Colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, escala em braças, seta Norte, com legenda, papel canson, restaurado por Ivan de Sá, em maio de 1997, com moldura, bom estado, m50,5cm x 85cm[12].

Exemplo de uma porção do rio Tibiquary e do lugar do seu passo, que precisa fortificar-se, com o terreno próximo, donde se delineou a vila de S. José. Feito pelo Sargento Mor Manuel Vieira Leão. colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, com legenda, escala em braças, papel canson, 27,5cm x 42,5cm[13].

Plano da Costa de Santa Catharina até a Ilha Grande em que compreende a Campanha de São Paulo, Uma Parte de Minas Geraes e Guaias. Autor Manoel Vieira Leão, S/D.  Colorido, nanquim, tinta colorida, aquarela, com nota explicativa, com legenda, com rosa dos ventos, escala em léguas, original restaurado em bom estado, 68cm x 51,5cm[14].

Notas

  1. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 06.59.1627
  2. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 05.66.1471
  3. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 06.67.1696
  4. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 06.64.1722
  5. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 06.63.1742
  6. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 06.01.3709
  7. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 05.01.881
  8. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 08.03.1764
  9. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 03.06.828
  10. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 03.07.3159
  11. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 2793
  12. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 06.04.1454
  13. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 06.62.3602
  14. Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx). Cota: AHE 08.02.1724

Fontes

Arquivo Histórico do Exército - Brasil (AHEx)

Bibliografia

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

Citar este artigo