João Baptista Porto

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


João Baptista Porto
Nome completo João Baptista Alves Porto
Outras Grafias valor desconhecido
Pai valor desconhecido
Mãe valor desconhecido
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento valor desconhecido
Morte valor desconhecido
Sexo valor desconhecido
Religião valor desconhecido
Cargos
Data Início: 1807

Cargo Professor
Data Início: 1807

Cargo Professor
Data Início: 1818
Instituição Academia Militar de Goa

Data Fim: 1807


Biografia

Dados biográficos

Carreira

Segundo tenente do Real Corpo de Engenheiros. Foi enviado em 1807 com Francisco Augusto Monteiro Cabral para a Índia. Francisco Monteiro Cabral ensina fortificação mas mais tarde João Baptista irá substitui-lo[1].

Outras informações

Obras

Notas

  1. Viterbo, Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal, Vol I, 148-149 e Vol II (1904), 338.

Fontes

Faria, Alice Santiago. "O papel dos luso-descendentes na Engenharia Militar e nas Obras Publicas em Goa ao longo do século XIX." In Goa: Passado e Presente. Tomo I, coordenação de Artur Teodoro Matos e João Teles e Cunha, 225-237. Lisboa: Centro de Estudos dos Povos e Culturas de Expressão Portuguesa da Universidade Católica Portuguesa e Centro de História de Além-Mar, 2012.

Viterbo, Francisco de Sousa. Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal, Vol I. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1899.

Viterbo, Francisco de Sousa. Diccionario Histórico e Documental dos Architectos, Engenheiros e Construtores Portugueses ou a serviço de Portugal, Vol II. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1904.

Bibliografia

Ligações Externas

Autor(es) do artigo

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

Citar este artigo