Joaquim Castro Seabra

From eViterbo
Jump to navigation Jump to search


Joaquim Castro Seabra
Nome completo Joaquim de Sousa Castro Seabra
Outras Grafias Joaquim de Souza Castro Seabra
Pai valor desconhecido
Mãe valor desconhecido
Cônjuge valor desconhecido
Filho(s) valor desconhecido
Irmão(s) valor desconhecido
Nascimento valor desconhecido
Lisboa, Lisboa, Portugal
Morte valor desconhecido
Sexo Masculino
Religião valor desconhecido
Formação
Formação Instrução básica
Local de Formação Lisboa, Lisboa, Portugal

Formação Instrução técnico-profissional
Local de Formação Lisboa, Lisboa, Portugal

Formação Instrução técnico-profissional
Local de Formação Lisboa, Lisboa, Portugal
Cargos
Cargo Amanuense
Data Início: dezembro de 1883
Fim: 12 de janeiro de 1889

Cargo Condutor auxiliar
Data Início: 12 de janeiro de 1889
Fim: 1894

Cargo Condutor de 2ª classe
Data Início: 1894
Fim: 1895


Biografia

Dados biográficos

Joaquim de Sousa Castro Seabra nasceu a 23 de Julho[1][2] por volta do ano 1864[3], em Lisboa. Estudou no Liceu Nacional de Lisboa[4], onde realizou exame de Francês, Inglês, Geografia e História, Retórica e Literatura, Introdução à História Natural e o 6º ano de Matemática, tendo concluído o Curso Completo de Desenho. No Instituto Industrial e Comercial de Lisboa, concluiu o curso de Telégrafos e Faróis. Frequentou ainda o 1º ano da Escola Politécnica de Lisboa[5].

Em janeiro de 1895, encontrava-se no estado civil de solteiro[3]. Desconhece-se até ao momento a data e local do seu falecimento.

Carreira

Começou a trabalhar para o Estado Português em dezembro de 1883[6], onde ocupou funções como amanuense na Direção Geral do Ultramar da Secretaria de Estado dos Negócios da Marinha e do Ultramar[7][8]. Durante este período, gozou de 9 meses de licença sem vencimento[3].

Usufruiu de várias licenças, a saber: por portaria de 16 de julho de 1887, foi-lhe prorrogada por mais 60 dias uma licença sem vencimento - guia nº 256 - da qual se desconhece o início -, tendo pago 3$180 reis[9]; em setembro de 1887, foi-lhe concedida uma licença de 90 dias - guia nº 730 do mesmo mês -, sem vencimento, para estar ausente do reino, tendo efetuado um pagamento de 6$360 réis[10], prorrogada por mais 60 dias - guia nº 993 de dezembro do mesmo ano -, e um pagamento de 4$770 reis[11].

Por portaria de 12 de janeiro de 1889[3], foi promovido a condutor auxiliar de Direcção das Obras Públicas de Angola. Nesse mesmo ano, em junho, o Governador Geral de Angola concedeu uma autorização especial para que este exercesse funções como condutor auxiliar na Direção Fiscal do Caminho de Ferro de Luanda a Ambaca[5][12], funções que passou a desempenhar oficialmente por decreto de 9 de fevereiro de 1893[5]. Em 1894 e 1895, Joaquim Castro Seabra desempenhava já funções como condutor de 2ª classe, usufruindo de um ordenado de 300$000 reis, e uma gratificação de 720$000 reis[5].

Em dezembro de 1900, o Diário do Governo anunciava que tinha uma dívida de 21$420 reis referente ao ano 1883/1884, enquanto amanuense da Direção Geral do Ultramar[13].

Obras

Caminho de Ferro de Luanda a Ambaca[3][5].

Notas

  1. "Alta Sociedade". Diário Ilustrado, no. 5490 (22 Julho, 1888): [1].
  2. "Alta Sociedade". Diário Ilustrado, no. 6214 (22 Julho, 1890): [3].
  3. 3,0 3,1 3,2 3,3 3,4 Arquivo Histórico Ultramarino. 768/2. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Joaquim de Souza Castro Seabra - Informação referida ao anno de 1895".
  4. "Relação dos candidatos ao concurso aberto para provimento dos logares de alumnos do curso pratico de correios, telegraphos e pharoes no anno lelectivo de 1883-1884", Diário do Governo, no. 276, 4 de dezembro de 1883, 2948.
  5. 5,0 5,1 5,2 5,3 5,4 Arquivo Histórico Ultramarino. 768/2. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Joaquim de Souza Castro Seabra - Informação referida ao anno de 1893".
  6. Decreto de 28 de novembro de 1883, Diário do Governo, no. 274, 1 de dezembro de 1883, 2926.
  7. De acordo com o anunciado no Diário do Governo nº 191, de 25 de Agosto de 1883, a sua contratação como amanuense, implicou a prestação de provas, agendadas para 11h00 do dia 3 de setembro do mesmo ano. "Relação dos candidatos ao lugar de amanuense na secretaria de estado dos negócios da marinha e ultramar", Diário do Governo, no. 191, 25 de agosto de 1883, 2043-2044.
  8. Arquivo Histórico Ultramarino. Índices. Funcionários Obras Públicas. Liv. 52, nº 4. "Joaquim de Souza Castro Seabra".
  9. Portaria de 16 de Abril de 1888, Diário do Governo, no. 98, 30 de Abril de 1888, 938.
  10. Portaria de 16 de Setembro de 1887, Diário do Governo, no. 209, 19 de setembro de 1887, 2095.
  11. Portaria de 20 de Dezembro de 1887, Diário do Governo, no. 289, 23 de dezembro de 1887, 2851.
  12. Arquivo Histórico Ultramarino. 768/2. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Joaquim de Souza Castro Seabra - Ofício de 15 de junho de 1889. Direção Fiscal do Caminho de Ferro de Luanda a Ambaca".
  13. "Relação dos devedores de Direitos de Mercê e da Contribuição do Registo. Districto de Lisboa, 3º Bairro" in Diário do Governo nº 47, de 10 de dezembro de 1900, 804.


Fontes

"Alta Sociedade". Diário Ilustrado, no. 5490 (22 Julho, 1888): [1].

"Alta Sociedade". Diário Ilustrado, no. 6214 (22 Julho, 1890): [3].

Arquivo Histórico Ultramarino. 768/2. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Joaquim de Souza Castro Seabra - Informação referida ao anno de 1893".

Arquivo Histórico Ultramarino. 768/2. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Joaquim de Souza Castro Seabra - Informação referida ao anno de 1895".

Arquivo Histórico Ultramarino. 768/2. 1D. MU. Cx. 1876-1932. Processos Individuais. ANG. "Joaquim de Souza Castro Seabra - Ofício de 15 de junho de 1889. Direção Fiscal do Caminho de Ferro de Luanda a Ambaca".

Arquivo Histórico Ultramarino. Índices. Funcionários Obras Públicas. Liv. 52, nº 4. "Joaquim de Souza Castro Seabra".

Decreto de 28 de novembro de 1883, Diário do Governo, no. 274, 1 de dezembro de 1883, 2926.

Portaria de 16 de Setembro de 1887, Diário do Governo, no. 209, 19 de setembro de 1887, 2095.

Portaria de 20 de Dezembro de 1887, Diário do Governo, no. 289, 23 de dezembro de 1887, 2851.

Portaria de 16 de Abril de 1888, Diário do Governo, no. 98, 30 de Abril de 1888, 938.

"Relação dos candidatos ao concurso aberto para provimento dos logares de alumnos do curso pratico de correios, telegraphos e pharoes no anno lelectivo de 1883-1884", Diário do Governo, no. 276, 4 de dezembro de 1883, 2948.

"Relação dos candidatos ao lugar de amanuense na secretaria de estado dos negócios da marinha e ultramar", Diário do Governo, no. 191, 25 de agosto de 1883, 2043-2044.

"Relação dos devedores de Direitos de Mercê e da Contribuição do Registo. Districto de Lisboa, 3º Bairro" in Diário do Governo nº 47, de 10 de dezembro de 1900, 804.

Autor(es) do artigo

Gonçalo Margato

Departamento de Estudos Políticos, FCSH, Universidade Nova de Lisboa

https://orcid.org/0000-0002-6248-3947


Sandra Osório da Silva

Departamento de História, FCSH, Universidade Nova de Lisboa

https://orcid.org/0000-0001-7529-5008

Financiamento

Fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto TechNetEMPIRE | Redes técnico-científicas na formação do ambiente construído no Império português (1647-1871) PTDC/ART-DAQ/31959/2017

DOI

https://doi.org/10.34619/n2l5-ryl7

Citar este artigo

Margato, Gonçalo e Sandra Osório da Silva. "Joaquim Castro Seabra", in eViterbo. Lisboa: CHAM - Centro de Humanidades, FCSH, Universidade Nova de Lisboa, 2022. (última modificação: 11/07/2024). Consultado a 23 de julho de 2024, em https://eviterbo.fcsh.unl.pt/wiki/Joaquim_Castro_Seabra. DOI: https://doi.org/10.34619/n2l5-ryl7